Como aparecer no Google: 6 erros mais comuns

“Como aparecer no Google?” , com certeza essa é uma das perguntas mais valiosas do mundo atual.

Como aparecer no Google: 6 erros mais comuns
Como aparecer no Google: 6 erros mais comuns

E pensar que um tempinho atrás, era tudo tão diferente.. As empresas apenas se preocupavam em criar um site para divulgar seus produtos ou serviços.

Hoje a realidade é outra… A internet está povoada de sites de todos os tipos. Muitos deles falando sobre assuntos parecidos e competindo por um lugar no topo.

Portanto, o mundo online virou um campo de batalha pela visibilidade da sua marca. Onde cada empresa precisa criar estratégias para aparecer na frente dos concorrentes nas páginas de pesquisa (SERP).

Se seu site não está no topo do ranqueamento do Google, segue com a gente que vamos mostrar alguns pontos que você precisa mudar para consertar isso.

Como aparecer no Google: 6 erros mais comuns

Como aparecer no Google: 6 erros mais comuns - Veja
Como aparecer no Google: Confira os 6 erros mais comuns

1 – Site não otimizado

O objetivo do Google é proporcionar sempre a melhor experiência para os usuários. O que tem tudo a ver como seu site se comporta.

A acessibilidade do seu site conta muito nas buscas do Google. Porque é um dos parâmetros utilizados pela empresa para ranquear os sites.

Uma coisa é fato: Páginas desorganizadas, sem conteúdo relevante, ineficientes e não otimizadas para mobile não irão aparecer no topo das buscas.

Ter um site responsivo não é mais um diferencial, é uma obrigação. Já que responsividade significa acessibilidade.

Ou seja, tornar o conteúdo acessível. Seja num desktop ou num dispositivo móvel (smartphones e tablets)

Até porque não tem mais como pensar em experiência do usuário sem pensar em dispositivos móveis. Estamos cada vez mais conectados a eles.

Mas há outros detalhes envolvendo o site que também fazem total diferença.  Uma página sem travamentos, layouts limpos, links que funcionam… Tudo conta pontos para  o Google.

Em outras palavras: Aprofunde mais seus conhecimentos sobre o tema ou contrate um desenvolvedor que possa otimizar tudo pra você.

2 – Palavras-chave mal utilizadas

Seu site pode não estar no topo das buscas do Google pelo mau uso das palavras-chave.

Mesmo com tantos materiais online disponíveis sobre o assunto, esse erro ainda é muito comum.

As palavras-chave são termos usados para se referir a algum tipo de conteúdo. E o Google usa essas palavras para operar suas pesquisas.

O uso incorreto de palavras-chave em sua página pode atrair pessoas erradas. Como pessoas que não se interessam pelo seu conteúdo.

O que significaria atrair por visitantes e até leads não qualificados.

A melhor forma de ver isso é se colocar na posição do usuário… Imagine como ele faria a busca no Google por conteúdos similares ao seu.

Depois disso, faça uma pesquisa de palavras-chave bem completinha. Escolhendo as que fazem mais sentido para o seu nicho e que você tem chances de competir.

Há ferramentas pagas para isso. Mas também há gratuitas, como a Ubersuggest, por exemplo.  Que pode ser muito útil para quem está começando ou se aprimorando em SEO.

A partir da escolha das palavras-chave produza conteúdos relevantes e de qualidade sobre o tema.

E lembre-se de um item bobo que faz toda diferença: Utilizar a palavra-chave no título da página (tag H1).

Isso porque o Google leva em conta o que está descrito dentro da tag que descreve o título.

3 – URL ruim

Um dos motivos para que seu site não apareça na primeira página das buscas do Google pode ser a URL das suas páginas.

Ter uma URL amigável é essencial para que o Google ranqueie bem sua página. E para isso ela precisa ser clara e objetiva.

Palavras demais ou números dificultam a leitura. O que, provavelmente, pode gerar insegurança no usuário em clicar nela.

Uma dica importante é usar a palavra-chave principal. Aquela usada no conteúdo todo na URL ou título da página. Ah e de preferência no começo.

No WordPress, por exemplo, é muito fácil editar a URL. Olha só o print a seguir. Como você pode observar abaixo, basta clicar em “Editar” e fazer a mágica acontecer.

Como aparecer no Google: URL amigável
URL amigável e com a palavra-chave

4 – Conteúdo pouco relevante

Um dos problemas que podem estar afetando o seu posicionamento nas buscas do Google pode ser o conteúdo.

O Google trabalha com vários índices para ranquear uma página. Um deles é o índice de rejeição, ou seja, a porcentagem de usuários que deixa sua pagina logo que acessa.

O conteúdo criado para o seu site ou blog pode não estar agregando valor ao visitante.

Qualquer conteúdo criado deve despertar a curiosidade do leitor. Fazendo com que ele saia da sua página com valor agregado.

O que quer dizer que após ler o conteúdo, ele deve aprender algo que possa aplicar em sua vida.

Aliás, dica importante é manter todos os conteúdos atualizados sempre, até os mais antigos. Revisite e monitore.

5 – Arquitetura do site ruim

Uma das coisas que contribuem para o aumento da taxa de rejeição pelos usuários é a forma que o site está construído. 

Então, responde pra mim com sinceridade: Como está a estrutura do seu?

Como o layout está? Foi planejado para atrair atenção do usuário? A experiência ao navegar dentro do site está boa? A velocidade está condizente com o recomendado?

Se o usuário tiver problemas para encontrar o que procura, é bem possível que ele saia rapidamente. E isso não é bom para o ranqueamento do Google.

Dessa forma, cheque alguns pontos para saber se a arquitetura do seu site está bem feita. O objetivo é impactar positivamente o usuário.

Quer alguns exemplos simples?

Veja se as fontes usadas no site não estão pequenas demais e se são difíceis de ler. 

Os menus precisam ser claros. Os ícones intuitivos.

Evite excesso de informação em uma só tela.  Isso pode confundir a leitura dos usuários.

6 – Imagens sem Alt Text

As pessoas podem achar que as imagens em um site não são tão importantes para o ranqueamento nas buscas. Mas elas têm um papel relevante sim.

Os robôs que fazem as análises para o ranqueamento não conseguem ler as imagens. Para isso, existe uma funcionalidade chamada de alt text, ou texto alternativo, em tradução livre.

Tal funcionalidade é uma pequena descrição falando sobre a imagem. É importante, assim, que o alt text use a palavras-chave. Além, é claro, de se encaixar no que ela representa.

Portanto, usar o alt text serve para mostrar aos robôs como as imagens devem ser analisadas. E como podem ser encaixadas no ranqueamento.

Contudo, não pense que é complicado fazer isso.

No WordPress, por exemplo, é muito simples incluir um texto alternativo em todas as suas imagens. Dá uma olhada no print a seguir:

Como aparecer no Google: Imagens sem Alt Text
Imagens sem Alt Text

 

Conclusão…

Como aparecer no Google: 6 erros mais comuns - Conclusão
Conclusão

A concorrência é cada vez mais forte no mundo online. O que significa que aparecer na primeira do maior buscador do mundo não é tarefa fácil.

Já que muitos sites falando sobre assuntos semelhantes, dificultam o ranqueamento da sua página.

Assim, é preciso verificar o que você pode fazer para melhorar seu posicionamento.

Para tal, o seu site deve estar muito bem estruturado e organizado. De modo que o usuário, ao acessá-lo, encontre com facilidade o que procura.

Afinal, em um mundo com cada vez mais pressa, todo mundo quer navegar sem travamentos ou lentidão, né?

E aí, gostou de saber alguns dos erros mais comuns que estão impedindo suas páginas de aparecem no Google? Então, compartilhe.

Compartilhe o post:

Tags: , , , , , , , , , ,


0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Siga-nos: