Infoprodutos: O que são? 7 Motivos para Criar o Seu Agora

Durante a pandemia, muitos profissionais tiveram que se reinventar e migrar seus negócios físicos para a internet. Entre tantas opções, os infoprodutos se destacam no mercado digital.

Mas a grande dúvida é: O que é um infoproduto? Quais são os motivos para ter o seu?

Vamos explicar todos os detalhes nesse post, feito especialmente para você, que está buscando criar o seu negócio na internet.

Aqui, você vai aprender:

  • O que são infoprodutos?
  • Quem pode criar um infoproduto?
  • Quais são os principais formatos de infoprodutos
  • 7 motivos para ter um inforproduto
Infoprodutos: O que sâo? 7 motivos para criar o seu agora

Ou seja, vai sair munido de todas as informações necessárias para tirar esse projeto do papel. Ao levar seu negócio para um mercado em que não existem fronteiras, horários de atendimento ou limitações de espaço físico.

Ficou interessado? Então, vamos nessa com a gente!

O que são infoprodutos?

O que são infoprodutos?

Ok, talvez você já tenha ouvido essa palavra. Porém, a grande dúvida é: Afinal, o que é um infoproduto realmente?

Basicamente, infoproduto é um conteúdo digital, lançado para compartilhar uma informação com outra pessoa.

Normalmente esses conteúdos são criados para ensinar alguma coisa para alguém. 

Existem alguns formatos mais usados para criar esse conteúdo. Como e-books e vídeos, por exemplo. Mas, calma, nós vamos explicar cada um deles mais para frente.

Quem pode criar um infoproduto?

Quem pode criar um infoproduto?

A resposta para essa pergunta é simples: Qualquer pessoa que tenha alguma informação ou conteúdo relevante para outras pessoas. Isto é, praticamente qualquer pessoa.

Nesse momento, você pode estar pensando: Mas será que meu conteúdo é realmente interessante para outras pessoas?

Bom, provavelmente, sim. Afinal, o planeta Terra tem quase 8 bilhões de pessoas. Contudo, para ter mais segurança é essencial definir um público-alvo e criar uma persona.

Outra dúvida, ou melhor, medo que assola alguns é: Eu vendo um serviço/produto se eu transformar em um infoproduto, vou ensinar alguém a fazer isso? Não vou perder minha venda?

Não! Mesmo que você continue oferecendo o seu serviço/produto, uma das grandes vantagens desse formato é: Você se torna uma fonte de informação, uma autoridade.

O que só vai aumentar sua credibilidade junto ao mercado. Fazendo com que você vá muito mais além…

Ainda não está muito claro como você pode fazer isso?

Ainda não está muito claro como você pode fazer isso?

Vamos para um exemplo:

Imagine que você trabalha com organização de eventos, especificamente casamentos. Portanto, seu perfil de cliente são noivos que estão nessa fase de organização da cerimônia e festa.

Você entende muito disso, pois trabalha há um tempinho no ramo e estuda constantemente o assunto.

Se quiser começar, aos poucos, o seu primeiro infoproduto pode ser um e-book. Nesse caso, o conteúdo dele poderia ser “Passo a passo para criar o cronograma ideal para organizar o casamento”.

Viu só? Nesse caso, você sabe que aquele conteúdo é útil para uma parcela significativa da população, pois já trabalha com isso no “mundo físico”.

As pessoas que estão na internet são as mesmas que estão na fila do pão da padaria. Se tem público para o físico também tem para o digital. Por isso, sempre o conselho é que as pessoas foquem em um nicho que elas já têm conhecimento e, se possível, experiência.

Quais são os principais formatos de infoprodutos?

Agora que você já sabe o que é um infoproduto,  chegou o momento de falar um pouco sobre os principais formatos usados no mercado digital.

1- E-books

E-books

E-books são livros digitais. Nada mais do que isso. E, normalmente, oferecem uma explicação mais aprofundada sobre determinado assunto.

Os e-books são um dos formatos mais usados para compartilhar um conteúdo mais extenso na internet.

Lembra do nosso exemplo da pessoa que trabalha com casamentos? Nossa sugestão foi criar justamente um e-book. 

Esse formato é muito popular, porém, é necessário se preocupar também com o visual do produto. Pois lembre-se: você está vendendo um livro, que deve ser atrativo para seu cliente. 

Se você não tem muitas habilidades visuais, contrate um designer. O investimento valerá a pena. Ou então escolha outro formato para te ajudar nessa missão de criar seu infoproduto.

2 – Áudios

Áudios

O podcast é um dos formatos que mais crescem na internetEle nada mais é, que um programa de rádio, divulgado e hospedado na internet.

Aliás já fizemos um artigo sobre podcast no blog um tempinho atrás.

Então, o seu infoproduto também pode ser no formato de áudio. Ou pelo menos uma parte dele pode ser em áudio.

O grande desafio desse formato é a gravação do conteúdo em si.

Mas a sua vantagem é que o ouvinte vai absorvendo seu conteúdo, quando faz outras coisas, uma corrida, como por exemplo.

Pode ser uma ótima opção para quem tem um público de rotina corrida, que quer praticidade e economia de tempo.

3 – Vídeo-Aulas gravadas

Vídeo-Aulas gravadas

Quem não aprendeu alguma coisa no Youtube nos últimos anos, que atire a primeira pedra.

Os vídeos conquistaram a popularidade da audiência. Portanto, seu infoproduto pode ser um vídeo, sim.

O vídeo é o formato que mais simula a vida real. Quase um olho no olho mesmo. Dessa forma, acaba sendo a preferência da maioria dos públicos.

E engana-se quem pensa que é necessário uma superprodução para isso. Hoje em dia a maioria dos smartphones dão conta do resultado e com algumas técnicas, você pode fazer maravilhas.

Se quiser saber mais sobre gravar vídeos, assista o vídeo a seguir:

4 – Vídeo Aulas Ao Vivo (Webinars)

Vídeo Aulas Ao Vivo (Webinars)

Os webinars também são vídeos. A diferença é que são transmitidos ao vivo. E podem ou não, ser gravados.

A grande vantagem, com relação aos vídeos comuns, é que os webinars propiciam troca com seu público na hora.  O que propicia mais proximidade com o cliente.

A “desvantagem” está no fato que muitas pessoas não se sentem tão seguras para falar ao vivo. Mas isso é questão de tempo e treino também.

Porém, com certeza um grande benefício dele é que você não precisa se preocupar com edição, por exemplo. O que importa aqui é a qualidade do conteúdo.

Qual formato de infoproduto eu devo escolher?

Qual formato de infoproduto eu devo escolher?

No tópico anterior, nós mostramos algumas possibilidades para o seu infoproduto.  Porém, existem vários outros no mercado.

Justamente por isso, vemos que muitas pessoas ficam em dúvida sobre qual escolher. Essa dúvida é totalmente comum. Até porque a verdade é que não existe um formato melhor ou pior que o outro.

É verdade, sim, que ultimamente os materiais em vídeo vêm ganhando força. Nesse sentido, acabaram por ser os mais escolhidos nos últimos anos.

Porém, quem vai decidir qual tipo de infoproduto melhor se adapta para sua realidade é apenas você.

Em primeiro lugar, pense no que faz mais sentido para o seu público. Exemplo: Será que eles preferem ler, ouvir ou assistir o que vem tem a ensinar?

Depois pense no seu tempo, no quanto você pode (e quer) investir e no que se encaixa melhor no tema que você quer ensinar.

Há temas que exigem mais da parte visual e prática, outros são mais teóricos. Tudo isso conta. Portanto, pense no seu objetivo e na sua persona. Assim, terá a resposta certa.

Nada impede também que você lance infoprodutos de formatos diferentes.

Ao mesmo tempo ou em épocas diferentes. A única regra aqui é: Ser relevante para o seu público.

7 motivos para ter um infoproduto

Agora que você aprendeu o que é um infoproduto, de fato. Também sabe quais os formatos mais utilizados e como escolher o seu. Agora, vamos apresentar os 7 motivos para criar o seu produto digtal?

1- A localização não é um problema

1- A localização não é um problema

Você está longe dos grandes centros urbanos? Com o infoproduto, isso não é um problema.

Aliás, com ele, você deixa de restringir seu público por conta da localização. Ao contrário, passa a atingir qualquer pessoa, de qualquer lugar do mundo, que possa se interessar pelo seu negócio.

Por isso, o céu é o limite!

2- Não existe limitação de horário

2 – Não existe limitação de horário

Se antes, você precisava atender seus futuros clientes dentro do horário comercial, com o infoproduto, você pode estar com seu cliente em qualquer hora do dia.

Afinal, tudo está disponibilizado na internet, e ele vai acessar quando for mais conveniente.

3 – Menor investimento

3 – Baixo investimento

No geral, quando falamos da criação de um infoproduto, estamos falando de um investimento menor. Principalmente quando comparamos com os meios tradicionais.

Como por exemplo, um e-book você precisa apenas de um editor de textos, como Word ou Google Docs. E alguma ferramenta ou profissional para diagramar depois.

Super simples  comparado ao processo de edição e publicação de um livro físico, por exemplo.

4 – Criação de relacionamento e vendas mais assertivas

4 – Sua venda é mais assertiva

Quando você cria um infoproduto, automaticamente você pode aprender mais sobre o público que comprou de você. Isso acaba sendo uma grande vantagem na hora de criar novos infoprodutos e ter ideias melhores ainda.

Ao utilizar os meios digitais para construir relacionamento com  a sua audiência, as vendas ficam mais assertivas. E você tem acesso fácil a pessoas que compraram de você anteriormente.

Principalmente por meio do e-mail marketing, por exemplo.

5 – Cria um relacionamento com seu cliente

Isso porque quando você cria um infoproduto, normalmente, você terá o e-mail do seu público.

Com essa informação, você pode continuar a se relacionar com esse cliente em outras ocasiões. Enviando mais conteúdo gratuito relevante, e estreitando seu laço.

Até finalmente, enviar outra oferta irresistível e ele fechar outros negócios com você.

5 – Não existem custos com transporte

6 – Não existem custos com transporte

Quantas vezes, em casos de venda de produtos, você deixou de concluir seu negócio por conta do valor do frete?

Esse pode ser um grande impeditivo em alguns negócios. Mas quando estamos falando de um infoproduto, esse custo não existe. Tudo está alocado na internet, com acesso a qualquer hora, em qualquer momento, de qualquer lugar.

6- Se torne uma referência

7- Se torne uma referência

Quando você cria um infoproduto, precisa ter uma grande bagagem no seu negócio. Precisa conhecer a fundo, tudo que envolve seu mercado.

Criando seu material, você mostra toda essa autoridade para seu cliente. Que, por sua vez, passa a enxergá-lo como uma fonte de informação.

Você se torna uma referência no mercado em que atua. E nós sabemos, que credibilidade e autoridade, são essenciais para o futuro de qualquer empreendimento.

7 –  Não existe limitação de espaço

8 – MOTIVO EXTRA: Não existe limitação de espaço

Sua sede é pequena? Ou em muitos casos, a sede do seu negócio, é a sala da sua casa?

Muitas vezes, esse é um impeditivo para fazer um evento, ou uma palestra, afinal, como receber várias pessoas dentro da sua casa?

Com um infoproduto isso não existe! Não existe um número máximo de espectadores do seu webinar, como por exemplo.

Você vai poder então, levar seu negócio a um número ilimitado de pessoas. Todas ao mesmo tempo, muitas vezes, sem precisar sair da sua casa.

Então, gostou desse conteúdo? Já está com várias ideias para criar seu infoproduto?

Nós esperamos que esse post tenha sido o pontapé inicial para você criar seu próprio infoproduto. Com mais informações e conhecimento, você pode fazer um lançamento de sucesso e crescer como um infoprodutor de sucesso.

Mas, se ainda restaram dúvidas, fique sempre ligado no nosso blog. Temos diversos conteúdos para você estruturar seu negócio na internet. Afinal, esse mercado, não é mais uma tendência, é a realidade de negócios de grande sucesso e lucratividade.

Também fizemos um e-book grátis a seguir que pode te ajudar nessa missão:

 

 

Diego Carmona :

O nosso blog utiliza cookies para ajudar a melhorar a sua experiência de utilização. Ao utilizar o blog, confirma que aceita a sua utilização.