Dicas e Motivos para Criar um Curso Online e ser seu Próprio Chefe

O avanço da tecnologia e a disseminação do Ensino a Distância (EAD), conseguiu abrir caminhos para um novo modelo de negócio. Diante disso, criar um curso online e vender conhecimento é um trajeto promissor.

Além disso, há uma busca desenfreada por novas dinâmicas de trabalho. O que leva muitos a abandonar antigos padrões, aliando o trabalho à qualidade de vida.

Mas será que é possível transformar o seu conhecimento em um negócio lucrativo?  Qualquer pessoa pode criar um curso online?

Continue a leitura e descubra como entrar neste mercado e as principais vantagens que ele oferece. Aqui você vai aprender: 

  • Um curso online é a mesma coisa que um infoproduto?
  • Motivos principais para criar um curso online
  • Será que eu tenho o perfil para criar um curso online?
  • É difícil criar um curso online?

Antes de tudo…

O que é um curso online?
O que é um curso online?

Muito se fala, mas pouco se explica. Você sabe o que de fato é um curso online?

Um curso online é a transmissão de conhecimentos via internet. Ele pode ser disponibilizado através de vídeos e também como conteúdo em formato de livro digital.

De uma forma geral, a linguagem é simples e dinâmica, para que o aluno consiga manter o foco durante o aprendizado.

Eles podem ser acessados por meio de plataformas próprias, criadas pelos produtores ou também por canais comuns, como o YouTube e o Vimeo.

A expansão da criação de cursos online está fazendo uma grande democratização do aprendizado, abrindo assim espaços para novos conhecimentos.

Curso Online é a mesma coisa que Infoproduto?

Um Curso Online ser considerado um Infoproduto?
Um Curso Online ser considerado um Infoproduto?

Um Curso Online pode ser considerado um infoprodutoLogo, se você criar um será um infoprodutor (também chamado de produtor digital).

Isso porque um infoproduto pode ser entendido como um produto digital, que possui a sua distribuição por meio da internet. Ele pode ser entregue em forma de vídeo, áudio ou texto.

Então, nesse caso, o produto entregue não será físico e sim digital. Contudo, por mais que os cursos online possam ser considerados infoprodutos, eles não são os únicos.

Conheça mais alguns tipos através da lista abaixo:

  •     E-book ( Livro digital);
  •         Screencasts;
  •         Podcasts;
  •         Área de membros ou Close Friends;
  •         Templates;
  •         Ferramentas de otimização;
  •         E-Magazines;
  •         Audiobooks.

E a lista não para por aí… O que deixa claro também a diversidade de investimentos que a internet é capaz de trazer. 

Mas, de fato, hoje em dia o formato em vídeo está em alta. Por isso, os cursos online estão dominando o mercado de infoprodutos.

6 Principais Motivos para Criar Um Curso Online

Independentemente do negócio, ter um propósito será essencial para o sucesso. Logo, para criar um curso online, será imprescindível que os motivos estejam claros.

Considerando a busca pela nova dinâmica de trabalho, já citada anteriormente, é possível mapear as bases para seguir este caminho. Mas é sempre bom lembrar que cada pessoa possuirá razões únicas.

Porém, se você se sente perdido e quer entender um pouco mais sobre as possibilidades deste mercado, veja alguns motivos a seguir:

1 – Investimento em um negócio promissor

1 - Investimento em um negócio promissor
1 – Investimento em um negócio promissor

A educação online ou a distância não para de crescer no Brasil, pois os brasileiros descobrem cada vez mais as vantagens dessa modalidade de ensino.

Os dados de crescimento são tanto para os cursos livres como para o setor educacional das universidades e ensino técnico

Depois da pandemia, isso se intensificou ainda mais. As pessoas começaram a entender que é possível aprender, mesmo que no conforto de suas casas.

Dessa forma, a pessoa que tiver a possibilidade de investir na venda de conhecimento, terá grandes chances de retornos rentáveis. 

2 – Liberdade e flexibilidade

2 - Liberdade e flexibilidade
2 – Liberdade e flexibilidade

Ter a capacidade de criar um curso online e transformá-lo na principal fonte de renda, fará com que uma grande liberdade e flexibilidade seja alcançada.

Pois, além de você poder vender o que sabe fazer, o trabalho é muito mais otimizado que em um cursos presenciais.

Isso porque você pode gravar o conteúdo de uma só vez. Mas as pessoas poderão comprar continuamente, a qualquer hora do dia.

É claro que você terá sempre que melhorar e atualizar o conteúdo. Porém, ainda assim, a economia de tempo é absurdamente maior. Se fosse em uma sala de aula comum, você teria que falar várias e várias vezes o mesmo assunto. Já que há limite de espaço e, portanto, de número de alunos.

Então, de uma forma mais clara, existirá uma demanda de trabalho na criação. Mas o curso poderá ficar disponível para que milhares de pessoas possam comprar.

Dessa maneira, todo o trabalho inicial será recompensado em forma de um “ativo”.

Isso não quer dizer que o trabalho acaba após a finalização do curso, mas sim que ele terá uma diminuição, diferente dos demais negócios. 

3 – Diversidade de possibilidades

3 - Diversidade de possibilidades
3 – Diversidade de possibilidades

O mundo digital é um ambiente com múltiplas possibilidades. Isso porque a facilidade de comunicação faz com que os aprendizados sejam otimizados, abrindo caminhos para novos formatos de empreendedorismo.

É muito comum que o profissional que esteja desenvolvendo o seu curso, acabe encontrando novas oportunidades de negócio.

Isso acontece porque o mercado faz a mente se expandir, fazendo com que o empreendedor perceba o quanto o seu trabalho pode ser aprimorado e mais lucrativo.

4 – Desenvolvimento de um projeto econômico

4 - Desenvolvimento de um projeto econômico
4 – Desenvolvimento de um projeto econômico

O desenvolvimento de um curso online é um projeto, relativamente, econômico. Claro que tudo irá depender das técnicas utilizadas para a criação e também do tipo de curso escolhido.

Outro ponto que também entra nas questões econômicas, é o fato de o conteúdo não ser impresso. Além disso, a entrega não terá custo direto, pois será feita por meios digitais. 

5 – Ser o seu próprio chefe

5 - Ser o seu próprio chefe
5 – Ser o seu próprio chefe

Os cursos digitais são tão rentáveis que muitas pessoas estão trocando empregos formais para investir, em tempo integral, na criação e divulgação.

O alcance da internet é tão grande que o crescimento tende a acontecer de forma rápida. Diante disso, é muito comum que os produtores virem empresários rapidamente.

Porém, assim como qualquer diretor ou chefe de uma empresa, a dedicação e o esforço terão que existir. 

6 – Facilidade na venda

6 - Facilidade na venda
6 – Facilidade na venda

A compra pela internet cresceu bastante nos últimos tempos. Esse motivo está ligado ao aumento da confiança e também em relação aos preços oferecidos.

Por isso, ter um curso totalmente online fará com que o seu negócio tenha muito mais chances de ser encontrado e vendido.

Lembrando que esse crescimento das vendas online só tem a crescer no futuro. Então, o ideal é que o empreendedor esteja preparado para poder usufruir dos rendimentos. 

Será que eu tenho o perfil para criar um curso online?

Será que eu tenho o perfil para criar um curso online?
Será que eu tenho o perfil para criar um curso online?

Um dos principais motivos que fazem com que as pessoas desistam de empreender online está ligado ao fato delas pensarem que não possuem o perfil.

O pensamento é válido, porém, ele não pode servir como uma barreira. Saiba que para criar um curso online não é preciso ter um Q.I elevado, mas sim determinação e uma boa dose de autoconhecimento.

Então, o perfil ideal para vender conhecimento através de um curso é conhecer e entender as suas habilidades. Pois, cada ser humano possui vivências únicas e sempre possui algo importante para ensinar.

A grande variedade de possibilidades que a internet é capaz de trazer, faz com que os mais variados perfis possam ter sucesso neste mercado.

Logo, se você acredita que pode beneficiar as pessoas através das suas habilidades e conhecimento, então você já possui o perfil correto para desenvolver o seu curso.

É difícil criar um curso online?

É difícil criar um curso online?
É difícil criar um curso online?

O empresário deve manter sempre a ideia de que não existe dinheiro fácil. Então, investir no aprendizado online também demandará tempo e muito estudo.

Porém, quando o trabalho é feito com consistência e determinação, as chances de sucesso aumentam.

Para que você possa ter uma noção melhor sobre a produção de um curso digital, veja os passos básicos de criação

6 Dicas Fundamentais para Criar um Curso Online

6 Dicas Fundamentais para Criar um Curso Online 
6 Dicas Fundamentais para Criar um Curso Online

1 – Definir o que será ensinado

O primeiro passo para criar um curso online será a definição do que será ensinado.

Esse será o momento de identificar a sua habilidade e entender como ela pode ser útil para outras pessoas.

2 –  Estudar o público-alvo e criar uma persona

A definição do público-alvo será primordial para o sucesso do projeto. Pois, através dela, e com a persona, o direcionamento do infoproduto será mapeado.

Nesse sentido, toda a criação, estruturação e divulgação do curso, dependerá desta etapa. Por isso, ela precisa ser muito bem definida.

3 – Definir formatos e tecnologia que será utilizada

O curso será entregue por meio de videoaulas? Ou ele será apenas um livro digital? Ou você prefere que o formato seja áudio estilo podcastDeve-se então fazer um estudo sobre as possibilidades reais de comunicação.

Não existe um formato melhor, mas se fosse para gente dar uma dica seria para você, seria: Aposte nas videoaulas e dispobilize conteúdo escrito como material complementar.

Os custos também deverão ser considerados na escolha. Pois o quanto você tem para investir pode limitar algumas ideias e trazer o projeto para mais próximo da realidade.

4 –  Realizar o planejamento de criação

O planejamento de criação de conteúdo é a base para a estruturação.

Por isso, faça uma elaboração de um calendário editorial, mapeando assim todo o conteúdo que pode ser explorado dentro do curso.

5 –  Estruturação e criação do conteúdo

Tendo conhecimento de todo o conteúdo que será passado, deve-se então criar uma estrutura que seja própria para o aprendizado.

O produtor, alinhado ao formato escolhido, definirá a sequência das aulas. Lembrando sempre que o público-alvo e a persona serão fundamentais para esta etapa do projeto.

6 – Divulgação

Por último, com o projeto finalizado, chegou a hora da divulgação. O produtor pode contar com uma equipe de marketing para alinhar qual será a melhor estratégia.

Hoje existem muitas plataformas e redes sociais que facilitam esta divulgação. Mas é preciso entender onde o seu público estará, para que o dinheiro gasto com campanhas não seja em vão.  

Considerações finais

Considerações finais
Considerações finais

Agora você já sabe que os cursos online podem ser uma ótima maneira de ter o seu próprio infoproduto e conseguir realizar os seus sonhos.

Principalmente se você pensar que qualquer um de nós possui algum conhecimento para compartilhar. E não existe um perfil específico para ter sucesso nesse mercado.  

Se você também quer fugir das limitações padrões, criar um curso online pode ser uma ótima pedida.

Pensando em te ajudar nessa tarefa, criamos um e-book muito completo para você criar um curso online de sucesso totalmente do zero. São páginas e páginas de muito conteúdo. Se interessou? É só clicar abaixo para receber o conteúdo.

 

Compartilhe o post:

Tags: , , , , , , ,


0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Siga-nos: