18 Dicas sobre Como Fazer uma Transmissão Ao Vivo pelo Facebook Incrível para Você e Para o seu Público

Que as empresas estão cada vez mais presentes na primeira rede social de Zuckerberg não é novidade, certo? Porém, ano passado o número de empresas que utilizam as famosas lives do Facebook em sua estratégias de Marketing aumentou quase 50%.

E você, já aderiu também? Mas não adianta fazer uso disso do jeito errado, não é mesmo?

Então, se você quer saber como fazer uma transmissão ao vivo pelo Facebook incrível para você e para o seu público, vem com  a gente que separamos 18 dicas especialmente para você.

18 Dicas de como fazer uma transmissão ao vivo pelo Facebook
18 Dicas de como fazer uma transmissão ao vivo pelo Facebook

1. Saiba o que falar

Parece óbvio dizer isso, mas muitas pessoas pecam na hora de realizar vídeos ao vivo justamente por esse motivo: Não sabem o que irão falar exatamente e deixam acontecer.

Isso não é a melhor opção. Não é porque o vídeo é ao vivo, com mais espontaneidade e naturalidade, que você vai ligar a câmera e sair falando coisas aleatórias do nada.

É claro que podem existir momentos assim, mas isso deve ser a exceção, e não a regra, ok?

Nesse sentido, é bom identificar um tema que seja do interesse do seu público e criar um roteiro antes para que você não perca a linha de raciocínio e forneça conteúdo de qualidade para a sua audiência.

Como fazer uma transmissão ao vivo pelo Facebook: Saiba o que falar
Saiba o que falar

Isso é ainda mais relevante para quem está começando e/ou para quem tem menos facilidade de se comunicar com muitas pessoas, visto que o nervosismo pode dificultar tudo…

Antes de ligar a câmera, portanto, saiba o que irá falar do início ao fim do seu vídeo. É claro que não precisa criar toda uma história complexa digna de cinema e obviamente que não sairá exatamente como o planejado.

Mas acredite, esse planejamento simples será o melhor para você e também para o seu público. Falar sobre coisas de valor para a sua audiência é a dica mais importante de todas.

2. Saiba o quanto falar

Não tem como falar da dica anterior sem falar dessa aqui, não é mesmo? É importante que na hora de fazer o roteiro, você defina em conjunto quanto tempo irá falar.

Em uma live no Facebook isso é ainda mais importante que em uma gravação, por exemplo. É que ao vivo é comum que no início do vídeo haja menos pessoas assistindo e que, aos poucos, esse número aumente.

Como fazer uma transmissão ao vivo pelo Facebook: Saiba o quanto falar
Saiba o quanto falar

Então, o ideal é que você nunca faça vídeos muito curtos por lá. Fazendo isso é mais provável que seu vídeo alcance mais gente. E com um número maior de pessoas assistindo há maior chance de compartilhamentos, curtidas, comentários… Ou seja, engajamento

Muitos especialistas recomendam que as lives tenham no mínimo 20 minutos. De qualquer modo, por favor, nunca faça vídeos com menos de 10 minutos. Você não quer terminar o vídeo bem na hora que mais pessoas estão chegando para vê-lo, não é mesmo?

Contudo, a qualidade do conteúdo é o que mais importa. Não adianta fazer um vídeo enorme se ele é chato e maçante, pois ninguém irá assistir inteiro. Equilíbrio é tudo.

3. Saiba quando falar

Para fazer um vídeo ao vivo tão importante como saber o que e quanto falar, é saber quando falar…

Afinal, de nada resolve fazer um vídeo ótimo se ninguém estiver lá para assistir, não é mesmo? Quando o vídeo é ao vivo é essencial que naquele exato momento boa parte do seu público esteja online, não é mesmo?

Como fazer uma transmissão ao vivo pelo Facebook: Saiba quando falar
Saiba quando falar

E para isso não tem muito segredo. Você precisa conhecer o seu público, entender como ele se comporta. Faça muitos testes e analise sempre as métricas que o Facebook oferece para compreender mais sobre o comportamento dos seus seguidores.

Além disso, bom senso também é um grande fator nessas horas. É óbvio que em horários comerciais ou durante a madrugada é mais difícil que haja pessoas assistindo com atenção.

É claro que isso muda dependendo da idade e perfil do seu público. Por isso, mais uma vez, conheça o seu público alvo e a sua persona.

4. Quem avisa – com antecedência – amigo é

Não é difícil saber por que isso é extremamente relevante… Se você avisa o seu público antes, as chances que existam mais pessoas no horário para assistir sua live aumentam muito, certo?

O bom é que você pode utilizar o próprio Facebook para isso. Faça algumas postagens na sua fanpage contando sobre a sua transmissão. Uma dica é utilizar horários diferentes para postar de modo a atingir um número maior de pessoas

Se você possuir outras redes sociais, como Instagram e Twitter, aproveite para contar em cada uma também quando a live acontecerá e o tema que será abordado.

Como fazer uma transmissão ao vivo pelo Facebook: Quem avisa - com antecedência - amigo é
Quem avisa – com antecedência – amigo é

Caso você utilize e-mail marketing, melhor ainda: Envie um comunicado para a sua base e observe a repercussão.

Aliás, quando você fala antecipadamente, as pessoas acabam esperando por aquilo, isto é, criam expectativa. Um dos gatilhos mentais mais clássicos é justamente o da antecipação porque realmente funciona.

Só fique atento: Se você informar as pessoas somente muito em cima da hora não adiantará muito. Do mesmo modo, se avisar muito antes e não relembrar depois, igualmente não será tão efetivo. Encontre um meio termo, tá certo?

Outro jeito interessante é ter uma agenda de modo que seu público saiba que em determinado dia e horário fixo acontecerá uma nova live. Exemplo: Todas as quintas às 21 horas. Porém, aí você precisará arcar com o compromisso, né?

5. Jogo é jogo, treino é treino

Não é todo mundo que nasceu para os holofotes, não é mesmo? E acredite até mesmo as pessoas que você considera muito boas nisso, começaram não tão bem assim.

Acontece que os vídeos, como quase tudo na vida, melhoram com a experiência. Ainda mais quando falamos de transmissões ao vivo, onde não existe edição nem como começar do zero novamente.

Por essa razão, para que tenha maior segurança e se sinta mais confortável nessa hora, você pode ensaiar…

Isso mesmo. Lembra quando você era criança e tinha uma apresentação na escola e existiam vários dias para que você e seus colegas ensaiassem? Quando somos adultos isso também funciona.

Como fazer uma transmissão ao vivo pelo Facebook: Jogo é jogo, treino é treino
Jogo é jogo, treino é treino

O roteiro te ajudará bastante. Mas você pode ir além… Se familiarize com os equipamentos que você usará, veja como você se sente melhor ao lidar com a câmera, perceba o que dá para melhorar ou mudar na sua forma de se expressar e falar.

Nessas horas você pode, sim, utilizar o bom e velho espelho ou convidar alguém para te assistir falando. Mas uma maneira ainda mais fácil é gravar na câmera do celular só pra você, simulando uma transmissão ao vivo.

Ah e lembre-se que o Facebook permite que os usuários filtrem a privacidade dos seus posts. Com o vídeos ao vivo não é diferente: Você pode fazer um e colocar a opção ‘Somente eu’, assim apenas você verá.

Pois é… As possibilidades são muitas, só não treina quem não quer.

6. Atenção para a sua Internet

Antes de realizar o seu vídeo ao vivo é conveniente verificar como está a sua conexão com a internet.

Nessas horas, um ambiente com WI-FI será sempre a melhor e primeira escolha. Dessa maneira, veja se está no melhor lugar possível, onde o sinal é mais forte.

Se não for possível utilizar WI-FI no momento, o 4G é o mais indicado. Em todo caso, não há muito a se fazer: A sua velocidade precisa estar boa.

Como fazer uma transmissão ao vivo pelo Facebook: Atenção para a sua internet
Atenção para a sua internet

Assim, é  interessante checar bem, pois se a sua transmissão for interrompida algumas vezes pode ser que as pessoas se cansem e deixem de te assistir. Pior ainda, isso pode fazer com que não vejam a sua próxima live e até prejudicar a imagem da sua marca.

Entretanto, se acontecer, espere o Facebook reconectar, aja com naturalidade e peça desculpas aos espectadores.

É o que defendemos em todas as situações: Em caso de dúvida, não há nada que sinceridade e honestidade não deem jeito.

7. O que os olhos não veem, o coração não sente

Do mesmo modo que você deve atentar para a conexão da internet, a imagem também precisa ser pensada.

No Facebook a imagem acaba sendo mais decisiva ainda, já que a maior parte das pessoas começam assistir um vídeo sem som.

É claro que você não precisa de grandes equipamentos e ter um estúdio para gravar. Em se tratando de transmissões ao vivo, a simplicidade costuma ser ainda mais valorizada.

Contudo, é interessante escolher um ambiente como uma iluminação legal para que as pessoas enxerguem você com clareza.

Como fazer uma transmissão ao vivo pelo Facebook: O que os olhos não veem, o coração não sente
O que os olhos não veem, o coração não sente

Da mesma forma, opte por um fundo confortável para quem está assistindo. Cuidado para não cometer gafes, expor em excesso a sua intimidade e mostrar o que não deveria: Menos é mais.

Ah e os movimentos também precisam ser sutis e firmes para que a imagem não trema e desfoque. No caso de smartphones, um tripé, apoio ou até mesmo livros e seu próprio notebook são alternativas mais eficientes que as suas mãos.

O Face também permite que você utilize alguns filtros durante a transmissão, teste, veja o que é a melhor escolha para cada momento e objetivo. Bom senso e criatividade são as únicas regras aqui.  

Outra ação que funciona bastante é perguntar para as pessoas que estão assistindo se a imagem está ok. Muito simples, não?

8. Barulho só na mente

Quando falamos em vídeos o som pode ser considerado por muitos um item até mais importante que a própria imagem em si. Afinal, as pessoas estão lá para ouvir a mensagem que você está passando.

E, como falamos antes, em vídeos ao vivo não há edição, o que demanda atenção ainda maior nessa questão.

Mas não existe complicação. Se puder, escolha um ambiente tranquilo, sem ruídos, eco, barulho e, por favor, coloque todos os dispositivos em modo silencioso (observação: sem vibrar).

Como fazer uma transmissão ao vivo pelo Facebook: Barulho só na mente
Barulho só na mente

É muito chato assistir um vídeo em que a todo momento ouvimos o som de mensagens ou ligações.

Se estiver em um local aberto, sem controle do que acontece enquanto grava, o bom e velho fone será muito bem-vindo.

Assim como falamos sobre a qualidade imagem, pergunte às pessoas se estão te ouvindo bem. Sem mistério algum.

9. O título abre – ou fecha – portas

Desde a época da escola ouvimos o quão valioso é um bom título na escrita. E quando fazemos artigos para blogs prestar atenção nisso acaba se tornando um hábito, certo?

Porém, boa parte das pessoas na hora de realizar transmissões ao vivo, não pensa tanto nesse item. Ou pelo menos não tanto quanto deveria.

Reflita sobre isso logo quando for desenvolver o roteiro do vídeo, pois se o que escrever ali não provocar o interesse do público, mesmo um vídeo ótimo pode ser ignorado de cara.

Como fazer uma transmissão ao vivo pelo Facebook: O título abre - ou fecha - portas
O título abre – ou fecha – portas

Pense em uma forma de chamar a atenção do seu público, mas sem enganações, ok? É preciso ser claro e descritivo. Não prometa nada que não for realmente falar no vídeo.

Se coloque no lugar do seu público toda vez que for pensar em um vídeo e nunca se esqueça sobre o que falamos que no início as pessoas tendem a ver vídeos no mudo no Face.  

Como se não bastasse isso, o Facebook se baseia na descrição na hora de recomendar o vídeo para mais pessoas. Portanto, mãos à obra…

Ah e você também pode editar a descrição depois de encerrar o vídeo. Isso pode ser bem útil se decidir inserir algum link de campanhas ou que leve a pessoa para outros vídeos ou se quiser organizar melhor o conteúdo depois (Exemplo: Episódio 1, Episódio 2, etc)

10. A apresentação

Assim como no YouTube, no Facebook é importante que você se apresente. Todavia, em transmissões ao vivo isso muda um pouco porque o mais recomendado é que você repita a sua apresentação algumas vezes.

Sim. Você não leu errado. Acontece como falamos para você: As pessoas vão chegando até o seu vídeo aos poucos e se apresentar somente no começo é um grande erro  se considerarmos que a minoria estará te vendo desde o início.

Como fazer uma transmissão ao vivo pelo Facebook: A apresentação
A apresentação

Use, sim, os primeiros segundos do vídeo para falar seu nome, a empresa que está representando e qual será o tema abordado. Se preferir, pode até mesmo traçar uma pequena ‘linha do tempo’ do que será conversado, salientando que no final responderá as dúvidas, por exemplo.

Contudo, em momentos estratégicos do vídeo fale novamente de forma sucinta e natural quem é você e sobre o que está falando.

Aliás, quando você fala mais sobre você e a área em que atua é mais fácil conseguir uma imagem de autoridade para a sua audiência.

11. Os comentários

O grande diferencial dos vídeos ao vivo é, com certeza, a maior proximidade entre quem faz o vídeo e quem assiste.

