Criação de Página de Vendas: Dicas Para Criar Uma e Vender de verdade

A criação de página de vendas é um dos passos inevitáveis para quem quer vender pela internet. Afinal, é nessa página onde estará exposto o porquê de a sua solução ser a melhor para determinado problema.

A Página de Vendas é o local que apresenta seu produto ou serviço. Ou seja, tem o intuito de convencer o visitante a realizar uma compra. Portanto, merece muita atenção e dedicação.

Aqui vamos explicar:

  • A importância da criação de Página de Vendas
  • Página de Vendas x Landing Page
  • 5 Elementos essenciais na criação de Página de Vendas
  • 4 Dicas para criar uma Página de Vendas que converta
  • Exemplificando tudo isso

A importância da Criação de Página de Vendas

A importância da Criação de Página de Vendas
A importância da Criação de Página de Vendas

A criação de página de vendas envolve trabalho intelectual, criatividade e estética, desenhando uma narrativa persuasiva que almeja a conversão. É como colocar todos os seus argumentos de vendas em um único lugar.

Tal página é uma das principais responsáveis pelo aumento de vendas. Pois lida diretamente com potenciais clientes, auxiliando no processo de decisão de compra. 

Através de uma linguagem inclusiva e envolvente, transmita uma mensagem que cative seus leads. De modo a convencer de uma vez por todas a aderir às suas propostas. 

Por tudo isso, entende-se que criar uma página dessas é um processo não tão simples como muitos imaginam. Já que é necessário pensar de maneira inteligente em cada item que a compõe.

Dessa maneira, a seguir você vai entender melhor o que é uma Página de Vendas e conferir algumas dicas para criar uma que realmente converta.

Página de Vendas X Landing Page

Página de Vendas X Landing Page
Página de Vendas X Landing Page

Com a popularização do termo “landing page”, muitas páginas acabam sendo consideradas como tipos diferentes de landing page. Porém, há especificidades que distinguem uma das outras.

Para deixar mais didático, preferimos distinguir esses dois termos. Ambas tem objetivo de conversão. Mas o tipo de conversão em cada uma delas é diferente…

Uma página de vendas, como o próprio nome sugere, é feita para convencer alguém a comprar um produtoLogo, a Página de Vendas dispõe argumentos, depoimentos e uma oferta.

Já uma landing page objetiva o cadastro de leads. Ou seja, captam novos possíveis contatos, almejando criar e nutrir um relacionamento.

Ambos os tipos de páginas estão dentro de qualquer estratégia de Marketing de Conteúdo. Mas estão em etapas diferentes do famoso “Funil de Vendas, que “prepara” os leads para comprarem de você.

5 Elementos Essenciais na Criação de Página de Vendas

5 Elementos Essenciais na Criação de Página de Vendas
5 Elementos Essenciais na Criação de Página de Vendas

1 – EXPOSIÇÃO DO PROBLEMA E DA SOLUÇÃO

Se você tem um negócio, é provável que já tenha investigado e decifrado o problema para o qual a sua solução é desenvolvida. A dor do cliente (dificuldade dele) que você promete sanar com seus produtos ou serviços deve estar explícita em sua Página de Vendas.

Seja através de texto, imagem, áudio ou vídeo, é imprescindível que sejam cobertos todos os pontos que envolvem a sua solução. Explore as dificuldades, necessidades e os anseios que seu público-alvo possa ter.

Criar este conteúdo é um tanto desafiador, mesmo para profissionais especializados. Exercícios como o Mapa de Empatia são úteis para determinar com precisão o que e como deve ser exposto.

Dá só uma olhada no esquema do Mapa da Empatia para entender melhor isso:

Antes de criar a sua página de vendas é preciso preencher todos esses itens pensando no seu público. E se você já tiver preenchido, toda nova vez que for criar uma, revisite e entenda o que você deve exprimir na sua página e em todos os outros conteúdos.

É interessante construir uma narrativa envolvente, mas tente sumarizar em tópicos, usar perguntas-gatilho e personagens. O universo de possibilidades é infinito, e cabe à criatividade dos envolvidos criar uma abordagem convincente.

2 – REFORÇO DOS BENEFÍCIOS

A Página de Vendas objetiva vender, portanto, se dedica integralmente a elucidar as vantagens que seu negócio oferece. Além de demonstrar quais problemáticas são resolvidas, é necessário frisar os benefícios.

Eles podem aparecer em diversos momentos na página, em diferentes formas de apresentação. Explore vocabulários, sinônimos e detalhes para sustentar os argumentos.

Além de diluir esses ganhos por toda a página, é importante concentrar as principais vantagens em um espaço de destaque, listando-os de forma explícita. Utilize cores e formas chamativas para destacar essa seção.

Infográficos, mapas e outros recursos visuais ajudam a expor esses benefícios de forma mais didática. Trabalhe com diferentes frentes para se certificar que todos os aspectos foram esgotados.

3 – PROVA SOCIAL

O processo de convencimento inclui transmitir confiança. Não basta apenas expor a maravilhosa solução que só você oferece, é preciso provar, consolidando a autoridade da sua marca.

A prova social é este espaço que expõe a satisfação de pessoas reais que compraram de você. Esses depoimentos podem ser em forma de citação em texto ou vídeo, desde que sejam verdadeiros.

É evidente que testemunhos dão uma sensação de segurança, e é por isso que eles são mandatórios para uma Página de Vendas. São os elementos que atestam a fidedignidade da sua marca.

Portanto, colete comentários positivos de seus clientes e os disponha nesta página. Mais importante do que o número é a qualidade e veracidade dos depoimentos.

Esses depoimentos podem ser até mesmo os comentários dos clientes nas redes sociais. Como no exemplo abaixo, onde vemos alguns comentários dos clientes aqui da leadlovers:

 

 

4 – OFERTA

“Tá, mas quanto custa?”. Essa é a principal dúvida dos visitantes, e não é por menos. Todos sabemos a importância que o preço desempenha para a decisão dos compradores.

É ideal que os valores não estejam dispostos logo de cara. Primeiro, concentre-se em argumentar a favor da sua solução, provocando o sentimento de necessidade.

De qualquer forma, em algum momento esses números terão que aparecer. Seja claro e direto em suas propostas, sempre reforçando o custo-benefício. Apresente mais de uma oferta, variando a precificação.

Por ser um assunto um tanto desconfortável, é recomendável que se trabalhe a proposta de valor em todos os elementos, destacando as vantagens imperdíveis que você está oferecendo.

Abaixo você pode ver um print de parte de uma página de vendas que usamos aqui na leadlovers:

5 – CTA (Call to Action)

Depois de expor o problema e sua solução, comprovar a eficácia e apresentar as propostas, chegamos no final dessa jornada de persuasão. Toda a Página de Vendas é construída para desembocar neste botão.

O CTA (Call to Action) é o espaço clicável que determina a ação de efetuar a compra. Ele deve estar disposto em contraste com os outros elementos, seja pela cor, forma ou sombra.

O texto do CTA varia de acordo com a realidade de cada empreendimento. Por exemplo, para vender cursos, um bom CTA poderia ser “investir no meu futuro”. Para vender produtos de decoração, talvez um “embelezar meu lar”.

Certamente apenas “comprar” também funciona, afinal o convencimento já foi feito. A sugestão é tentar ressignificar essa ação, focando mais na experiência e menos no trâmite monetário. 

Existem CTAs mais simples e curtos e outros maiores. No CTA abaixo temos uma frase:

4 Dicas para Criar uma Página de Vendas que Converta

4 Dicas para Criar uma Página de Vendas que Converta
4 Dicas para Criar uma Página de Vendas que Converta

1 – Texto Impecável

A redação não pode ser subestimada. Cabe ao texto explanar aberta e diretamente todos os aspectos pertinentes à página. Para tanto, títulos atrativos e textos escaneáveis são recomendados.

Uma titulação chamativa fisga o olhar de quem está navegando, portanto, utilize palavras-chaves fortes logo no início. Determine fontes, tamanhos, espaçamentos e cores diferentes, destacando-os dos outros elementos.

Um texto encantador enfeitiça o leitor, cativando através de construções abstratas. O poder do conceito e da proposta de valor são explorados no texto, que deve ser distribuído em pedaços ao longo da página.

Evite frases muito longas e parágrafos com mais de três linhas. Utilize os recursos negrito, itálico e sublinhado propositalmente. Recomenda-se também o uso de listas, destrinchando blocos em tópicos.

2 – Imagens e Vídeos

Tão determinante quanto o conteúdo em texto, é o conteúdo em imagem. Seja para contextualização, exemplificação, simbolização ou qualquer outro intuito, as mídias visuais são indispensáveis.

Ainda que apareçam apenas como pano de fundo, busque trazer figuras que representam o universo da sua marca. Personagens e objetos coloridos e nítidos ajudam a destacar, enquanto paisagens opacas ou desfocadas dão ambientação.

O audiovisual também desempenha um papel crucial no processo de convencimento dos leads. Aposte na produção vídeo marketing para sintetizar o conteúdo da página.

A produção de vídeo pode exigir mais trabalho, mas o apelo cognitivo e emocional é gritante. Disponha o vídeo logo no início da página, assim, os usuários podem escolher entre assisti-lo ou ler os textos.

Na imagem a seguir vemos um print de uma página de vendas nossa para você ver como inserir vídeos pode ser bastante interessante para a persuasão da sua página:

3 – Design Interativo

A estética da sua Página de Vendas deve ser bem construída, visando impressionar seus visitantes e transmitir profissionalismo. Por isso, invista em um design arrojado, que interaja com o cursor do internauta.

As páginas estáticas já estão atrasadas. Mais do que cores e formas, o que salta o olhar é a interação dos elementos da página. Esse recurso mais sofisticado, porém, não pode sobrecarregar a página.

Para conseguir um resultado excepcional, é recomendável investir em profissionais qualificados de design e programação. Há alternativas de templates pagos e gratuitos, mas com menos alternativas de interação.

Além de elementos que se deslocam de acordo com o cursor e a rolagem da página, há outras formas de promover dinamismo, como figuras que se conectam e cores que se alteram.

4 – Condições Especiais

A página de vendas serve para arrematar compradores, pois redireciona os visitantes  diretamente para o caixa virtual. Por ter esse aspecto decisivo, é indispensável que apresente as possibilidades de pagamento.

Ao expor sua oferta, seja honesto com o verdadeiro valor que será cobrado pelo produto ou serviço. Porém, indique também as condições disponíveis para efetuar a compra.

Aqui cabe parcelamentos e descontos, formas alternativas de pagamento, como aplicativos, transferência e boleto. Outra dica é trabalhar com a ideia de escassez, utilizando um contador regressivo para uma oferta imperdível.

Além de enfatizar as flexibilidades, evidencie que esta é uma chance imperdível, como expor preços “antigos” riscados e estabelecer uma data limite para a oferta.

Oferecer garantia ou teste grátis também é algo que ajuda muito na venda. Olha só abaixo um exemplo disso:

Exemplificando Tudo isso…

Exemplificando Tudo isso...
Exemplificando Tudo isso…

Para ficar mais claro como essas dicas podem ser aplicadas, vamos considerar um empreendimento fictício que venda aulas de programação:

A) O TEXTO

Quer aprender programação de uma vez por todas?

Programar é seu sonho? Então o curso Programação Acessível é a solução que você tanto esperava.  Com uma didática simplificada, você começa do zero e se torna mestre em programação em apenas seis meses.

Com o mercado da Tecnologia da Informação se expandindo cada vez mais, chegou a hora de você se inserir neste setor e mudar o rumo da sua carreira. Comece hoje a escrever códigos de softwares, jogos, sites, e outros produtos digitais.

B) A IMAGEM

Plano de fundo com linhas de códigos binários, nas cores azul e verde, com efeito de blurred glass. Texto disposto com espaçamento generoso.

Ao lado, uma imagem nítida e recortada de uma pessoa digitando em um computador. Abaixo, figuras representativas das competências trabalhadas no curso.

Imagens em close-up de dedos digitando em um teclado e a tela preta se preenchendo com códigos coloridos. Fotos de clientes satisfeito com citações.

C) O DESIGN

O design deve acompanhar o estilo futurista da página, seguindo a estética de cores frias, letreiros de neon e bordas suavizadas. A interação com o cursor e a rolagem da página podem expandir/comprimir formas geométricas, mudar a cor de uma seção, desvanecer textos, etc.

É importante prezar pela leveza do site, não deixando-o sobrecarregado. Trabalhe com o minimalismo, espaçamento generoso e uso inteligente de ícones para representações.

D) AS CONDIÇÕES

Apresente diferentes modalidades, variando a extensão/profundidade do curso. Possibilite o parcelamento do valor total pelo tempo de duração do curso, apresentando números mais baixos.

Por exemplo, ao invés de “Curso Programação Acessível por R$1500,00”, prefira “Curso Programação Acessível por 6x R$250”.

Outra estratégia válida é disponibilizar versões deluxe, isto é, mais sofisticadas. Neste exemplo, uma possibilidade seria oferecer uma mentoria personalizada para além das aulas, ou incluir um planejamento de portfólio.

Assim, seus visitantes terão variedade de preços e serviços, aumentando as chances de fechar negócio. Aos que decidirem pelo preço menor, terão a noção de que estão fazendo uma escolha econômica.

Já para os que escolherem a versão de luxo, terão certeza de que estão adquirindo algo de alta qualidade.

Para fechar as nossas dicas, dá só uma olhada nesse vídeo que o nosso webdesigner preparou para te ajudar ainda mais a vender com a sua página de vendas:

Conclusão

Agora que você sabe como criar uma página de vendas que realmente cumpre a missão dela, que tal dar um passo antes disso e garantir os seus leads? Leia o nosso artigo sobre landing page: “Criação de landing page: Como criar a sua primeira do jeito certo” e arrase na sua estratégia de Marketing.

E qualquer dúvida que tiver, estamos aqui para responder.

 

 

Compartilhe o post:

Tags: , ,


0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Siga-nos: