Como Licenciar um Produto Digital: Passo a Passo Prático

Você quer muito trabalhar com infoprodutos e mercado digital, mas ainda não se sente preparado para criar o seu produto? Então, talvez você precise aprender como licenciar um produto digital.

Sim. Isso mesmo que você leu.

Sabemos que os produtos digitais (também chamados de infoprodutos) são uma ótima forma de conquistar o sucesso no mercado digital. Isso não é nenhum segredo.

Porém, com o aumento da procura por infoprodutos, a oferta também aumentou. Ou seja, a concorrência também cresceu.

Exatamente por isso, no início de sua jornada, muitos aspirantes a produtores digitais ficam inseguros na hora de criar um produto próprio do zero.

Afinal, essa tarefa é realmente um desafio. Mas esse não precisa (nem deve) ser um empecilho para você entrar nesse mercado.

Para simplificar o caminho, existem produtos que podem ser licenciados.

Não sabe o que é o licenciamento de produtos digitais? Ou sabe mais quer ir a fundo no assunto? Então, continue lendo esse artigo.

Aqui, nós vamos ensinar tudo que você precisa saber sobre como licenciar um produto digital. Além de todo o passo a passo desse processo.

Vamos aprender?

O que é o Licenciamento de Produtos Digitais?

O que é o Licenciamento de Produtos Digitais?

Se você já pesquisou alguns infoprodutos nas plataformas de hospedagem, com certeza já percebeu que os mais vendidos são os que possuem os melhores assuntos.

Aí você pode pensar: Mas como vou ter uma ótima ideia se parece que todas já estão sendo vendidas? 

Acredite: Essa insegurança não tem fundamento. Ainda há uma infinidade assuntos para criação de infoprodutos.

Sem contar que cada infoprodutor possui um jeito único de criar conteúdo. Isso significa que mesmo que você fale do mesmo assunto que outros milhões, ainda assim não existe impeditivo para crescer no nicho.

Mas se você não se sente pronto ainda para criar um produto digital próprio, temos uma solução: O licenciamento de produtos digitais.

Produtos digitais licenciados nada mais são que aqueles que possuem uma licença para você comprar os direitos de uso deles.

Ou seja, você compra um produto que outra pessoa fez e resolve o problema de criar um infoproduto do zero.

Obviamente, você terá que se preocupar com todo o resto. Desde a pesquisa de bons produtos digitais que possuam licença de uso até as estratégias para alcançar clientes.

Contudo, essa acaba sendo uma ótima alternativa para quem está começando ou quem quer testar ideias e tipos de produtos.

Mas Funciona mesmo Licenciar Produtos de Terceiros?

“Ah, mas isso funciona?”, muita gente se pergunta…

Bom, um dos maiores sucessos de vendas dentro do marketing digital é um produto licenciado.

O Fórmula de Lançamento, amplamente divulgado por todo Brasil pelo licenciador Érico Rocha é um excelente exemplo de como esses produtos podem ser muito lucrativos.

O produto tem como criador original o americano Jeff Walker, uma referência mundial em Marketing Digital. E o Erico muito inteligente trouxe a ideia para o Brasil.

Portanto a resposta para a sua dúvida é: “Sim, funciona e muito licenciar produtos digitais”.

Mas isso não quer dizer que todos chegarão perto do sucesso do Erico, é preciso muito estudo, trabalho e dedicação para conseguir esse feito.

“Então, isso quer dizer que posso comprar qualquer produto digital e sair divulgando com meu nome?”  

Não! Por isso é muito importante entender o que são produtos digitais com licenciamento, e quais as licenças disponíveis no mercado.

Quais são as Licenças Disponíveis com um Produto Digital?

Quais são as Licenças Disponíveis com um Produto Digital?

Existem algumas licenças disponíveis dentro do mercado de produtos digitais. É muito importante conhecer as principais. 

Já que elas vão orientar o que você precisa modificar em cada um dos produtos, dentro do processo de como licenciar um produto digital.

A seguir, iremos falar sobre as mais usadas no mercado na atualidade:

Direitos autorais

Você com certeza já ouviu falar sobre processos por conta de direitos autorais, principalmente no mundo musical.

Mas ele não se restringe apenas a músicas. Todo o produto criado pode ter direitos autorais.

E quando eles são todos reservados ao autor quer dizer que você não pode usar o conteúdo. Apenas com a devida autorização do criador.

Normalmente, esse tipo de conteúdo é sinalizado pelo símbolo: ©,  ou pela frase: “Todos os direitos reservados.”

É muito importante lembrar que os direitos autorais valem também para imagens, fotos, posts, letras de música. Afinal, tudo isso foi criado por alguém.

Por isso, vale tomar cuidado também ao utilizar esses recursos em posts nas redes sociais.

DRM

A DRM é outra licença muito utilizada, principalmente em conteúdos publicados na internet.

A sigla se refere a Digital Rights Management, onde a tradução seria mais ou menos: “Gestão de Direitos Digitais”.

O que isso quer dizer? Que o site que hospeda esse conteúdo, tem direito a utilizar apenas parte do conteúdo divulgado de determinado material. 

E claro, isso foi previamente autorizado pelo autor da obra.

Um exemplo desse tipo de licença são as prévias de e-books que podemos encontrar em sites de vendas, como por exemplo, na Amazon. 

Copyleft

Como você pôde perceber, até agora falamos apenas de licenças que não dão direito de uso do produto digital.

Por isso, elas não são válidas para uso no processo sobre como licenciar um produto digital. Já a licença Copyleft começa a mudar o cenário.

Nesse caso, os direitos de uso são liberados. Tanto para uso quanto para modificações e reproduções. 

Porém, o autor original precisa ser citado e você continua deixando o produto digital aberto para uso.

Ou seja, você pode utilizá-lo, mas não vai poder barrar o uso desse material que você criou.

Creative Commons

Essa licença é bem parecida com a anterior. Você também pode divulgar, modificar e reproduzir.

A diferença é que, nesse caso, o autor pode limitar o número de licenças.

Em outras palavras, o material se torna mais exclusivo.

PLR

Esse é o mundo ideal quando o assunto é como licenciar um produto digital.

A sigla significa: Private Label Rights, que em português, quer dizer “Direitos Privados de Etiqueta ou Direito de Marca Própria“.

“Mas por que um produto PLR é o ideal para quem quer licenciar um produto digital?”

Simples, nele você pode alterar tudo!

Desde o texto, imagens, estrutura do infoproduto, até o nome do autor…

Resumindo: Ao comprar produtos com esse tipo de licença, você literalmente está comprando um produto digital pronto, que pode ser divulgado e comercializado com seu nome.

Falando nesse assunto, nós temos um artigo completo aqui no blog que te ensina tudo que você precisa sobre isso: “Infoprodutos PRL: O Guia Completo para Iniciantes (ou não)”

As 3 Principais Vantagens de Licenciar um Produto Digital

As 3 Principais Vantagens de Licenciar um Produto Digital

Agora você já sabe qual é o formato ideal de licença. Além disso, sabe que é possível comprar um produto digital prontinho…

Basta mudar a autoria e sair vendendo, tudo está resolvido certo?

Nem tanto, meu amigo infoprodutor.

Assim como em qualquer outro mercado, licenciar produtos digitais também tem suas vantagens e desvantagens.

Abaixo, vamos começar falando das vantagens e mais adiante falaremos sobre as desvantagens também.

1 – Não ter que criar um produto digital do zero

Bom, essa é provavelmente a principal vantagem de licenciar um produto digital. Afinal, você não precisa se preocupar em criar um produto digital do zero. 

E além disso, tendo um produto digital PLR, não vai precisar se preocupar com direitos autorais.

2 – Baixo investimento inicial

Por trás de um produto digital criado do zero existe o investimento em produção, redação, imagens, entre tantos outros processos.

No produto digital com licenciamento há, a princípio, apenas o gasto na compra da licença do produto.

É claro que existem muitos investimentos antes e depois disso. Mas ainda assim costuma ser mais barato que criar um bom produto do zero.

Até porque a economia de tempo

3 – Rápido lançamento do produto digital

Por trás de um produto digital com licença, o lançamento pode ser imediato. É fazer algumas modificações e colocar o produto no ar.

Diferente de um produto digital criado do zero, que pode levar meses entre criação e produção.

As 3 Principais Desvantagens de Licenciar um Produto Digital

As 3 Principais Desvantagens de Licenciar um Produto Digital

1 – Mais pessoas podem vender o mesmo produto

Quando você compra um produto digital licenciado, essa compra não é exclusiva.

Isso significa que mais pessoas podem ter comprado o mesmo produto. 

Portanto, além da concorrência do nicho, você ainda tem que lidar com a concorrência que já existe entre os infoprodutores desse mesmo produto digital.

2 – Valor inicial de investimento

Ok, nós falamos que o valor inicial pode ser uma vantagem dentro do mercado de licenciamento. Mas tudo depende do produto digital escolhido. Existem algumas opções com valores bem altos.

Se você não tem um valor inicial para ser investido na criação de um infoproduto, talvez um lançamento semente pode ser mais interessante para você.

3 – Encontrar sites que vendem produtos digitais licenciáveis

Essa é uma das principais dificuldades quando falamos sobre como licenciar um produto digital. Encontrar lugares confiáveis, que vendem esse tipo de licença. Principalmente produtos já traduzidos.

A maioria das opções disponíveis são em inglês.

Como Licenciar um Produto Digital: Passo a Passo

Como Licenciar um Produto Digital: Passo a Passo

Agora que você entendeu melhor o que é um produto digital, e quais são suas vantagens desvantagens com relação a criação de um produto do zero. Vamos falar sobre como licenciar um produto digital.

Aliás, já anota as dicas, quem sabe não está aí a solução que você procurava para ingressar no mercado digital?

Passo 1 – Defina o nicho de atuação

Antes mesmo de começar a pesquisar os produtos licenciados disponíveis, é muito importante escolher seu nicho de atuação.

Uma forma de escolher o nicho, é identificando o assunto que você já conhece ou gosta de falar sobre. Você também pode pesquisar assuntos que estão em alta no mercado. Ou também, pesquisar em sites especializados, como o Profissional PLR e o ID PLR.

Vale lembrar que não é apenas comprar uma licença. Para as vendas realmente acontecerem, você precisa investir na divulgação desse produto digital. Então quando mais conhecimento tiver sobre o assunto, mais fácil vai ser criar esses conteúdos.

Passo 2 – Escolha a licença

Depois de escolher o nicho que pretende atuar, chegou a hora de escolher o tipo de licença que deseja comprar.

Como comentamos acima, elas possuem características próprias, e liberam pontos específicos da obra. Se sua intenção é apenas traduzir, colocar a autoria no seu nome e já começar a vender, o mais indicado é pesquisar os produtos PLR.

Passo 3 – Traduza e realize as modificações

A variedade maior de produtos disponíveis no mercado são em inglês. Por isso, antes de sair divulgando o produto, é essencial realizar a tradução dele. Afinal, teoricamente seu público-alvo fala em português certo?

Mais do que traduzir, é importante também trazer o produto para a realidade brasileira. Adaptar às necessidades do público daqui. Afinal, cada público tem suas particularidades.

Além disso, indicamos também que você realize modificações dentro da obra. Essas mudanças são por dois motivos: para o produto ficar com a sua identidade, e você não correr o risco de vender um produto digital que já está sendo comercializado por outra pessoa.

Passo 4 – Estruturar a estratégia de vendas

Esse é um passo essencial para a venda de qualquer produto na internet, licenciado ou não.

Comprar o produto com licença é apenas o primeiro passo dessa jornada de vendas. O sucesso das conversões depende da estratégia utilizada por você.

É aqui que você precisa definir onde vai divulgar esse produto digital:

Depois que escolher onde vai divulgar, você precisa definir o que vai ser divulgado. Aí chega o momento de colocar a mão na massa para criar posts, landing pages, artigos, imagens, vídeos…. 

São muitas opções, e o que ajuda nesse momento, é conhecer seu público-alvo, e o que ele mais gosta de consumir. Pesquisa e estudo é tudo nessa hora!

Passo 5 – Plataforma para hospedagem do produto

Para você vender um infoproduto, ele precisa estar hospedado em alguma plataforma digital. 

É por lá que vão acontecer as vendas, a divulgação dos conteúdos do produto digital, com por exemplo as aulas. Também é por lá que acontece o suporte entre compradores e vendedores. Além de todas as transações envolvidas dentro do pagamento do produto digital.

Existem algumas opções de plataformas disponíveis no mercado. Todas elas possuem vantagens e desvantagens. Por isso, é muito importante pesquisar cada uma delas, os recursos disponibilizados e valores sobre as vendas realizadas.

Onde Encontrar Produtos Digitais com Licença de Uso

Onde Encontrar Produtos Digitais com Licença de Uso

Agora que você já conferiu o passo a passo sobre como licenciar produtos digitais e vendê-los, o que você precisa mesmo é saber onde encontrá-los.

Nós separamos algumas opções de sites por aqui. Adiantamos que é sempre muito importante conferir a procedência do produto digital, para não correr o risco de comprar gato por lebre.

Alguns sites que você pode encontrar esses produtos são:

A) PLR Profissional

Esse site é um dos poucos com conteúdo em português.

Eles possuem uma loja para compra de produtos PLR, de diferentes nichos e segmentos. Tem desde produtos digitais voltados para o marketing digital, até exercícios físicos e relacionamentos.

B) ID PLR

No ID PLR, você encontra diversos produtos PLR para compra. Apesar de serem em inglês, a variedade faz valer a pena.

Além de diversos segmentos, você encontra também diferentes produtos digitais. Tem ebooks, vídeos, softwares, templates, imagens, músicas. Tudo com licença de uso, compra e modificação.

C) Exclusive Niches

Nesse site, também é inglês, é possível encontrar diversas opções de produtos digitais. Por aqui, você busca direto pelo nicho desejado.

A diferença dos outros, é que neste site, você não encontra apenas produtos digitais PLR. Existem também opções com as outras licenças que citamos. Por isso, fique atento a que tipo de licença o produto que você pretende comprar possui.

D) Resellers Superstore

Se você quer variedade, na Resellers Superstore o que não faltam são opções! O site conta com mais de 11 mil produtos digitais. Além de contar com um acervo próprio de vídeos e artigos.

Conclusão

Se o seu impeditivo para ingressar no marketing digital, era a falta de ideias para criar um infoproduto, com os produtos digitais com licença, esse desafio é superado.

Vale lembrar que é sempre muito importante chegar o tipo de produto e licença adquirida, e realizar apenas as modificações autorizadas em cada um dos produtos.

Assim, você começa com o pé direito no mercado de produtos digitais!

 

 

Jessica Delalana :

O nosso blog utiliza cookies para ajudar a melhorar a sua experiência de utilização. Ao utilizar o blog, confirma que aceita a sua utilização.