Um exemplo é  o que falamos acima sobre responder as dúvidas dos espectadores. E não dá para falar de dúvidas e interação sem falar de comentários… Antes de começar sua transmissão, pense em como você organizará isso.

Como fazer uma transmissão ao vivo pelo Facebook: Os comentários
Os comentários

O melhor seria chamar outra pessoa para te auxiliar na hora de moderar para que isso não atrapalhe a sua linha de raciocínio. Mas se não der, reserve os minutos finais para cuidar dessa parte.

12. Sem interação não há engajamento

Por falar em comentários, é de extrema valia que, com ou sem ajuda de outra pessoa, você interaja com o seu público.

Como já salientamos, é justamente essa possibilidade de participar que atrai tanto as pessoas para os vídeos ao vivo. Portanto, dê isso a elas.

Ao responder um comentário, diga o nome da pessoa que perguntou, você não tem ideia de como isso possibilita uma conexão com os espectadores.

Como fazer uma transmissão ao vivo pelo Facebook: Sem interação não há engajamento
Sem interação não há engajamento

E não importa o tamanho da sua audiência, não desanime e mantenha o entusiasmo. Todo nome de peso seria desconhecido sem exposição, não é mesmo? Tenha paciência e verá que conquistar um público fiel será resultado de trabalho, dedicação e tempo.

Além de responder aos comentários, você pode fazer o inverso e perguntar coisas a sua audiência. Isso é bom para você, pois com um número maior de comentários o vídeo aparecerá para mais gente, e bom para o público, que se sentirá incluído e próximo.

13. Vídeo é arte, pedir faz parte

Quando assistimos um vídeo no YouTube, por exemplo, com frequência vemos as pessoas pedirem para quem assiste se inscrever no canal, dar um ‘jóinha’ no vídeo e até ativar as notificações, certo?

Agora pense com a gente: Se isso não funcionasse, ninguém faria, não é mesmo? Ou seja, no Facebook você não só pode como deve aderir essa conhecida ‘técnica’ também.

Reforçamos isso porque sabemos que muitas pessoas ficam tímidas nesse momento e preferem não pedir nada. Não tenha vergonha, se você oferecer um conteúdo de qualidade e não exagerar  na dose não há mal algum nisso, pelo contrário.

Como fazer uma transmissão ao vivo pelo Facebook: Vídeo é arte, pedir faz parte
Vídeo é arte, pedir faz parte

Como você está cansado de saber, quanto maior o número de interações dos usuários em qualquer publicação no Facebook, o alcance orgânico do post também aumenta.

Além disso, quando uma pessoa participa ativamente da sua live, há mais chances de ser notificada nos próximos vídeos que você fizer na sua página. Isso contribui para o fortalecimento de qualquer relacionamento, não é mesmo?

Então, já sabe: Peça para quem está vendo sua transmissão marcar amigos, compartilhar, comentar, curtir

14. Criatividade nunca é demais

Parece até redundante falar isso, mas às vezes focamos tanto nas técnicas e dicas que acabamos por esquecer do essencial: A criatividade.

Einstein já dizia que a “Criatividade é a inteligência se divertindo”, então é importante que haja as duas coisas quando for desenvolver seus vídeos: Diversão e inteligência.

No caso de usar a inteligência, reaproveite materiais que você já possui para montar as lives: Ebooks, artigos, whitepapers, aulas…

Como fazer uma transmissão ao vivo pelo Facebook: Criatividade nunca é demais
Criatividade nunca é demais

A experiência do cotidiano também pode e deve ser aproveitada. Em toda empresa, há pessoas que realizam funções diferentes, então escolha as pessoas certas para falar de determinado assunto.

Além disso, existem momentos estratégicos que fazer uma transmissão ao vivo é relevante… Ao inaugurar uma loja, lançar um novo produto, tutoriais, participação em eventos, entrevistas com autoridades, datas especiais, mostrar os bastidores de algo…

O ‘segredo’ é: Divirta-se e as pessoas se divertirão também.

15. Aproveite a liberdade dos vídeos ao vivo

Esse é, sem dúvida, um dos motivos responsáveis pelos vídeos ao vivo estarem cada vez mais fortes: A sua simplicidade.

É que os espectadores, em vídeos gravados no YouTube, costumam ser mais exigentes e esperam um maior cuidado ali. Enquanto que nos vídeos ao vivo, a espontaneidade ganha vez e os equipamentos simples, como o próprio celular, cumprem o papel perfeitamente.

Isto é, não fique preocupado demais ou buscando ser perfeito em seus vídeos. Não é esse o intuito desse tipo de transmissão e a perfeição pode até tornar alguém chato e inatingível.

Como fazer uma transmissão ao vivo pelo Facebook: Aproveite a liberdade dos videos ao vivo
Aproveite a liberdade dos videos ao vivo

Erros? Acontecem. Nervosismo? Também. Críticas? Idem. Contudo, não faça isso te parar. Relaxe e continue…

Trabalhe para fazer dar o seu melhor e progredir continuamente, mas mostre humanidade em tudo que fizer. Lembre-se que quando falamos em roteiro anteriormente, era com o intuito de facilitar e não perder a linha de raciocínio e não para engessar a sua comunicação, ok?

O bacana é estabelecer uma conversa mesmo, como você faz no offline. E ninguém gosta de conversar com gente desanimada, não é mesmo?

Prefira uma linguagem compreensível e calma, transmita positividade, olhe para a câmera como faz ao olhar nos olhos das pessoas que conversa no dia a dia…

Enfim, preste bem atenção na nossa próxima dica…

16. Seja você

Quando dissemos que é essencial ter espontaneidade em seus vídeos ao vivo, fica subentendido essa dica aqui, não é mesmo?

Mas achamos essencial ressaltá-la porque todos nós somos únicos no planeta e às vezes queremos tanto nos adequar aos outros que insistimos em seguir uma ‘receita de bolo’ em tudo que fazemos.

Como fazer uma transmissão ao vivo pelo Facebook: Seja você
Seja você

Seja nas transmissões ao vivo, nos vídeos gravados, nas redes sociais, nos artigos do seu blog e na vida: Seja você, não hesite em mostrar às pessoas aquele seu diferencial.

Você deve buscar inspirações, sim, e é saudável ter pessoas que admira e se espelha, mas se todo mundo agisse do mesmo modo o mundo seria um lugar bem entediante, não acha?

Mostre o que tem de diferente e se destacar será muito mais simples. Acredite!

17. Finalize com o bom e velho CTA

Que tal ir além e aproveitar a deixa para oferecer um material rico que tenha a ver com o tema abordado no vídeo ou até vender um produto ou serviço da sua empresa?

Sim. Isso mesmo. As transmissões ao vivo não apenas elevam o alcance da sua marca e estreitam o relacionamento com o público, também são ótimas oportunidades para você utilizar os bons e velhos CTAs (Call to action).

Para tal, você pode inserir o link que leva para a ação desejada tanto na descrição do vídeo como nos comentários e até nos dois, por que não?

Como fazer uma transmissão ao vivo pelo Facebook: Finalize com o bom e velho CTA
Finalize com o bom e velho CTA

Assim, na hora de finalizar o vídeo, além de convidar as pessoas para curtirem sua página e compartilharem o vídeo, poderá aproveitar para oferecer condições especiais, cupons de desconto, testes grátis, materiais interessantes…

É claro que tudo tem que estar sempre bem contextualizado com o vídeo, certo?

Ah e jamais se esqueça também  de agradecer as pessoas presentes e de falar algo para as pessoas que assistirão o seu vídeo depois, deixando alguma forma de contato para elas.

O objetivo é a construção de um relacionamento com sua audiência, então é importante que as pessoas sintam vontade de retornar muitas vezes, não é mesmo?

18. Por último e não menos importante: Os resultados

Como explicamos outras vezes aqui no blog, o Facebook disponibiliza métricas para que você analise o desempenho de suas postagens. Com as transmissões ao vivo não poderia ser de outro jeito, certo?

E com os vídeos, é possível ver não apenas o número e características demográficas das pessoas alcançadas, como ainda as interações, os momentos da sua live em que houve mais ou menos pessoas, a média de tempo que seus espectadores permaneceram assistindo, entre outros dados.

Como fazer uma transmissão ao vivo pelo Facebook: Por último e não menos importante: Os resultados
Por último e não menos importante: Os resultados

Essas informações são ótimas para você analisar e melhorar o seu jeito de gravar pensando no comportamento do seu público. Ou seja, use sem moderação.

Ufa! E aí conta pra gente o que achou de todas essas dicas aqui nos comentários…

Mas o mais importante de tudo: Coloque cada uma em prática agora mesmoConhecimento que não se torna ação não vale muita coisa, não acha? Então, faça o seu valer 🙂

Compartilhe o post:

Tags: , , , , , , , , , , , ,

Saiba Como Automatizar Suas Vendas!

Aprenda a automatizar suas vendas e foque no que realmente importa.


Quero ficar atualizado sobre as melhores práticas e dicas do blog Automação de Vendas para melhorar o e-mail marketing. Se você não curtiu, basta cancelar. Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Siga-nos: