Trabalhar como afiliado: 5 passos para se planejar e ter sucesso!

Quando você pensa em trabalhar como afiliado, o que vem a sua mente como vantagem? Ocupar-se menos, ganhar um dinheiro extra, ter liberdade de espaço, poder escolher o que vai vender, ser o seu próprio patrão? De fato, esses são benefícios que um afiliado pode ter. Entretanto, para chegar lá é preciso ter uma boa preparação, até para não entrar nesse mercado como um aventureiro e depender da sorte.

No post de hoje, selecionamos os 5 passos fundamentais para você ter mais sucesso ao trabalhar como afiliado. Acompanhe!

Trabalhar como afiliado e com o que você entende
Escolha uma oferta de um assunto que você entenda

1. Escolha uma oferta de um assunto que você entenda

Vamos começar pelo básico: a escolha do produto, infoproduto ou serviço que você venderá. Nessa etapa, é muito importante pautar sua decisão em três pontos: segmentação clara, potencial de compra e afinidade pessoal com o assunto.

Os dois primeiros estão mais ligados às questões mercadológicas. São preceitos básicos, afinal, é bom ter uma oferta ou um produtor que demonstre claramente qual é o seu público-alvo e que esse nicho seja formado por consumidores ativos. Com esses dois requisitos cumpridos, você saberá que estará vendendo um produto com uma boa aceitação no mercado.

No entanto, isso pouco adiantará se você não entender muito do universo dessa oferta. Por exemplo, poderá não compensar trabalhar como afiliado de um curso de inglês se você não entender bem o idioma. Não que seja obrigatório saber tudo sobre o que será vendido, mas os consumidores tendem a dar mais valor e a confiarem mais na palavra de um “especialista”, ou seja, em alguém com autoridade para promover aquela oferta.

Essa condição funciona como uma prova social para o que você vende. Por exemplo, um publicitário tem mais credibilidade para vender um curso de marketing digital, assim como um chefe de cozinha tem para promover um curso de culinária. Portanto, apegue-se aos produtos sobre os quase você já possui um bom conhecimento. Assim, aumentam-se as suas chances de vender mais.

2. Faça cursos e aprimore seus conhecimentos

Após definir sua oferta, ainda não é hora de ir para a prática. Antes disso, é preciso estudar um pouco mais sobre as plataformas de afiliados e o marketing de afiliados.

Algumas plataformas disponibilizam a estrutura necessária para você escolher os infoprodutos, gerar sua identificação de afiliado e receber suas comissões.

Já o marketing de afiliados envolve uma série de outras estratégias de marketing digital das quais você deve conhecer, ao menos, o básico para promover seus conteúdos e ofertas corretamente, bem como atrair o público certo aos seus canais de relacionamento.

Não é difícil encontrar cursos próprios para afiliados que expliquem tudo sobre as plataformas, os programas, as formas de remuneração e um pouco das estratégias de marketing. Mas para esse último grupo, você pode procurar por certificações próprias em outros sites, como cursos de Marketing de Conteúdo, compra de tráfego, SEO, marketing em redes sociais, etc.

Esses conhecimentos são imprescindíveis para você ter mais sucesso ao trabalhar como afiliado e, quando colocados em prática, facilitarão bastante a sua vida.

Trabalhar como afiliado nas redes sociais
Criar um blog e perfis nas redes sociais são maneiras de trabalhar como afiliado

3. Crie um blog e perfis nas redes sociais

Ao se tornar um afiliado, você não precisa ter uma loja virtual, até porque cabe a você apenas divulgar os infoprodutos de outras empresas ou pessoas. Entretanto, trabalhar como afiliado não consiste apenas em sair enviando e-mails prontos do produtor para os contatos da sua lista e torcer para a venda acontecer. Para conseguir formar uma base, você precisará, pelo menos, reunir pessoas interessadas em seus conteúdos e ofertas. Logo, é bom ter os seus próprios canais de comunicação.

Um blog e alguns perfis nas redes sociais são o necessário para publicar conteúdos, começar a se tornar conhecido, obter uma boa audiência e gerar suas primeiras oportunidades de negócio. Esses meios funcionam como uma loja virtual onde não se vende produtos, mas, sim, ideias, valores, conhecimentos, enfim, tudo que atraia potenciais leads e clientes para o seu programa.

Em relação às mídias sociais, não se preocupe em sair criando perfis em todas que você conhece. Dê preferência àquelas com as quais o público-alvo da sua oferta tem uma afinidade maior. Por exemplo, além dos primordiais Facebook e YouTube, se o infoproduto tiver um forte apelo visual, o Instagram e o Pinterest são boas plataformas; bem como é o Snapchat, caso a comunicação seja mais instantânea e direcionada a um público mais jovem.

4. Defina suas metas

A projeção de metas pode ser considerada um dos pilares da preparação para se tornar um afiliado. Isso porque ela determina exatamente aonde você quer chegar, isto é, dá um norte para todas as suas decisões estratégicas. Por exemplo, a decisão de escolher uma determinada rede social, a publicação de um artigo, um e-mail enviado para lista, enfim, tudo seguirá apontado para os seus objetivos.

No entanto, na hora de estabelecer suas metas, fuja das definições mais genéricas, como “vender mais” ou “ganhar X reais por mês”. Em vez disso, procure ser mais específico, como “faturar X reais em vendas nos próximos 12 meses com o programa Y (o infoproduto) para aumentar o meu rendimento pessoal e formar minha primeira cartela de clientes na internet.”

Perceba que essa meta diz o quê, quanto e quando você quer; além de mostrar como, onde e por que conseguir. A ideia é trazer relevância, realidade e clareza aos seus objetivos, simplificando, assim, a continuidade do seu trabalho.

Se prepare para trabalhar como afiliado
Prepare-se para ajudar seus leads e clientes

5. Prepare-se para ajudar seus leads e clientes

Lembra que lá no primeiro passo recomendamos a escolha de uma oferta alinhada aos seus conhecimentos? Então, esse ponto será essencial nesta etapa.

Quando falamos em ajudar leads e clientes, estamos reforçando a importância do Marketing de Conteúdo como forma de criar um bom relacionamento com o seu público.

As pessoas com as quais você se comunica esperam muito mais do que apenas links, banners e outros tipos de propaganda. Isso já não é mais suficiente para convencê-las a adquirir sua oferta, ainda mais quando sua imagem pessoal está envolvida nesse processo, já que o público pode notar apenas sua intenção de empurrar um produto, de forçar uma compra.

Para conquistar oportunidades de negócio, você e suas ofertas precisam se mostrar atraentes. E o conteúdo é a chave para isso porque ele é capaz de trazer informações que ajudam os consumidores. Artigos de blog, vídeos para o YouTube, newsletters e posts no Facebook são só alguns formatos que podem ser explorados para explicar um conceito, passar um tutorial, dar dicas para o público, enfim, todo tipo de conteúdo que seja útil e valioso para a sua audiência.

Com o tempo, as pessoas tendem a confiar mais no que você diz e a enxergar mais valor em seu produto. É como uma relação recíproca, em que no começo você ajuda o público a resolver seus problemas e, ao final, colhe a retribuição em forma de compra.

Esses passos, quando analisados conjuntamente, mostram a relevância de um bom planejamento. Os cuidados, como saber escolher uma oferta, fazer cursos e ter metas, representam aquilo que você não pode esquecer antes de começar a ser um afiliado. Pular alguma dessas etapas pode afetar os seus resultados lá na frente. Assim, compromete-se todo um trabalho, gerando prejuízos aos seus investimentos — seja de tempo ou de dinheiro.

Neste post, mostramos como você pode se preparar melhor para trabalhar como afiliado, mas você já parou para pensar por que seguir esse caminho? Então, recomendamos que baixe gratuitamente o nosso e-book com 6 razões para se tornar um afiliado e conquistar sua liberdade para entender as razões de investir nessa carreira!

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Compartilhe o post:

Tags: , , , , ,

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Descubra o que é o leadlovers


Quero ficar atualizado sobre as melhores práticas e dicas do blog Automação de Vendas para melhorar o e-mail marketing. Se você não curtiu, basta cancelar. Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

Siga-nos: