Construa uma marca forte no Linkedin em 2020

Para construir uma marca forte 💪 no Linkedin é necessário entender como ninguém essa plataforma.

Nesse artigo te contamos tudo! 😍

O Linkedin é a maior plataforma de networking digital do mundo, tendo mais de 600 milhões de usuários atualmente, com o foco específico em conectar profissionais.

No Brasil, cerca de 45 milhões de brasileiros usam o Linkedin, sendo o terceiro país em volume de usuários, ficando atrás da Índia e EUA, respectivamente.

Com tantos profissionais acessando a rede diariamente, a plataforma se tornou um ótimo local para se fazer o marketing pessoal ou de sua empresa.

O Linkedin é um espaço onde você pode ampliar sua rede de contatos, compartilhar suas experiências profissionais, fazer negócios, divulgar seus produtos e fortalecer a sua marca no Linkedin.

Quem usa o Linkedin, não está procurando entretenimento, muito pelo contrário! 🤔

Está atrás de conteúdo de cunho profissional, falando sobre tecnologia, economia, inovação, política ou novas tendências de mercado.

Portanto, quando usado de forma correta, o Linkedin passa a ser uma ferramenta poderosa para sua marca pessoal ou de sua empresa.

Afinal, uma marca bem consolidada gera credibilidade, atrai novos negócios e se torna referência no mercado.

Continue lendo para saber como construir sua marca pessoal, ou de sua empresa, de forma sólida no Linkedin. 🤜

Estabeleça seus objetivos

Você deve ter em sua mente, claramente, o que pretende fazer dentro da plataforma.

Qual exatamente é o seu objetivo ao criar e manter um perfil dentro dela?

Pode ser obter mais contatos, ser conhecido em algum nicho de mercado, captar clientes e aumentar as vendas de seus produtos ou serviços. 🤷‍♀️

Após estabelecer suas metas, planeje as ações necessárias para alcançá-las e veja como as ferramentas disponíveis no site poderão ajudá-lo.

Começando pelo básico

A foto de perfil é uma questão importante, pois será a primeira impressão que as pessoas terão ao entrar no seu perfil.

Além disso, o Linkedin tende a não mostrar perfis sem foto nas buscas‼️

Parece óbvio, mas nem todos prestam muita atenção nessa parte quando criam um perfil no Linkedin.

Segundo a própria plataforma, um perfil com foto tem cerca de 200% mais chances de visualizações e cerca de 350% mais chances de receber mensagens.

Procure colocar uma foto de boa qualidade, mostrando você em seu ambiente de trabalho, com as roupas adequadas para aquela função.

Caso o perfil seja empresarial, busque uma imagem da empresa que representa bem o segmento de mercado em que você atua.

Evite fotos de festas, praia, baladas, em roupas de banho ou com óculos escuros.

Outro ponto importante é a capa do seu perfil, aquele espaço que fica logo acima da sua foto.

Você pode colocar uma imagem que esteja alinhada com a sua marca, que remeta ao que você faz, de forma conceitual. 

Isto demonstrará que você teve o cuidado de mudar a imagem padrão do perfil, e quis mostrar algo mais às pessoas.

Saiba quais informações profissionais colocar no perfil

Se você é um empreendedor e quer usar o Linkedin para divulgar suas soluções, deve usar as seções Resumo e Experiência Profissional com sabedoria.

No Resumo, por exemplo, você pode contar um pouco da sua trajetória e finalizar citando seus produtos e serviços. 🤩

Também o seu público-alvo e os resultados que podem ser obtidos.

Já em Experiência Profissional coloque o nome da sua empresa (se você possuir um CNPJ).

E descreva, novamente, os produtos e serviços que estão disponíveis, detalhando um pouco mais o que foi escrito no Resumo. 

Lembre-se de usar as palavras-chave que você acha relevante no seu segmento, tornando mais fácil ser encontrado nas pesquisas dentro do site.

Falaremos sobre isso no tópico Ranqueamento Orgânico.

E não se esqueça das suas experiências anteriores!

Mesmo que você já tenha saído da CLT, elas contribuíram para você se tornar o empreendedor que é hoje.

Acrescente seus trabalhos anteriores descrevendo os cargos e funções que exerceu, os projetos que participou, e outras informações que possam enriquecer seu perfil.

Você pode, inclusive, anexar imagens ou arquivos relacionados a esses trabalhos, trazendo mais credibilidade para seu perfil.

Use e abuse das competências

O campo de Competências de seu perfil também deve ser usado de forma estratégica, pois é onde você poderá incluir as suas principais habilidades, pontos fortes e especializações.

O Linkedin permite que você destaque pelo menos cinco competências, mas pode incluir até 50 palavras e expressões.

É interessante mesclar competências técnicas, comportamentais e especializações da sua área.

Além disso, pessoas com quem trabalhou podem indicar competências suas que acham interessantes, e assim você pode incluí-las no perfil.

Crie seu próprio conteúdo

Todo trabalho de branding no Linkedin pode ser potencializado com estratégias de conteúdo 📰. 

Essas estratégias serão determinantes para o seu posicionamento, criando uma marca sólida e confiável dentro do Linkedin.

Além disso, ao publicar conteúdos relevantes você estará aumentando as chances de atrair as pessoas certas.

Podem ser potenciais clientes, parceiros, fornecedores, entre outros. 

Daí a importância de planejar quais conteúdos serão utilizados, a frequência das postagens, se você irá focar na divulgação orgânica ou usar as ferramentas de anúncios pagos que a plataforma disponibiliza.

O ideal é que você escreva sobre um assunto que já conheça bem, coerente com o segmento que escolheu para seu perfil, e que traga ideias novas.

Além do seu próprio conteúdo, outra maneira de fortalecer sua marca dentro do Linkedin é compartilhar posts de outros perfis, que estejam alinhados com a sua proposta.

É importante manter uma frequência de postagens, no seu perfil ou em grupos que participa, aumentando a visibilidade de seu perfil.

Os resultados podem demorar um pouco para chegar, mas, não desanime, e desenhe uma estratégia de conteúdo a médio e longo prazo.

Networking de qualidade

Que o Linkedin é uma rede voltada para o networking, você já sabe.

Mas você sabe qual o tipo de contato deve ter para criar uma marca sólida e confiável?

Não adianta nada você sair atirando para todos os lados, pedindo contatos sem um critério estabelecido.

Será fracasso na certa!

No Linkedin a quantidade é menos importante do que a qualidade das conexões que compõem sua rede.

O Linkedin possui um algoritmo muito eficiente que você pode usar para buscar pessoas que são relevantes e interessantes para seu segmento de mercado. 

Você também pode seguir pessoas influentes na sua área, buscando contato com elas, seja dentro ou fora do Linkedin.

A própria plataforma já mostra a você contatos que possuem conteúdos alinhados com seu perfil e que valem a pena seguir.

O networking também é fundamental fora da rede, pois encontros presenciais, em eventos de sua área, são a melhor maneira de se mostrar e criar autoridade.

Ranqueamento orgânico

Um perfil bem pensado, focado em um segmento, com conteúdo relevante, e com contatos de pessoas interessantes para sua área é o que se espera de um bom perfil. 

Mas somente isso não garante que ele tenha destaque nas buscas da plataforma ou cresça de forma orgânica.

Para isso existem estratégias de SEO (Search Engine  Optimization), que visam otimizar o perfil e facilitar o seu aparecimento nas buscas. 

Uma das formas que você pode usar é escolher palavras-chaves que serão colocadas em seu perfil.

Quando os usuários do Linkedin pesquisam por algum assunto do seu interesse na plataforma, geralmente, utilizam palavras-chave relacionadas ao tema da busca.

Por exemplo, se uma empresa deseja contratar um palestrante, provavelmente o gestor de RH digitará “palestras” ou “palestrante” no campo de pesquisa.

Portanto, para você ser encontrado por potenciais clientes, deve escolher quais são  as palavras mais indicadas para usar dentro do seu perfil.

Essas palavras deverão aparecer em vários locais como, por exemplo, na sua Headline (descrição profissional), no Resumo, na Descrição Profissional e na lista de Competências.

Assim, aumentarão as chances do seu perfil ficar bem posicionado nas buscas orgânicas feitas na plataforma.

Linkedin Ads

Se você quer um crescimento mais acelerado do seu perfil, ou de sua empresa, precisa usar a ferramenta para anunciar da plataforma, o Linkedin Ads.

Essa ferramenta permite fazer um marketing muito mais efetivo e rentável, conseguindo atingir os profissionais que você quer para seu perfil.

Assim ela impulsiona seu conteúdo e atinge seu público através de mídia paga.

A maior segmentação e os perfis profissionais com dados específicos são uma vantagem para essa ferramenta.

Isso porque você pode direcionar seus anúncios para um público selecionado, seja por profissão, cargo ou local de trabalho.

O Linkedin Ads possui quatro formatos de anúncios:

  • Sponsored Content (Conteúdo Patrocinado): é o anúncio que você faz direto no feed de notícias, aparecendo no desktop, tablet e mobile.
  • Tex Ads (Anúncio em Textos): são anúncios em formato texto, normalmente posicionados na lateral do site, como no Facebook.
  • Dynamic Ads (Anúncios Dinâmicos): são anúncios personalizados de acordo com o perfil do público-alvo, onde pode ser incluída uma CTA, para aumentar o engajamento.
  • InMail Sponsored (Mensagem Patrocinada): consiste em uma mensagem patrocinada que será entregue direto na caixa de mensagens do usuário.

Como vimos, anúncios pagos são vantajosos e muito mais assertivos do que fazer uma estratégia de crescimento orgânico.

No entanto, requerem um investimento financeiro. 

Concluindo, criar um perfil no Linkedin é uma ótima estratégia para fortalecer sua marca.

É importante sair do padrão, construindo um perfil estratégico, personalizando seus relacionamentos com os outros usuários e construindo uma rede de conexões que podem ajudar seu negócio a crescer. 

O Linkedin, usado da maneira correta, será uma ótima vitrine para sua marca, contribuindo para aumentar seus negócios.

Compartilhe o post:

Tags: , , ,


0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Descubra o que é o leadlovers


Quero ficar atualizado sobre as melhores práticas e dicas do blog Automação de Vendas para melhorar o e-mail marketing. Se você não curtiu, basta cancelar. Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

Siga-nos: