Outbound ou inbound marketing? Qual é o ideal para a sua empresa?

Você saberia dizer, hoje, qual é a estratégia de marketing ideal para a sua empresa? Pois é isso que abordaremos no post de hoje. Explicaremos, a seguir, os principais conceitos do inbound marketing e do outbound marketing, suas diferenças e semelhanças, qual a estratégia ideal para o seu modelo de negócio e qual a mais favorável em relação a custos. Continue a leitura!

Outbond ou inbound marketing? Qual o ideal para sua empresa?
Outbond ou inbound marketing? Qual o ideal para sua empresa?

O que é o inbound marketing

Se fossemos definir, em uma única palavra, o que significa inbound marketing, poderíamos escolher “atração”. Mas por quê?

Porque o grande objetivo do inbound marketing é o de ganhar o interesse das pessoas através de conteúdos de valor — ou seja, se você conseguir atingir o seu público com mensagens pertinentes aos problemas que ele enfrenta, ele será atraído pelas possibilidades apresentadas por você.

Então, se o seu conteúdo for útil, ele virá até você; ele dará permissão para a sua empresa, através dos seus serviços.

O que é o outbound marketing

O outbound marketing é considerado o “velho marketing”. Nessa estratégia, a empresa não pede nenhuma permissão para tentar vender o seu produto ou serviço — ela simplesmente “empurra” a sua oferta ao consumidor. Como exemplo, temos as mídias pagas online, banners, propagandas na TV e no rádio, o tão “amado” telemarketing, etc.

Agora, deve ter ficado claro para você o motivo pelo qual o outbound marketing é considerado uma prática ultrapassada, não é mesmo? Hoje, existem inúmeras maneiras de escapar dessas ações de marketing — como os filtros de spam, no caso de campanhas de e-mail marketing enviadas sem a permissão do internauta.

Já no caso da publicidade na TV, o consumidor pode trocar facilmente de canal. Além disso, os populares serviços de streaming, como a Netflix, não exibem propagandas.

Inbound marketing como personagem principal
Inbound marketing: seja o personagem principal

Inbound marketing: seja o personagem principal

No outbound marketing, você é o personagem secundário —  sabe por quê? Porque você pode investir em uma campanha para a TV para ser exibida no intervalo do programa de maior audiência — porém, nesse caso, sua empresa não ocupa um papel de destaque. Ela é apenas uma nota de rodapé para a atração principal.

Já no caso do inbound marketing, você é o personagem principal da história — você cria e compartilha conteúdo útil para os seus futuros clientes, cria valor para a sua marca e, ao mesmo tempo, busca fidelizar seus clientes.

Com o outbound marketing, as possibilidades são bem menores. Você fica refém de meia dúzia de mídias — há os canais de televisão, as rádios, os jornais… Além disso, quando falamos de televisão, os custos são enormes — alguns segundos de transmissão, na TV, custam caríssimo.

Portanto, o outbound marketing, além de custar caro, apresenta um retorno de curto prazo — a menos que você use a estratégia de outbound em conjunto com uma estratégia de inbound marketing. Nesse caso, você poderia usá-lo para construir autoridade no seu nicho de mercado, tendo como objetivo atrair mais visitantes para o seu site — e, dessa forma, apresentar seu conteúdo a ainda mais pessoas.

No inbound marketing, você precisa utilizar todos os canais possíveis e de forma simultânea, através do desenvolvimento de conteúdo para o seu blog, produção de vídeos e interação diária nas redes sociais — como o Facebook, Twitter, LinkedIn, Instagram, etc.

Além disso, é necessário que você otimize o seu conteúdo para os mecanismos de busca através do SEO (Search Engine Optimization), relacione-se com seus leads através do e-mail marketing e, se possível, invista em uma campanha de links patrocinados — como, por exemplo, o Google Adwords.

Resultados a curto prazo com inbound marketing
Outbound marketing: resultado de curto prazo

Outbound marketing: resultado de curto prazo

Se você busca resultados rápidos, você pode optar pelo outbound marketing — o Google Adwords, por exemplo, também pode ser usado aqui. Essa estratégia é valiosa quando o anunciante oferece apenas a sua oferta de venda e busca o retorno rápido de seu investimento.

Portanto, as vantagens dessa estratégia dependem de seu segmento de mercado e objetivos — mas, a longo prazo, o inbound marketing é mais lucrativo. Com ele, afinal, você consegue construir um relacionamento profundo com os seus clientes — e, dessa forma, fazer mais do que apenas uma venda isolada. Dessa forma, o inbound marketing agrega mais valor do que uma estratégia de outbound marketing, pois o compartilhamento de conteúdo de qualidade aproxima a sua empresa dos seus clientes.

A conquista de contatos qualificados (leads)

Em uma estratégia de outbound marketing, pode ser difícil encontrar contatos qualificados (leads). Para podermos visualizar melhor esse cenário, imagine a seguinte situação — você resolve colocar um banner do seu blog em um site do seu segmento de mercado. Porém, você pouco conhece o público daquele lugar — aquele site não se preocupa em educar seus clientes, apenas em gerar milhares de acessos. Não há interesse em solucionar as dúvidas específicas do seu nicho de mercado.

O que provavelmente irá acontecer, em seguida, é que você conseguirá, sim, gerar novos contatos — porém, estes não serão contatos qualificados, que no futuro comprarão da sua empresa; e, se comprarem, permanecerão apenas alguns meses — no caso de serviços por assinatura.

Resumindo: esses contatos desconhecem o valor da ferramenta oferecida pela sua empresa, pois não foram educados antecipadamente. A solução: inbound marketing e marketing de conteúdo.

Estastícias do inbound marketing
Estatísticas do inbound marketing e o outbound marketing

Estatísticas do inbound marketing e o outbound marketing

Segundo o blog Viver de Blog, o inbound marketing custa 62% menos que o outbound marketing. Além disso, o Retorno Sobre Investimento (ROI) médio de campanhas de relacionamento online é de 275% — e 46% das pesquisas diárias são feitas com o intuito de receber informações sobre produtos e serviços.

Outro dado muito interessante diz respeito aos blogs. Você sabia que as empresas que mantêm blogs obtêm 97% mais links direcionados para seu site?

Viu só? Existem várias razões para você adotar o inbound marketing como uma estratégia de marketing para os seus negócios. Porém, antes de começar, você precisa conhecer o funil do inbound marketing:

Planeje seu conteúdo

Antes de oferecer algum conteúdo para alguém, descubra as necessidades do seu nicho de mercado. O conteúdo deve ser, então, útil e relevante para seu público — esclarecendo dúvidas, solucionando problemas e agregando valor à experiência dele com sua empresa.

Alcance

Use as redes sociais e o seu blog para alcançar mais leitores. Mas não se esqueça — as redes sociais são, sim, excelentes meios de interação, mas você jamais deve se esquecer de oferecer conteúdo de valor.

Seja relevante e agregue valor

Além do conteúdo que você oferece no seu blog e nas redes sociais, ofereça materiais extras. E-books, cursos gratuitos, webinars, manuais, etc., são excelentes maneiras de transmitir sua experiência e conteúdo e, enquanto isso, agregar valor à experiência do lead.

Conversão

Agora, chegou a hora de transformar os seus leads em clientes. Mostre a solução que você dispõe para resolver todos os seus problemas — além daqueles que você já o ajudou a resolver nos níveis anteriores.

Engajamento

Transforme clientes em fãs — e transforme fãs em consumidores fiéis de seus serviços.

Neste artigo, buscamos aproximar você dos conceitos de inbound marketing e outbound marketing — e te ajudar a escolher qual das duas pode ser a melhor estratégia para a sua empresa. Gostou de saber mais sobre eles? Então, aproveite para conferir também nosso post sobre inbound marketing e a força dessa metolodogia!

Powered by Rock Convert

Compartilhe o post:

Powered by Rock Convert

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Descubra o que é o leadlovers


Quero ficar atualizado sobre as melhores práticas e dicas do blog Automação de Vendas para melhorar o e-mail marketing. Se você não curtiu, basta cancelar. Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

Siga-nos: