Chat privado: saiba como a ferramenta influencia as vendas online

A forma como nós nos comunicamos tem mudado drasticamente nos últimos tempos. Das cartas para os telefonemas, das SMS para o Whatsapp.

Por isso, acompanhar o rápido ritmo dos avanços tecnológicos sempre foi necessário para que as marcas sobrevivessem no mercado econômico.

Os chats privados têm sido considerados a funcionalidade mais próxima dos usuários, uma vez que estamos todos checando nossas mensagens a todo momento.

Você “vê o celular” ao acordar, ao esperar, ao se distrair… Em uma relação de intimidade e instantaneidade, você interage com pessoas, informações e marcas através do aparelho.

Nessa era de transformação digital, as marcas devem afinar suas estratégias para atrair e consolidar consumidores.

A principal tendência para o Marketing Digital é o aproveitamento dos recursos de aplicativos de mensagem (Como o Whatspp, Facebook Messenger, Telegram, Instagram, etc.).

De acordo com uma pesquisa da Twilio, 66% dos consumidores preferem alcançar a marca ou serem alcançados através de aplicativos de mensagem.

Apps para chat privado
Aplicativos para realizar conversas por chat privado

A PRESENÇA DOS APPS

É inegável que a utilização dos dispositivos móveis seja crescente ao redor do mundo e também no Brasil, onde há mais de 230 milhões de smartphones sendo utilizados, de acordo com o pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Entre os aplicativos mais utilizados, o Whatsapp se destaca, presente em 98% dos celulares, seguido pelo Facebook Messenger (79%), Instagram (72%) e Telegram (19%), segundo pesquisa da Mobile Time e Opinion Box.

A pesquisa também aponta que 83% dos usuários preferem receber avisos por Whatsapp e SMS, enquanto 72% consideram o Instagram como melhor plataforma para receber promoções.

Este cenário deixa claro a importância de expandir a comunicação das marcas para os canais de mensagem direta, apostando em uma forma mais íntima de se relacionar com o público.

DE CHATBOTS PARA CONVERSATIONAL COMMERCE

A ideia de estabelecer uma comunicação direta entre consumidores e marcas através da tecnologia é marcada pelos robôs virtuais, presentes há anos, mas com funcionalidades limitadas.

Quem nunca conversou com um robô para tentar resolver algum problema? Este recurso, geralmente utilizado para direcionar o usuário para uma solução, tem evoluído consideravelmente com o avanço da inteligência artificial.

A tendência principal da atualidade, porém, não são os chatbots avançados, mas uma outra abordagem da comunicação: o Conversational Commerce.

Este conceito aprofunda o relacionamento dos usuários com a marca, através de uma conversa direta de mão-dupla, e já se mostrou muito eficiente para converter visitantes de sites em clientes.

De acordo com dados da plataforma Intercom, os visitantes de sites têm 82% de maior probabilidade de serem convertidos a compradores se eles conversaram com você antes.

Comunicação direta
Estabeleça uma comunicação direta com os seus consumidores por chat privado

OS LIMITES DO BOM SENSO

É preciso ter cuidado para não errar na hora de usar essas plataformas. O que para a empresa é uma boa propaganda, para o público pode parecer uma invasão de privacidade ou irritação de spam.

A utilização de recursos como a Lista de Transmissão pelo Whatsapp é um grande exemplo de um esforço que pode ser tanto eficiente quanto inútil ou até negativo para a imagem da empresa, dependendo da mensagem e do público.

Em uma era de personalização dos conteúdos, se destacam aqueles que realmente se esforçam para conhecer seus clientes e entregar um conteúdo atento às preferências do público.

Vale lembrar também que o acesso e tratamento dos dados dos usuários tem que estar de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD), um aspecto espinhoso que exige cautela.

TENDÊNCIAS PARA OS CHATS

A evolução da inteligência artificial trouxe novidades em invenções de assistentes pessoais por comandos de voz, como Alexa e Siri, mostrando que a interatividade entre humanos e máquinas está se refinando.

Por isso, ter uma identidade visível e consistente em aplicativos de mapas, usar palavras chaves e descrições de imagens, são maneiras de “ajudar” essas inteligências artificiais a encontrar e apontar sua marca em pesquisas por comando de voz.

As criptomoedas e as carteiras digitais também têm tido grande repercussão entre as facilidades tecnológicas emergentes, como a simplificação de transferências bancárias em aplicativos como PicPay.

Integrar sistemas de pagamento direto nos chats privados é ainda um desafio a ser trabalhado, completando ainda mais o apoio à jornada do usuário.

Compartilhe o post:


0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Siga-nos: