Veja como fazer e qual a importância de um e-book

Conseguir as informações de seus potenciais clientes é passo fundamental para uma conversão otimizada de leads e a construção de uma boa lista de e-mails. Mas, será que existe uma maneira mais simples de fazer isso do que simplesmente sair perguntando?

Comece a produzir e-books
Veja como fazer e qual a importância de um e-book

A resposta é sim, existe uma maneira mais simples de engordar sua lista de e-mails.

Os e-books, abreviação para eletronic book, são materiais ricos comumente disponibilizados de maneira gratuita em websites de todos os tipos. Esse tipo de conteúdo digital é uma de suas melhores apostas na conquista de dados de seus leads, uma vez que pode ser oferecido gratuitamente em troca do preenchimento de formulários de contato.

Quer descobrir tudo sobre e-books? Então aproveite para continuar lendo! No post de hoje vamos mostrar não apenas a sua importância, mas também um incrível passo a passo para você começar agora!

Descubra o papel do e-book
Qual o papel de um e-book?

1. Qual o papel de um e-book?

Ao contrário de um post, que pode ser focado na geração de tráfego orgânico, por exemplo, o e-book tem como função primordial a transformação de visitantes em leads, além, é claro, da educação de sua persona a respeito de determinado assunto.

O material funciona como moeda de troca: você fornece o conteúdo gratuitamente e o leitor garante suas informações pessoais, como nome e e-mail, que podem (e devem!) ser aproveitados nas suas estratégias de e-mail marketing.

O e-book é fundamental no processo de geração de leads e captura de suas informações e, portanto, precisa ter toda a sua estrutura pensada para essa função.

Não adianta apenas ter o material pronto. É preciso ter uma boa landing page, um formulário adequado para a persona e seu time de vendas, um bom site ou blog e investimento em divulgação.

Para o formulário, por exemplo, é importante considerar o tipo de informação que você deve ou não solicitar. Dados pessoais demais, como nome dos pais, endereço e telefone não são recomendados para e-books que não sejam de fundo de funil. Portanto, prefira informações básicas como nome, sobrenome, e-mail e, em alguns casos, até o cargo do usuário.

Leve em consideração o que sua equipe de vendas precisará para fazer o processo de conversão e alinhe isso na hora de montar a página de captura de dados.

As principais vantagens do e-book incluem, além da possibilidade de aprofundamento em temas que os posts geralmente não conseguem abordar de maneira eficaz, uma série de outros pontos, como:

  • Melhor organização de conteúdo temático;
  • Alto índice de geração de leads;
  • Facilidade de distribuição digital;
  • Complementação de estratégias de marketing de conteúdo;
  • Contribuem para a construção da autoridade de sua marca;
  • Auxiliam no aumento do tráfego e na proximidade da persona com seu negócio;
  • Layout e design superiores aos de postagens tradicionais.
Crie o seu e-book
Entenda a importância de um e-book: 4 outras razões pelas quais você deveria criar um agora!

2. Entenda a importância de um e-book: 4 outras razões pelas quais você deveria criar um agora!

Agora que você já sabe o que é um e-book e qual o seu papel dentro de uma boa estratégia de marketing, é hora de entender as principais razões para fazê-lo para além de sua importância no processo de conversão e obtenção de novos leads.

Confira abaixo e entenda, de uma vez por todas, por que seu negócio precisa de um e-book o quanto antes:

2.1 Você pode expandir seu público

Com e-books é possível que você alcance públicos que nem imaginava existir. Hoje em dia é bastante comum que as pessoas utilizem smartphones para a leitura em momentos de ócio ou no trajeto para o trabalho, por exemplo. Garantir que seu e-book esteja presente no aparelho de possíveis clientes é uma vantagem e tanto. Aproveite do potencial educativo de um e-book e ofereça-o gratuitamente à sua persona. Se o conteúdo for interessante, é apenas natural que ele seja compartilhado com outros usuários.

Crie um e-book democrático
O acesso ao e-book é democrático

2.2 Acesso democrático

Por ser gratuito, o e-book vale-se de um acesso muito mais amplo que o livro tradicional, além, é claro, se não existir a barreira do físico aqui, mas apenas do acesso à internet. Montando um e-book responsivo você ainda garante que pessoas que optam pelo acesso mobile tenham a possibilidade de ler o seu conteúdo em qualquer lugar, por qualquer dispositivo.

2.3 Reafirmação de sua autoridade

Um bom e-book é capaz de reforçar sua expertise em determinado assunto, garantindo que o nome de sua empresa esteja em destaque toda vez que o tema precisar de referência. O leitor parte sempre do pressuposto de que, se seu negócio é capaz de ensiná-lo a respeito daquele tema, é muito provável que também domine o processo de execução. Por conta disso, e-books são ótimas ferramentas de afirmação de autoridade.

2.4 Resultados garantidos

Com um bom formulário de captura é inegável a efetividade que um e-book tem no processo de captação de leads para seu negócio. Essa é a maneira mais prática de conseguir as informações de seu público, funcionando quase que como um escambo. Sozinho o e-book conquistará pouco, mas agregado a landing pages, blogs e boa estratégias de marketing é impossível que ele não tome o protagonismo nas conversões do seu negócio.

Escreva o seu e-book
Veja como escrever um e-book de sucesso!

3. Veja como escrever um e-book de sucesso!

Todo o processo de escrita do e-book precisa passar por, pelo menos, 4 etapas principais que vão desde a escolha do tema até a diagramação final do material.

O cuidado com cada um desses momentos de produção é fundamental para que o resultado seja satisfatório e, no final das contas, seja também capaz de atrair leads bem-educados e relevantes para o seu negócio.

Por isso, separamos aqui essas 4 etapas da produção de um e-book que precisam ser dominadas caso você queira ter um material rico de verdade. Aproveite para ler e fazer suas anotações, afinal de contas, essas dicas servirão para a vida!

3.1 Escolhendo o tema

Sem um tema, não há e-book. Ponto.

Esse é o primeiro passo e, talvez, o mais importante na produção do e-book. Escolher o tema ideal é tarefa difícil, e dependerá de uma série de fatores que se relacionam tanto com sua persona quanto com a abordagem que você escolheu para sua estratégia de marketing.

Lembre-se de que o objetivo de um e-book é o de gerar leads para sua equipe de vendas, então a escolha do tema precisa considerar a possibilidade de um usuário se interessar pelo assunto, ler o e-book e então engajar em um diálogo com a sua empresa, trilhando todo o caminho para a sua conversão.

No momento da decisão entre temas de topo ou meio de funil, é preciso levar em conta o quanto de conteúdo o seu blog ou site já possui e como ele poderá servir de apoio para o que o e-book se propõe a explicar. Não se esqueça de que o processo de educação é vital no momento de converter seus leads, e para isso o e-book é também uma ótima ferramenta.

Para conteúdos de atração, é muito comum usar as chamadas “listas” como tema de e-book. Confira alguns exemplos abaixo:

O tema do seu e-book
O tema principal do seu e-book
  • 10 coisas interessantes para se fazer nas férias
  • 8 nomes de destaque no mundo do negócio
  • 3 maneiras de se ficar rico sem trabalhar

Esse tipo de título é muito chamativo, principalmente para a persona que está apenas ingressando no seu funil ou lista de e-mail marketing.

Para conteúdos de consideração, porém, é preciso buscar algo que esteja mais próximo do seu próprio negócio. Uma empresa de marketing digital, por exemplo, poderia aproveitar dos seguintes temas de e-book para o meio do funil:

  • Entenda como o marketing digital ajuda a gerar resultados
  • Como transformar visitantes em leads? Descubra agora o nosso segredo!
  • Do offline para o digital: entenda como fazer sua estratégia online dar certo!

Todos esses temas possuem ligação direta com o serviço de uma empresa na área de gestão e formulação de estratégias de marketing digital, e podem ser boas alternativas para capturar leads que estejam ingressando no meio do funil e já entrando na fase final para a conversão.

A escolha do tema precisa ser bem equilibrada com todas as possibilidades de seu negócio e, claro, com os temas com os quais você já trabalha no seu blog. Caso não tenha um, é possível utilizar o e-book também em listas de e-mail (com o objetivo de educar o lead e avançá-lo um degrau no funil de vendas), redes sociais ou até como parte de brindes e pacotes promocionais da sua empresa.

O que vale é a criatividade e a relevância do material para seu público.

Crie o seu briefing
Monte o seu briefing

3.2 Montando o Briefing

Agora que você já tem um tema, podemos avançar para a segunda parte.

O briefing reúne todas as informações que vêm antes da construção do e-book, funcionando quase que como uma receita para o material rico. Nessa etapa é preciso trabalhar questões como abordagem, estrutura do e-book, os benefícios que o leitor terá ao ler esse material, os ganchos para outros textos ou materiais, links que serão postos, previsão de mudança no comportamento da persona, CTAs internos, tamanho médio e a formatação final do arquivo.

Claro que muito mudará no processo de escrita, produção e diagramação, mas ter esses contornos logo no início já ajuda, e muito, na construção de um e-book realmente eficiente.

Tendo esses parâmetros em mente fica muito mais fácil prever o que será ou não efetivo no processo de conversão, e é aí que entra o mapeamento de características que precisam ser otimizadas para seus próximos materiais.

Assim que você estiver pronto para definir o que será abordado, já poderá começar a montar o índice do e-book. Nessa etapa é possível organizar o texto e a abordagem de cada tópico, assinalando onde deverá estar a ênfase do conteúdo, o que é menos importante e o que precisa ser falado em qual momento.

Para organizar o índice, lembre-se sempre de incluir uma pequena introdução ao tema e ao material rico. Os primeiros capítulos geralmente são mais leves, em caráter didático, a fim de preparar o leitor e fornecer todas as referências das quais ele precisará para compreender o restante do material.

Finalize o e-book com uma conclusão que seja capaz de agregar todo o conteúdo tratado e digeri-lo de maneira direta, quase que como uma revisão final. Caso queira, ainda é possível assinar o material rico com uma última página contendo informações da sua empresa e uma breve mensagem do seu responsável. Assim você reforça sua marca, mostra autoridade e ainda se mostra próximo do público.

Por fim, lembre-se de que o tema é diferente do título, e é nessa etapa de montagem de briefing que você deverá decidir qual será o nome oficial do e-book. Uma vantagem que o material ganha quando comparado com os posts tradicionais é que você não precisará incluir no título uma palavra-chave específica (afinal de contas, e-books não ranqueiam!), portanto pode ousar e ser criativo o quanto quiser.

O redator de e-book
O redator ideal para o seu e-book

3.3 Encontrando redator ideal

Depois de definir o tema, o título final e a estrutura do e-book, é hora de entregá-lo a mãos capazes de dar forma ao seu material.

A escolha do redator é um processo que precisa ser muito bem apurado, principalmente porque será essa pessoa quem fará toda a pesquisa por trás da construção do e-book e adaptará sua linguagem.

Busque alguém capacitado, que já tenha tido contato com o assunto. Se não encontrar um especialista (o que seria o ideal), busque por pessoas com experiência na produção desse tipo de material, que já demanda certa expertise e versatilidade do redator.

Um contato próximo com a pessoa escolhida também é muito recomendado. Assim você pode dar orientações precisas sobre o direcionamento do e-book e reduzir a necessidade de ajustes que possam atrasar a produção do e-book.

E não se esqueça de definir prazos generosos tanto para você quanto para o redator. Assim você garante que ele não trabalhará sob pressão e que você terá tempo o suficiente para arrumar os últimos detalhes antes de enviar para a diagramação.

Diagramação de e-book
Diagramando o e-book

3.4 Diagramando o e-book

O processo de diagramação do e-book é tão importante quanto o processo de escrita, e precisa caminhar lado a lado com a identidade visual já definida para sua empresa a fim de garantir uma melhor identificação do conteúdo.

Essa etapa geralmente fica a cargo de um profissional da área, mas isso não significa que você não possa dar alguns pitacos ou fazer sugestões.

Esteja atento ao formato em que o e-book será apresentado. Por ser um produto online, você tem total liberdade para ousar na formatação, podendo se esquivar do tradicional A4 em formato retrato. Faça algo que fique agradável na tela mas que não prejudique a leitura e organização dos elementos.

Considere também a possibilidade de seu público utilizar dispositivos móveis para a leitura do material, portanto busque algo que seja de fácil adaptação às telas de smartphones e tablets. Caso isso não seja possível, vale até fazer uma versão mobile e outra desktop.

Incluir imagens é sempre uma boa alternativa, principalmente para ocupar páginas inteiras ou ilustrar alguma situação. Gráficos, dados e diagramas complementam o texto corrido e facilitam a leitura, tornando o e-book bem mais legível.

Como já dissemos, não se esqueça de equilibrá-lo com a identidade visual do seu negócio, levando em consideração cores mais utilizadas, fontes de relevância, design de outros materiais etc. Caso seu negócio ainda não tenha, essa é uma boa oportunidade para desenvolver um template padrão para seus e-books, o que facilita, e muito, na hora de diagramar.

Com seu material pronto, é hora de partir para a divulgação. Tenha sempre em mente que o sucesso do material dependerá do conteúdo, do design e de suas estratégias de marketing como um todo. Portanto, não deixe que nenhuma dessas etapas seja negligenciada na sua produção.

Conquiste leads com e-book
E-book e os Leads: como alcançá-los?

4. E-book e os Leads: como alcançá-los?

Agora que seu e-book já voltou da diagramação, é apenas questão de tempo para que seus leads se multipliquem, não é mesmo?

Errado.

E-books não têm nenhum poder mágico de atração de leads, e dependem exclusivamente da qualidade de sua estratégia de marketing para gerar resultados e aumentar os números da sua empresa.

Mas, como alcançar leads agora que o material está pronto? Com o tempo você perceberá que não existe fórmula milagrosa para isso e que cada negócio dependerá de uma estratégia própria, principalmente porque os públicos tendem a divergir bastante de segmento para segmento.

Existem, porém, alguns direcionamentos básicos para quem pretende divulgar o material novo e conquistar os primeiros leads. Aproveite de nossas dicas para adaptá-las de acordo com as necessidades de sua persona, garantindo que estejam sob medida para seu negócio.

4.1 Marketing de Conteúdo

Você já sabe o que é o marketing de conteúdo? Essa alternativa de marketing apoia-se na possibilidade de usar a criação constante de conteúdo para educar e capturar clientes.

A grande diferença está no fato de que essa modalidade não se volta exclusivamente para o processo de vendas, mas também no de comunicação e relacionamento com o público, buscando construir autoridade para a empresa e qualificar melhor os leads e facilitar esse processo.

Essa peculiaridade se encaixa perfeitamente com as principais funções do e-book que, aliado ao marketing de conteúdo, tem muito a ganhar no processo de divulgação.

Aproveite essa alternativa para conseguir alcance com seu e-book e garantir a educação de seus leads com muito mais facilidade.

Landing pages de e-book
Múltiplas landing pages

4.2 Múltiplas landing pages

Uma landing page para cada e-book é o que geralmente encontramos nos principais sites hoje em dia. Mas por que se limitar a apenas uma?

Com múltiplas landing pages você pode aproveitar para realizar consecutivos testes A/B e obter resultados muito mais precisos a respeito da maneira como sua persona faz uso dos recursos que lhes são disponibilizados.

Aproveite para variar a linguagem utilizada em cada landing page e esteja certo de variar nas cores e disposição dos elementos.

Com um bom monitoramento você logo terá acesso a dados que permitirão que você otimize a landing page principal, sem que seja necessário descartar a segunda, que pode ser constantemente adaptada para seus testes de usabilidade.

4.3 Redes sociais

Mais de 90% da população brasileira já possui um celular, e quase metade desse número já o utiliza como principal meio de acesso à internet para redes sociais e entretenimento. Não só isso, mais de 45% acessa mensalmente o Facebook, uma das redes mais populares do mundo. Já imaginou o potencial desse público?

Pois é, divulgar o seu e-book nas principais redes sociais da sua empresa é sempre um ótimo negócio, e precisa ser bem-feito se você quiser conquistar um alcance cada vez maior e gerar engajamento.

Prepare tuítes instigantes, faça postagens inovadoras, crie conteúdos interessantes, crie fotos e imagens diferenciadas e atrele tudo isso à possibilidade de baixar o seu mais novo e-book, sem se esquecer de destacar as vantagens que o leitor terá ao adquiri-lo.

Redes como o Facebook, Twitter, Instagram, Snapchat, Youtube e Pinterest são as mais populares hoje em dia, e permitem uma enorme diversidade de conteúdos em seu domínio. Aproveite para criar uma conta e não perca mais tempo para divulgar seu material!

Website para e-book
Espaços no seu website

4.4 Espaços no seu website

Sua empresa já tem um website? Então aproveite para localizar banners ou botões a respeito do seu material rico. Linke isso à sua mais nova landing page e pronto: você já tem mais uma porta de entrada para os futuros leads.

Essa também é uma oportunidade para realizar testes A/B, aproveitar os dados coletados da dupla landing page e aplicar aqui para resultados otimizados. Sua persona tende a clicar mais em botões na esquerda ou na direita? Ela prefere cores fortes ou neutras? Ter esse conhecimento ajuda, e muito, na sua taxa final de conversão.

4.5 Guestpost

Guestposts são postagens especiais que você pode fazer em sites de parceiros. Esse é um ótimo acordo de mão dupla: você fornece conteúdo para manter o blog funcionando e, em troca, ganha espaço para anunciar sobre o seu negócio.

Aproveite os guestposts em blogs e redes sociais para apresentar o link para seu mais novo e-book, mostrando todas as vantagens no seu download.

Um e-book é uma das melhores ferramentas hoje para a geração de leads, mas agora você já sabe que ele não é só isso. Com um bom conteúdo você garante autoridade e ainda educa sua persona a respeito do seu negócio.

Curtiu? Então aproveite para seguir nossa conta oficial do Twitter e garantir novidades em primeira mão! Prefere o Facebook? Não tem problema, o leadlovers também tem uma página oficial repleta de conteúdo!

Powered by Rock Convert

Compartilhe o post:

Powered by Rock Convert

2 Comentários

  1. Marly Peres says:

    Tentei ler, mas essa quantidade absurda de expressões em inglês desanima qualquer pessoa. Eu falo a língua, mas é um exagero e passa uma péssima impressão.

    • Sarah Queiroz says:

      Oi, Marly.
      Em se tratando de marketing digital é bem comum encontrarmos expressões e termos em inglês.
      Agradecemos a sugestão e vamos procurar deixar claro do que se tratam os termos.

Deixe o seu comentário!


Descubra o que é o leadlovers


Quero ficar atualizado sobre as melhores práticas e dicas do blog Automação de Vendas para melhorar o e-mail marketing. Se você não curtiu, basta cancelar. Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

Siga-nos: