Conheça dicas para fazer copywriting em e-mails

Você sabe o que é copywriting? Se você trabalha com marketing digital, seja como afiliado, produtor, prestador de serviço ou qualquer outra função, certamente já ouviu falar dele.

Veja algumas dicas de copywriting
Conheça dicas para fazer copywriting em e-mails

Por meio das técnicas de persuasão, a escrita de um texto convincente e sedutor, que conduz o leitor a uma ação, tem sido cada vez mais uma necessidade no meio digital. Típico das cartas de vendas e malas diretas do mundo offline, hoje o copywriting também se tornou parte essencial para quem levou seu negócio para a internet.

Diversos são os meios que fazem uso de uma boa copy online: páginas de vendas, páginas de capturas, anúncios no Google e nas redes sociais, até mesmo um site inteiro pode ser escrito com as técnicas de copywriting.

Mas hoje queremos abordar um meio específico, um dos mais utilizados por marqueteiros digitais: o e-mail marketing. Venha com a gente e confira estas dicas de copywriting para escrever e-mails matadores!

Atenção para praticar copywriting
Prenda a atenção logo no início para fazer uma copywriting excelente

Prenda a atenção logo no início

No copywriting, chamamos de headline a parte da copy responsável por chamar e prender a atenção do leitor. Ela pode ser um título, um cabeçalho, uma manchete, enfim, uma frase de destaque que tentará chamar o leitor para ler o corpo do texto.

Quando nos referimos ao e-mail, podemos dizer que a headline é o assunto, aquela frase que vem em seguida do nome do remetente, logo que o receptor abre sua caixa de entrada e se depara com uma lista de mensagens não lidas.

Pois é aqui que reside a importância de se escrever um assunto atraente e convincente: destacar o seu e-mail dos demais!

Existe uma regrinha para verificar o quão eficiente está o assunto do seu e-mail, chamada de 4 Us. Entenda cada um separadamente:

1. U de Único

A primeira coisa que você deveria levar em consideração ao escrever o assunto do seu e-mail é torná-lo único. Afinal, se você soar como todos os outros, não conseguirá se destacar.

Seus possíveis clientes não terão razão alguma para achar que você é diferente dos seus concorrentes. Ser único significa ser exclusivo, e é de exclusividade que os bons compradores gostam.

Seja específico(a) na sua copywriting
Seja específico(a) na sua copywriting

2. U de Ultraespecífico

Além de ser único, o seu assunto deveria ser ultraespecífico. O bom copywriting não se trata de vender qualquer coisa a qualquer um, mas, sim, vender o produto certo à pessoa certa.

O assunto do seu e-mail deveria, logo de cara, fornecer informações suficientes para deixar o seu possível consumidor ciente de que sua oferta é interessante ou não para ele. Se você tentar ser muito abrangente, não atrairá quase ninguém. Se for ultraespecífico, atrairá somente aqueles que se interessam pelo assunto, no entanto, estes serão compradores em potencial.

3. U de Urgente

Sempre que possível, o assunto do seu e-mail deveria transmitir uma sensação de urgência. As pessoas tendem a deixar as coisas para depois, a não ser que seja algo urgente, que as obrigue a tomar uma ação imediata.

Induza seu leitor a abrir a sua mensagem e lê-la. Inclua algo no assunto que obrigue-o a continuar lendo o quanto antes, que o faça pensar que sua mensagem é imperdível. Esta não é uma regra que pode ser usada sempre, mas quando for o caso, costuma funcionar bem.

A copywriting deve ser útil para o lead
A copywriting deve ser útil para o lead

4. U de Útil

Provavelmente, esta é a mais importante das quatro regras. Se o assunto do seu e-mail não passar a sensação de um conteúdo útil e não transmitir um benefício para o leitor, então ele provavelmente não verá razão para abrir e ler sua mensagem.

Já falamos de técnicas de copywriting para escrever artigos, e elas podem se aplicar perfeitamente no seu e-mail, pois este também é uma forma de conteúdo.

É muito difícil conseguir as quatro qualidades numa única headline, mas se você conseguir escrever um assunto de e-mail com uma ou duas delas, já estará criando uma ótima chamada para destacar sua mensagem em relação às outras e ter mais possibilidades para aumentar suas taxas de abertura de e-mails.

As regras do copywriting
As 5 regras de ouro do copywriting para escrever um e-mail convincente

As 5 regras de ouro do copywriting para escrever um e-mail convincente

Se você escreveu um assunto de e-mail que chamou e prendeu a atenção do leitor e, principalmente, o fez abrir e começar a ler sua mensagem, então, você passou pela parte mais difícil de qualquer copy.

Agora, veja estas dicas para escrever o corpo do e-mail, de forma que seus leitores não o abandonem no meio do caminho e cheguem até o fim da mensagem, de preferência tomando uma ação preestabelecida por você.

1. Foque no seu leitor

Provavelmente, você já deve ter recebido um e-mail de alguma empresa que dizia assim: “Nós somos uma empresa especializada em tal coisa, nossa equipe está apta a fazer isso e aquilo”. Blergh! Este é o pior tipo de e-mail que alguém com intenção de vender algo poderia enviar.

Não apenas no e-mail, mas em qualquer texto, o copywriting diz: foque sempre no seu possível cliente. Apresente benefícios atrativos para ele. Escreva numa linguagem voltada para o leitor (use “você”, não “eu” ou “nós”).

2. Converse com o leitor

Linguagem rebuscada, literária, academicista, prolixa, redundante… Nenhuma delas é boa para um e-mail. A segunda regra para uma copy convincente é manter um tom conversacional com seu leitor. Isso mesmo! Escreva como se estivesse conversando com ele pessoalmente. Isso vai quebrar o gelo e mostrar que você é uma pessoa falando com outra pessoa.

Copywriting exige agilidade
Copywriting exige agilidade

3. Escreva rapidamente

Isso mesmo! Não passe horas na frente do computador tentando encontrar as palavras perfeitas. Escreva de imediato, despeje as palavras num fluxo constante.

A primeira razão para isso é que, quando você escreve rapidamente, você usa mais o lado emocional do seu cérebro. Em vez de parar para pensar em tudo e reescrever, você deixa a copy fluir de modo que você se sente mais empático ao que o leitor sentirá quando ler a sua mensagem.

A segunda razão é que muito mais fácil de melhorar o texto já escrito do que ficar tentando encontrar a palavra perfeita logo de cara. Editar o texto posteriormente é muito melhor, pois você já estará com a estrutura inteira montada.

4. Use linguagem simples

É fundamental que seu texto não seja muito técnico ou complicado para os leitores. Use uma linguagem simples, casual. Mas isso não significa escrever errado. Pelo contrário, preze pela boa pontuação e ortografia, aprenda as regras básicas da sintaxe.

O que quero dizer com linguagem simples é o estilo. Use um vocabulário a que todo mundo esteja acostumado. Não abuse das gírias, mas escreva, de vez em quando, um e outro termo mais pop. Obviamente, não se esqueça de deixar sua linguagem adequada para o seu público-alvo.

5. Use parágrafos curtos

Lembre-se: você está escrevendo um e-mail, não um livro. Não há motivo para escrever parágrafos longos e cheios de explicações minuciosas.

Seja direto e breve. Escrever parágrafos curtos melhora a escaneabilidade e a própria leitura, deixando-a mais fluente. Numa época tão dinâmica como a nossa, as pessoas prezam mais por leituras rápidas e diretas. Pense sempre nisso na hora de escrever e de editar seu texto.

Agora que você já conhece algumas dicas de copywriting para escrever e-mails que convertem, chegou a hora de partir para a ação! Bora lá escrever seu primeiro e-mail!

Aproveite também e compartilhe este post nas suas redes sociais. Seus amigos vão agradecer pelas dicas!

Powered by Rock Convert

Compartilhe o post:

Tags: , , , , ,

Powered by Rock Convert

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Descubra o que é o leadlovers


Quero ficar atualizado sobre as melhores práticas e dicas do blog Automação de Vendas para melhorar o e-mail marketing. Se você não curtiu, basta cancelar. Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

Siga-nos: