6 erros da nutrição de leads que você não pode cometer!

Sabemos que somente gerar leads não é suficiente para aumentar o faturamento. Por isso, a nutrição de leads é fundamental para transformar cada contato adquirido em oportunidades de vendas. O caminho é longo e requer alguns cuidados básicos para que o inbound marketing traga resultados efetivos para o negócio.

6 erros da nutrição de leads que você não pode cometer!
6 erros da nutrição de leads que você não pode cometer!

A nutrição de leads

A nutrição de leads é um método utilizado para se relacionar com os consumidores através de um conteúdo qualificado, com objetivo de prepará-los ao longo do funil de vendas até o momento da compra.

Nutrir a sua base de leads de maneira adequada pode acelerar as suas vendas, mas isso demanda conhecimento e várias adaptações durante a implementação da estratégia. Neste post apresentamos 6 erros que ameaçam o sucesso da nutrição de leads. Acompanhe!

Erros na nutrição de leads e como evitá-los

1. Não compreender o funil de vendas

Antes de consumir os produtos de uma empresa, o consumidor passa por várias etapas. Esse caminho desde o primeiro contato com a sua marca até a decisão de compra é chamado de funil de vendas.

Cada fase do funil necessita de um conteúdo específico, pois se um lead acabou de conhecer a sua empresa ele ainda está no topo do funil e, certamente, não é apropriado enviar um e-mail com uma abordagem comercial de fundo de funil. Isso pode colocar toda a sua tática por água abaixo, então esteja atento às etapas da jornada de compra.

Muitas empresas perdem inúmeras chances de gerar conversões por não considerarem o funil de vendas como um dos pilares de uma estratégia de sucesso! Para evitar que isso aconteça é preciso criar um fluxo de nutrição baseado no conteúdo de cada fase do funil. Se um lead baixou um e-book, ele deve receber um e-mail com um artigo complementar ao tema que ele se interessou, por exemplo. Jamais ultrapasse a etapa com mensagens comerciais, pois é recomendado que isso seja feito com os clientes potenciais que já estão na fase de decisão de compra, fique atento!

Contratação de ferramentas de automação de marketing
Não contratar uma ferramenta de automação de marketing

2. Não contratar uma ferramenta de automação de marketing

Um dos maiores equívocos cometidos pelas empresas é achar que a nutrição de leads é um processo manual. Para que o envio de e-mails personalizados seja feito de forma eficiente e automatizada é fundamental contratar uma ferramenta de automação de marketing.

Entregar conteúdos distintos de acordo com a necessidade de cada lead, baseado nas suas interações pode aumentar a sua margem de erro se realizado manualmente. Então, contrate uma plataforma de automação de marketing e fuja do desperdício de tempo e dinheiro.

3. Focar apenas na geração de leads

Captar informações de contato sobre os clientes potenciais é essencial para gerar vendas, no entanto, essa é a ponta do iceberg. Muitas empresas não conquistam resultados tangíveis para o seu negócio por direcionarem os seus esforços apenas para a geração de leads.

Enviar mensagens personalizadas que derrubem objeções e resolvam problemas dos consumidores é essencial para fechar negócio. Nesse caso, a nutrição de leads é muito eficiente para solucionar as principais dúvidas sobre o seu produto ou serviço durante essa jornada, ou seja, é uma excelente tática para economizar o tempo do setor comercial.

Além disso, a nutrição de leads também pode ser um fator responsável na redução do custo de aquisição dos clientes já que o time de vendas só entra em contato com o cliente potencial, quando ele está propenso ao consumo. Menos trabalho na conquista de novos clientes, menos recursos necessários nesse processo.

Automação de marketing sem CTA
Não utilizar CTAs em suas mensagens

4. Não utilizar CTAs em suas mensagens

Algumas marcas criam mensagens nas campanhas de nutrição de leads sem um call to action que permita que o cliente potencial avance no funil de vendas. Para que esse erro não aconteça, invista na inserção dessas chamadas para ação em cada mensagem. Além de serem objetivos, os CTAs precisam ser sinalizados com cores fortes para se destacarem nos e-mails e estimularem o lead a realizar alguma ação. Seja baixar um e-book, solicitar uma avaliação gratuita ou comprar um produto. Fique atento para não perder conversões e crie um call to action impossível de ser ignorado!

5. Não definir uma frequência de envio de e-mails

Apesar de não existir um padrão sobre a periodicidade ideal para o envio de e-mails, é preciso definir uma sequência de mensagens no seu fluxo de nutrição. Determine os intervalos para cada tipo de ação que o lead realizar. Por exemplo, se o lead baixar um material dentro de 2 dias ele receberá um e-mail. Isso permite acompanhar o seu cliente potencial para que ele não se perca no caminho e não se torne um cliente. Portanto, defina uma linha do tempo para cada ação executada e garanta que o seu lead chegue até o fundo do funil.

Fluxo de nutrição na automação de marketing
Não separar os leads frios do seu fluxo de nutrição

6. Não separar os leads frios do seu fluxo de nutrição

Outro erro muito comum é a empresa não identificar os leads que percorreram toda a jornada de e-mails e não interagem com a nutrição. Crie uma lista com os “leads frios” para saber quais são os clientes potenciais que realmente estão interessados nessa nutrição. Desse modo, será possível descobrir os argumentos mais poderosos que convertem e quais chamadas devem ser reformuladas com o objetivo de aumentar as conversões.

O uso do e-mail entre as empresas que pretendem se relacionar com os seus clientes potenciais se popularizou bastante nos últimos anos. Entretanto, é importante ressaltar que esse canal deve ser utilizado de maneira estratégica para gerar resultados concretos.

O sucesso de qualquer campanha se deve ao conhecimento profundo sobre a persona. Afinal, para atrair o interesse do consumidor é preciso ser relevante e para que isso aconteça, a empresa deve saber quais são os principais problemas e objetivos do seu público. O envio do e-mail no momento ideal é outra peça-chave na captura da atenção da sua persona. Portanto, crie um plano eficaz baseado no perfil da sua persona e conquiste resultados fantásticos com a nutrição de leads!

Agora que você já sabe quais são os principais erros que comprometem a sua estratégia de nutrição de leads, entenda como qualificar os seus leads de forma eficaz lendo o nosso artigo: Como Qualificar Leads no Funil de Vendas!

Compartilhe o post:


0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Siga-nos: