Principais fatores de SEO para se preocupar em 2017

Com tantas mudanças na forma de atuação do algoritmo do Google, em 2017, novas tendências de marketing digital surgirão influenciando principalmente os fatores de SEO (Search Engine Optimization).

Fatores de SEO para 2017
Principais fatores de SEO para se preocupar em 2017

O Google passou os últimos anos lançando uma série de atualizações de algoritmos, todas destinadas a fornecer aos usuários as informações certas no momento certo. Mesmo com o lançamento mais recente do Penguin 4.0, complementando o algoritmo principal, o conteúdo ainda é considerado o principal fator de ranqueamento das páginas pelos motores de busca.

Além disso, links relevantes e a experiência do usuário com relação à segurança, velocidade de carregamento das páginas e mobilidade, continuarão no topo da lista de fatores de SEO que deverá se preocupar em 2017.

Continue lendo e descubra por que estes e outros principais fatores de SEO farão você mudar as estratégias de marketing digital no próximo ano:

UX é um dos fatores de SEO
A experiência do usuários deve ser olhada com carinho em 2017

1. Experiência do usuário

As novas atualizações dos algoritmos do Google indicaram mudanças drásticas para classificar a relevância de uma página em seus motores de buscas para 2017.

Sites e blogs que forem responsivos (tiverem boa mobilidade), apresentarem tempo de carregamento mais rápido e a arquitetura das informações mais simplificada, serão recompensados pelo Google com melhores posicionamentos nas páginas de buscas.

E não é só isso. Uma das mudanças mais impactantes é a indicação de páginas que contenham protocolos de segurança para garantir aos usuários uma navegação em ambientes mais seguros. O intuito é fornecer ao usuário uma experiência de navegação cada vez melhor. Os usuários sempre quiseram uma experiência de navegação mais segura na web e o Google está ajudando, facilitando isso para eles.

De fato, muitos dos domínios posicionados nos dez melhores resultados ainda não possuem um protocolo de segurança como o SSL (Secure Socket Layer), por exemplo. No entanto, muitos donos de sites e blogs já enxergaram a sua importância e estão correndo para adotarem esta tecnologia ainda este ano. Afinal, ser um dos últimos a adotar uma diretriz do Google deixaria o site vulnerável e com baixo ranqueamento em um curto período de tempo.

Quem não adotar essas novas diretrizes do Google provavelmente será deixado para trás em 2017 e correrá o risco de ver seus concorrentes superando-os rapidamente.

2. Relevância dos conteúdos

Não é nenhuma surpresa que a qualidade dos conteúdos continue sendo um dos fatores de SEO mais importantes para 2017. Enquanto que nas redes sociais a história pode ser completamente diferente, o conteúdo continua sendo rei para o Google.

A relevância dos conteúdos tem sido um fator chave de ranqueamento desde 1996, quando Bill Gates pronunciou a famosa frase “O conteúdo é rei”. Desde então, três décadas depois, a frase se tornou sinônimo de estratégia de marketing digital. De lá para cá, o Google trabalhou incessantemente para refinar seus algoritmos e recompensar páginas que apresentavam conteúdos mais relevantes (que tinham utilidade para o usuário).

Isso significa que, em 2017, a densidade de palavras-chave deve ser substituída por uma maior concentração na relevância dos conteúdos postados, agregando utilidade real para os usuários. Basicamente, isso é o que o Google deseja há muito tempo.

Sendo assim, uma das melhores coisas que você pode fazer para melhorar as suas estratégias de SEO é investir na criação e postagem de conteúdos de qualidade de forma consistente. Essa estratégia será ainda mais eficaz se os conteúdos forem publicados em um blog associado ao domínio do seu site.

Embora o algoritmo esteja ficando mais inteligente no que diz respeito ao tema do conteúdo, a quantidade de palavras ainda é importante, pois fornecer conteúdo útil e novo para o usuário é quase impossível com cem palavras ou menos.

Link building para fatores de SEO
Entenda a importância dos links como fatores de SEO para o próximo ano

3. Link Building

Sim. Links internos e externos nos conteúdos ainda serão importantes. Uma estrutura de linkagens de alta qualidade permanecerá sendo (ao lado do conteúdo de qualidade) o principal fator de SEO para o ranqueamento de páginas em 2017, mesmo que o Google não admita isso.

Com o Penguin 4.0, a avaliação de links e spams ocorrerá em tempo real. Isso significa que a limpeza dos backlinks será mais importante do que nunca. Também significará resultados positivos mais rápidos com o ganho de backlinks de alta qualidade.

4. RankBrain

O RankBrain é a mais nova atualização do algoritmo do Google. Trata-se de um AI (inteligência artificial) que interpreta as pesquisas realizadas pelos usuários (análise comportamental) para entregar resultados com as páginas mais úteis possíveis para eles.

Quando foi apresentado ao mundo, no ano passado, a inteligência artificial RankBrain do Google, tornou a ideia de densidade de palavras-chaves nos conteúdos desnecessária, uma vez que ele busca entender cada conteúdo e classificá-los de acordo com o valor fornecido aos usuários nos mecanismos de busca.

O excesso de palavras-chave e um conteúdo de baixa relevância tornaram-se inúteis após a introdução do RankBrain. Ou seja, não só a relevância será importante, mas também o atendimento as expectativas dos usuários. Esses fatores de SEO devem ocupar um lugar importante nas estratégias para 2017.

Fatores de SEO do Google
Descubra como funciona o sistema de indexação do Google

5. LSI (Latent Semantic Indexing)

A Indexação Semântica Latente (LSI) é um sistema utilizado pelo algoritmo do Google para rastrear as palavras e frases mais comuns utilizadas no conteúdo de uma página na internet a fim de classificá-las como as palavras-chave principais.

O sistema LSI busca também sinônimos relacionados com o título da página. Por exemplo, se o título da sua página for “Como perder peso de forma rápida e eficiente?”, o sistema buscará as frases e palavras relacionadas a esse assunto no conteúdo da página como: dieta, exercícios físicos, alimentação balanceada, suplementos alimentares, etc.

Se a sua página contém sinônimos, o motor de busca reconhecerá que o conteúdo realmente trata do assunto especificado no título, dando maior importância a ela. Você pode até já usar boas técnicas de palavras-chave e adicionar algumas secundárias, mas o resto do conteúdo deve ser repleto de sinônimos para convencer o mecanismo de busca sobre a relevância do seu conteúdo para o usuário.

O LSI é uma forma do buscador entender toda a temática do texto. Por exemplo a palavra-chave “as consequências de tomar bomba”. Essa pessoa pode querer buscar consequências de tomar bomba na escola ou de tomar anabolizantes. A partir de buscas prévias ou do uso de long tails para essa palavra-chave o Google entenderá quais resultados apresentar para o leitor

Os motores de busca apreciam um bom conteúdo e buscam incentivar as pessoas a criarem e publicarem conteúdos de valor, tendo como recompensa um melhor posicionamento nas páginas de busca. Mesmo assim, só produzir um bom conteúdo não vai garantir que você esteja sempre na primeira página dos buscadores. Todos os outros fatores de SEO devem ser levados em consideração conjuntamente.

É bom lembrar que o LSI não deve afetar as páginas que não tenham a intenção de alcançar um bom posicionamento nas páginas de busca de qualquer maneira, mesmo se o conteúdo for minimalista. Mas, é bom tomar cuidado com algumas práticas que podem gerar penalizações severas.

De modo geral. A Indexação Semântica Latente é uma coisa boa, pois ele não só recompensará os usuários com conteúdos mais ricos de informações úteis como também os proprietários de sites e blogs que se dedicam a produzir materiais de qualidade que respondam as dúvidas da sua persona.

Fatores de SEO para 2017
A atualização do conteúdo é fundamental

6. Atualização de conteúdos

Muitos conteúdos antigos podem influenciar negativamente o posicionamento das páginas do blog e do site nos motores de busca por não obedecerem a essas novas diretrizes implementadas pelos algoritmos do Google. Então, em 2017, um fator importante de SEO a ser considerado será a atualização dos conteúdos já postados.

Não importa se escreverá novos conteúdos com informações mais atualizadas e completas ou se reeditará cada um adicionando novos dados. O importante será utilizar as melhores práticas de SEO de acordo com as novas exigências do Google.

Pensar no usuário em primeiro lugar será a chave para um ano de bons resultados. O Google, por décadas, desejou que os profissionais do setor (blogers, webmasters, SEOs, etc.) fizessem isso e, agora, poderá forçá-los a fazer, caso queiram ter bons posicionamentos nas páginas de busca.

Embora o algoritmo mude os fatores de ranqueamento ano a ano, os princípios básicos da pesquisa têm sido o mesmo. Dessa forma, concentrar-se no usuário, desenvolvendo conteúdos de qualidade e buscando links relevantes, será a pedra angular de qualquer projeto de SEO em 2017.

Então, para o próximo ano e os outros que virão, a capacidade de resposta móvel, links relevantes e conteúdos de qualidade continuarão ditando as regras das boas práticas em SEO. Com o forte desenvolvimento da inteligência artificial, rapidamente os algoritmos serão capazes de fazer uma leitura comportamental dos usuários e entregar os melhores resultados. Certamente, não vai demorar muito para a relevância se tornar o centro de tudo.

E aí, gostou das novidades? Veja também 8 mitos do link building que só estão te afastando do topo do Google!

Esse post foi produzido pela equipe da Rock Content.

Powered by Rock Convert

Compartilhe o post:

Tags: , ,

Powered by Rock Convert

1 Comentário

  1. paulo says:

    muito bom seu artigo

Deixe o seu comentário!


Descubra o que é o leadlovers


Quero ficar atualizado sobre as melhores práticas e dicas do blog Automação de Vendas para melhorar o e-mail marketing. Se você não curtiu, basta cancelar. Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

Siga-nos: