Descubra se seus e-mails caem na caixa de Spam

Se você já participou de campanhas de e-mail marketing, você provavelmente se deparou com questões relativas aos filtros de spam.

Segundo o ReturnPath, apenas 80% dos e-mails enviados por empresas, com permissão do usuário, alcançam a caixa de entrada.

Filtros de spam e provedores de e-mail trabalham arduamente para reduzir irrelevâncias na caixa de entrada.

E com razão! Afinal, quem gosta de e-mails repletos de ofertas não solicitadas?

Seja você um profissional de marketing ou um afiliado, é muito importante entender o que é spam, como os filtros e firewalls operam, como evitar estar entre os “maus elementos” do lixo eletrônico e que e-mails importantes parem lá.

Acompanhe!

Descubra se seus e-mails caem na caixa de Spam
Descubra se seus e-mails caem na caixa de Spam

1. O que é Spam?

Em geral, entende-se como Spam todo tipo de e-mail não solicitado ou irrelevante.

Nos Estados Unidos, uma lei (CAN-SPAM), aprovada em 2004, estabelece algumas regras a serem seguidas por quem envia e-mails com interesses comerciais.

De acordo com o MailChimp, alguns deles são:

  • Não usar cabeçalhos enganosos;
  • Sempre providenciar um link para que o usuário possa interromper a assinatura;
  • O link de interrupção da assinatura (“unsubscribe”) deve operar por, pelo menos, 30 dias após o pedido do usuário;
  • Você deve incluir seu endereço físico nos e-mails;

Em 2014, uma lei semelhante foi aprovada no Canadá.

Isso mostra que mecanismos de combate ao spam estão cada vez mais fortes e protegidos por legislações.

Como operam os filtros da caixa de spam
Como operam os filtros da caixa de spam

2. Como operam os filtros de spam?

Os filtros de spam consideram uma longa lista de critérios ao julgar o caráter de um e-mail.

Cada filtro opera de uma maneira diferente.

Isso significa que um e-mail pode passar por um filtro de spam X e não passar pelo filtro Y.

A lista de critérios para identificar um e-mail como spam cresce e se adapta constantemente, baseado no que as pessoas identificam como spam.

Como esses filtros não dialogam entre si, não há fórmulas mágicas para verificar o que identificam como spam ou não.

3. Como evitar que seus e-mails caiam na caixa de spam dos assinantes?

Embora não existam fórmulas para evitar a caixa de spam, algumas práticas podem evitar que isso aconteça.

Vamos aprender quais são elas?

3.1. Cuide dos metadados da campanha

Os filtros de spam precisam saber se você tem ligações com a pessoa que está recebendo o e-mail.

Nós recomendamos o uso de Merge Tags.

Basicamente, as Merge Tags são recursos que permitem acrescentar informações dinâmicas ao seu e-mail.

Isso faz com que você possa, por exemplo, customizar sua campanha com o nome do remetente.

Pela leadlovers você acrescenta esses dados através dos campos personalizados no builder de e-mails.

Além disso, você deve enviar seus e-mails a partir de domínios verificados.

Pela leadlovers você também consegue fazer essa verificação.

A partir do “Contas de e-mail” no canto superior direito da plataforma em configurações.

3.2. Seu endereço de IP

O IP pode levar seus e-mails para a caixa de spam
O endereço de IP também interfere na entrega de e-mails

Alguns filtros de spam bloqueiam sua campanha se o seu IP não tiver enviado e-mails antes.

Há serviços online de entrega de e-mail marketing, que não permitem que uma empresa reportada como spammer utilize seus recursos.

3.3. Cuide do código de sua campanha

Filtros de spam detectam códigos mal feitos e tags extras.

Por isso, se você entende pouco sobre codificação, é melhor contar com um bom designer — ou trabalhar com templates!

Através dos modelos prontos da leadlovers, você consegue montar o template do seu e-mail sem grandes dificuldades.

É só informar qual o tipo de dado você quer inserir, e mover as tabelas de conteúdo para o template do e-mail.

3.4. Conteúdo e formatação

Alguns filtros de spam barram e-mails com base em conteúdos específicos ou imagens que eles contêm.

Por isso, recomenda-se que as empresas tenham especial atenção com a formatação e o conteúdo da campanha.

Algumas práticas são valiosas para isso:

  • Projete a sua campanha de forma que ela fique clara, equilibrada e motive o engajamento de seus assinantes;
  • Assegure-se de que seus remetentes optaram por receber seus e-mails;
  • Seja consistente! Não desvie da identidade à qual seu público já está acostumado;
  • Faça testes A/B para entender como o seu conteúdo pode conquistar mais engajamento;

Resumidamente: tenha cuidado com suas leads!

Evite certos tipos de anexos
Evite certos tipos de anexos

3.5. Evite certos tipos de anexos

Em geral, arquivos .jpg, .pdf ou .gif são seguros de enviar, permitindo que você agregue conteúdo ao seu e-mail.

Porém, anexos executáveis, como .zip, .exe, dentre outros, normalmente são taxados como spam.

Se você precisa enviar um anexo muito grande — ou que possa ser classificado como um vírus em potencial —, utilize serviços como o DropBox.

Adiciona também os Textos Alternativos as imagems que está enviando dentro do seu e-mail.

Os provedores não conseguem ver a imagem e sim ler as informações das imagens.

3.6. Inclua uma versão em texto caso você esteja enviando e-mails em HTML

Uma causa comum para que e-mails sejam classificados como spam é a ausência de texto.

Além de evitar o lixo eletrônico, incluir uma versão em texto assegura que o usuário tenha acesso ao conteúdo caso não possa ver e-mails HTML.

4. Como evitar que e-mails importantes caiam na caixa de spam?

Deixar de receber e-mails importantes, porque eles foram filtrados como spam, também é outro aspecto cotidiano na vida de qualquer profissional que lida com uma caixa de entrada.

Para evitar que isso ocorra, é preciso configurar sua caixa para que as mensagens dos contatos não sejam encaminhadas para o lixo eletrônico.

Filtros são bem-vindos!

No Gmail, por exemplo, ao adicionar um e-mail à lista geral de contatos, todas as mensagens dele vão direto para a caixa de entrada.

Caso uma mensagem importante tenha caído no lixo eletrônico, é preciso marcá-la com a opção “Não é Spam”.

Por isso, é muito importante gerenciar sua lista de contatos com atenção!

Ferramentas de automação em marketing são extremamente úteis para isso.

5. Como operam os firewalls para e-mail?

Como operam os firewalls para e-mail
Como operam os firewalls para e-mail

Firewalls (soluções de segurança) operam de maneira similar aos filtros de spam.

Ou seja, eles são projetados para regular o recebimento de mensagens com base em uma série de regras estabelecidas pelo servidor de e-mail.

Usados por empresas dos mais diversos tipos, eles se comunicam uns com os outros para interromper o trabalho de spammers.

Os servidores de e-mail recebem grande ajuda dos remetentes para isso.

Os firewalls se baseiam em placares de reputação para bloquear e-mails antes mesmo que eles cheguem aos filtros de spam.

Ou seja, uma vez que você for reportado, você pode estar no radar destes firewalls.

No entanto, não se preocupe!

Reclamações por abuso ocorrem acidentalmente e provedores de serviço de e-mail têm ciência disso.

Por esse motivo, eles analisam cada reclamação cuidadosamente.

6. Como evitar que meus e-mails sejam bloqueados por firewalls?

Em uma campanha de e-mail marketing, permissão é a palavra-chave.

Porém, como garantir que a lista de contatos realmente conta com pessoas receptivas às suas mensagens?

Veja abaixo!

Como evitar que seus e-mails sejam bloqueados por firewalls
Como evitar que seus e-mails sejam bloqueados por firewalls

6.1. Tenha atenção à forma como os assinantes entram para sua lista

Uma maneira de se certificar que o remetente tem a sua permissão para o envio de e-mails é submetê-lo a um formulário de dois passos para que ele entre em sua lista.

Esse formulário se chama Double opt-in.

Ele consiste em pedir uma autorização pro usuário antes dele se inscrever para receber e-mails.

6.2. Não compre listas de e-mails

Em hipótese alguma considere comprar listas de e-mails.

Esse tipo de ação online é ilegal e proibida.

6.3. Mostre aos seus assinantes o que eles devem esperar de seus e-mails

Se os seus assinantes esperam receber cupons de desconto todas as semanas e você não oferecê-los, eles podem desistir de sua lista facilmente.

Por isso, conte aos seus assinantes o que você trará nos e-mails e qual a periodicidade deles.

6.4. Não assuma que você tem permissão

Mesmo que o remetente tenha adquirido um produto em sua loja, isso não dá permissão para que você envie mensagens a ele.

Apenas se ele concedeu essa permissão a você.

Utilize o double opt-in para fazer a confirmação que ele realmente quer receber suas novidades ou promoções.

6.5. Não esconda os botões de “unsubscribe”

Quando você mantém a opção de “unsubscribe” (interromper assinatura) aparente, os usuários que não desejam mais receber os seus e-mails podem sair de sua lista facilmente.

Isso pode ser extremamente positivo para a sua campanha.

Afinal, ficam apenas os usuários engajados, que realmente querem receber novidades de sua marca.

6.6. Trate seus e-mails como uma extensão de seu site, loja ou marca

Seus clientes provavelmente têm uma ideia de que tipo de conteúdo receberão de sua marca.

Por isso, como já alertamos acima, não se afaste demais da sua identidade.

Conheça o Mail Tester!

O Mail Tester é um site que testa o seu endereço de e-mail, mostrando as suas chances de cair em caixas de spam e se você já se encontra em alguma blacklist.

Interessante, não? Entenda como ele funciona!

Teste de Spam
Verifique o nível de spam clicando na imagem!

Após acessar o mail-tester.com ele irá gerar um e-mail na caixa retangular branca, conforme imagem acima, e vamos supor que você deseja testar o e-mail [email protected] (lembrando que esse e-mail é somente um exemplo ok?).

Passo 1

Vá até a caixa de entrada do e-mail [email protected];

Passo 2

Clique para escrever um novo e-mail com um assunto qualquer, pode ser “Teste mail tester”, por exemplo.

Escreve qualquer coisa no corpo desta mensagem e envie para o e-mail gerado na página inicial do Mail Tester;

Passo 3

Volte na página do Mail Tester e clique no botão azul “Em seguida, verifique a sua pontuação”, uma página parecida com a de baixo irá abrir;

11-09-2015_TesteSpam2

Passo 4

Verifique a pontuação exibida pelo site, quanto mais alta for, menores serão as chances de suas mensagens caírem na caixa de spam e/ou lixeira.

Passo 4.1 – Como utilizar o Mail Tester no leadlovers

Para testar o e-mail utilizado em sua máquina é necessário copiar o e-mail gerado no Tester, clicar na opção para envio de teste em um dos e-mails da sequência e colar o e-mail gerado no campo que abrirá, depois clique no botão para enviar. Veja as imagens abaixo:

29-09-2015_Tester1

29-09-2015_Tester2

 

SPAM são odiados E COM RAZÃO:

Lembrando que o SPAM depende de muitos fatores, o principal é que o DKIM/SPF estejam corretos, domínios configurados corretamente também ajudam.

Outra coisa é analisar o domínio e blacklists.

Se algum dia o seu e-mail caiu no Spam trap ou caixas do tipo, é necessário melhorar a sua reputação.

O sistema usa diversas regras de processo de e-mail marketing e tem uma entrega assegurada neste sentido, muitos clientes entregam sem problemas em todos os provedores existentes e, só para constar, nós temos um dos melhores backends do mercado, o mandrill, by mailchimp.

Tem pessoas que ficam irritadas em receber spam, mas a verdade é que tá tudo bem, porque muitas vezes o spam nada mais que uma ação de uma pessoa que de alguma maneira está adotando uma estratégia errada e muitas vezes ela não tem a mínima noção disso.

Então é reportando os spam que iremos contribuir com que esse tipo de prática seja sanada.

Viu como um teste simples e rápido pode te informar se os seus e-mails estão caindo na caixa de spam dos cliente e se você se encontra em uma blacklist?

Em caso tenha dúvidas fique a vontade para nos contatar através do Suporte, neste link você descobre como nos contatar, nós estamos por ali de segunda-feira a sexta-feira, das 8h30 às 17h00.

P.S.: Todo o procedimento foi realizado com a caixa de entrada do e-mail aberto em uma aba e o Mail Tester aberto em outra.

Artigo atualizado dia 30/05/2019

Powered by Rock Convert

Compartilhe o post:

Tags: , ,

Powered by Rock Convert

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Descubra o que é o leadlovers


Quero ficar atualizado sobre as melhores práticas e dicas do blog Automação de Vendas para melhorar o e-mail marketing. Se você não curtiu, basta cancelar. Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

Siga-nos: