Alavanque a sua geração de leads com Mídia Out of home

Quais táticas você tem usado para gerar mais leads para seu negócio?

Landing pages, pop-ups, caixas de inscrição em newsletter, aplicativos?

midia-out-of-home
Quais canais você usa?

E como você promove esses canais?

Redes sociais, blogs, materiais ricos, e-mails? 

Esses recursos de aquisição e divulgação são super válidos e funcionam muito bem.

O problema é que eles estão em um terreno muito comum no mercado. 

Elas se fecham no ambiente online e pouco consideram que o consumidor também está exposto às mídias tradicionais, especialmente o out-of-home (OOH).

Para você ter uma ideia, a mídia exterior atinge 98% da população no Reino Unido pelo menos uma vez na semana.

Isso mostra que as pessoas estão na rua e que é difícil de evitar esses anúncios (até porque não há adblocker que faça isso).

O out-of-home pode ser um grande propulsor de visitas em seu site, blog, redes sociais e em suas páginas de oferta.

Neste artigo, vamos explicar as diferentes formas de integrar os meios On e Off para impulsionar sua geração de leads.

Pela integração com os dispositivos móveis

midia-out-of-home-dispositivos-moveis
Mídias pelos dispositivos móveis

Aproximadamente 139 milhões de pessoas no Brasil usam seus dispositivos móveis para se conectarem à internet, segundo a We Are Social e Hootsuite

Essa mobilidade faz com que o público interaja com outras pessoas, leia seus feeds e curta fotos em qualquer lugar com conexão de dados móveis (3G, 4G, etc.).

As calçadas, os corredores de shoppings, as plataformas de estações de metrô e os saguões de aeroportos mostram isso.

É cada vez mais comum vermos as pessoas (inclusive nós mesmos) trocando mensagens no WhatsApp ou vendo os últimos tweets nesses locais.

Aliás, esses ambientes também dispõem de uma vasta oferta de mídia out-of-home.

Relógios de rua, abrigos de ônibus, outdoors, painéis digitais internos… Tem muitos formatos que podem ser aproveitados para chamar a atenção do seu público e fazer parte dessa interação no campo digital.

Alguns dados que falam sobre isso:

Nesse contexto, os dispositivos móveis funcionam como um complemento das conversas que se iniciam no out-of-home.

As pessoas podem se interessar por uma empresa, produto, serviço ou promoção.

Depois, procuram saber mais sobre isso em seus smartphones. 

Trata-se de um comportamento natural, mas que pode ser mais explorado pelas empresas que usam canais online para converter leads e clientes.

Pelo uso de QR Codes e códigos exclusivos

mídia-on-e-off-qr-code
mídia-on-e-off-qr-code

Dê as pessoas um estímulo mais perceptível e faça com que elas convertam sua oferta em outro canal.

Você pode usar QR Codes para esconder uma landing page, uma página de oferta em uma loja de apps ou um conteúdo exclusivo.

Esse recurso encurta o trajeto entre a ativação feita pelo anúncio em mídia exterior e a conversão em um aplicativo ou navegador.

A Cuponeria explorou esse recurso ao anunciar nas estações de metrô em São Paulo. 

O indicado é usar QR Codes em locais nos quais as pessoas possam parar tempo suficiente para escanear o código com uma certa segurança.

A mídia indoor, como em shoppings, aeroportos e estações de metrô, é uma escolha bem interessante para esses casos.

Você também pode inserir cupons e vouchers exclusivos em suas peças de out-of-home.

A ideia é que as pessoas possam gravar e usar posteriormente esses códigos em alguma página de oferta da sua empresa.

Para isso, você deve inserir um cupom de fácil memorização ou que seja simples para fotografar. 

A vantagem de usar esses tipos de códigos, desde que sejam únicos para cada formato, é que é possível atribuir as conversões online para as visitas oriundas do out-of-home

Assim, você poderia justificar o investimento feito na mídia offline e entender o real impacto dela em sua estratégia de marketing digital.

Por engajamento social

engajamento-out-of-home
Engajamento Mídias Sociais

Outra maneira de ativar novos contatos na internet a partir do out-of-home é com campanhas que provoquem interações em mídias sociais.

Uma pesquisa da OAAA e Nielsen de 2017, mostrou o quanto o OOH é influente nessas ativações:

  • 38% dos adultos americanos visitam o perfil do anunciante ou postam algo sobre o anúncio no Facebook;
  • 25% publicam uma foto no Instagram do anúncio ou sobre o anúncio em out-of-home;
  • 23% tweetam algo após serem impactados por um anúncio em mídia exterior.

Buscas pelos perfis da sua marca, novos seguidores, posts com fotos dos anúncios, menções e conversas sobre sua campanha são algumas das formas de gerar esse engajamento social.

Para atingir esse objetivo, invista tempo e esforço para preparar anúncios criativos, atraentes, intrigantes ou com outro gatilho que desperte a curiosidade no público. 

Um exemplo para se inspirar é a campanha do Spotify para promover a exposição “David Bowie is”, no Brooklyn Museum à época.

Segundo o próprio Spotify, em artigo publicado pela Fast Company (que traz outros exemplos legais de anúncios criativos em mídia offline), a campanha alcançou mais de 50 milhões de pessoas nos canais sociais de forma orgânica.

Você também pode dar uma forcinha para as pessoas e lançar uma hashtag própria da campanha ou daquele anúncio em mídia exterior.

Assim, você poderia medir a força dessa estratégia e acompanhar a reação do público com as suas mensagens.

Se liga neste exemplo bacana da Adidas para promover um jogo do Washington Redskins, da NFL (a liga de futebol americano dos EUA):

Independentemente do tamanho da campanha, o out-of-home tem a capacidade de abrir conversas nas redes sociais.

Mesmo com um menor investimento, dá para ser instigante, engraçado e chamativo o suficiente para fazer as pessoas quererem saber mais sobre o seu negócio nos canais digitais.

Por meio de anúncios de retargeting

retargeting-midia-out-of-home
Retargeting

Uma das evoluções tecnológicas que modernizaram o out-of-home é a possibilidade de usar a geolocalização para saber a movimentação de pessoas ao redor de um ponto de mídia.

Por meio de tecnologias como GPS, beacons e redes sociais, dá para contabilizar a quantidade aproximada de pessoas, dentro de um público-alvo, que passaram em frente a um outdoor, por exemplo.

Além de isso ajudar a segmentar melhor os planos de mídia e a mensurar os resultados de campanhas, os dados geolocalizados podem servir como gatilhos para disparar anúncios de retargeting.

Você pode criar uma campanha no Facebook ou no Instagram para pessoas que passaram em torno dos pontos de mídia contratados para seus anúncios em OOH.

Assim, o público, quando estiver na rua, em alguma loja ou em casa, pode novamente ser impactado pela sua marca.

Mas isso só vai funcionar com aquelas pessoas que estavam logadas no Facebook ou Instagram, dentro do público-alvo definido, no momento em que passaram pela peça publicitária no mundo físico.

Isso acontece porque cada smartphone ativo recebe uma espécie de identificador único, que é enviado para a plataforma de anúncios usar a localização dos seus usuários como um critério de disparo de anúncio, entende?

O retargeting a partir da exposição à mídia OOH também pode gerar conversões atribuídas.

Assim, você pode ter dados que comprovem a eficácia dessa combinação e otimizar futuras campanhas.

Pelo aproveitamento dos dados gerados no off

midia-out-of-home
Geração de dados Offline

A maneira como você configura suas estratégias de divulgação de landing pages, materiais ricos e outras táticas de aquisição de leads pode ser influenciada pelos dados obtidos no out-of-home.

Mas de quais dados estamos falando?

geracao-captacao-de-dados
Geração e captação de dados

Os 3 principais são as impressões, engajamento e conversões.

Apesar de essas métricas existirem no digital, elas são calculadas em outro contexto no OOH.

O cálculo de impressões aponta quantas pessoas foram expostas a uma peça publicitária em uma mesma inserção.

Dados geolocalizados (gerados por meio de GPS ativos em smartphones) podem trazer o tamanho aproximado de uma audiência bruta impactada

Já a audiência líquida de um local (que corresponde a presença de um público-alvo específico dentro de uma audiência bruta) pode ser identificada ao cruzar esses dados geolocalizados com informações de redes sociais dessas pessoas.

O engajamento com um anúncio pode ser medido pela visualização real de uma peça, o tempo de permanência em frente a ela e as interações sociais derivadas da mídia offline.

Já as conversões online podem ser medidas com o uso de QR Codes, cupons exclusivos e anúncios de retargeting.

Em lojas físicas, existem tecnologias como beacons e sensores Wi-fi que podem acompanhar o trajeto de um usuário com seu smartphone ligado até um estabelecimento comercial.

Como esses dados podem ser úteis?

Segmente melhor seus anúncios em search e redes sociais 

Você pode se apoiar nos lugares que mais geraram impressões, engajamentos ou conversões para especificar em quais códigos postais, cidades ou estados anunciar no Google Ads, por exemplo.

Dê uma pegada local para os seus conteúdos 

Se você identificar por onde mais circula o seu público-alvo em uma determinada região, por que então não criar conteúdos focados nesses locais? 

Claro que isso vai depender do modelo de negócio com o qual você trabalha, mas uma loja virtual de produtos esportivos, por exemplo, poderia priorizar a criação de artigos ou materiais ricos focados nos clubes de futebol dessas cidades.

Assim, uma relação mais direta com o público local seria criada.

Shake On It Chad Michael Murray GIF by Hallmark Channel
Crie uma relação direta

Nenhum outro meio tradicional conversa tão bem com a internet quanto o out-of-home.

Por essa razão, sua estratégia de geração de leads deve considerar a mídia exterior em seu mix de canais. 

Afinal, com a integração com os dispositivos móveis e recursos como retargeting, você pode alimentar suas redes sociais, sites, blogs e páginas de ofertas com mais visitas e conversões.

 

Guestpost fornecido por Midia NOALVO

Powered by Rock Convert

Compartilhe o post:

Tags: , , , , ,

Powered by Rock Convert

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Descubra o que é o leadlovers


Quero ficar atualizado sobre as melhores práticas e dicas do blog Automação de Vendas para melhorar o e-mail marketing. Se você não curtiu, basta cancelar. Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

Siga-nos: