As 4 principais fontes de tráfego conversivo para sites e blogs

Fontes de tráfego são como oxigênio. Sem elas um negócio online não sobrevive.

Por isso, deve-se usar as melhores estratégias e ferramentas que auxiliam nesse processo e garantam a presença da sua empresa na rede.

Com base nisso, separamos para você alguns modelos que se destacam pela consistência e resistência às diversas atualizações que acontecem na internet todos os dias.

Vamos lá!

Fontes de Tráfego - As 4 principais fontes de tráfego conversivo para sites e blogs
As 4 principais fontes de tráfego conversivo para sites e blogs

Por que o Google deve ser seu foco principal entre as fontes de tráfego?

Dentro do marketing digital, quando o assunto é geração de tráfego para sites ou blogs, logo, presume-se que o buscador Google seja o alvo da maioria dos empreendedores, já que é possível conseguir ranqueamento nele de graça.

Fontes de Tráfego - Por que o Google deve ser seu foco principal entre as fontes de tráfego?
Por que o Google deve ser seu foco principal entre as fontes de tráfego?

Isso tudo graças a avançada tecnologia de rastreamento e indexação, que todos os dias vem melhorando sua performance.

Por isso hoje, tudo que você faz na sua página é encontrado e indexado mais rapidamente pelo Google – se estiver bem otimizado, claro.

Além de que, os usuários preferem usar esse buscador para fazer pesquisas e compras, não outros.

Isso nos leva diretamente ao primeiro modelo de tráfego.

Tráfego orgânico: sua marca posicionada gratuitamente no Google

Esse é o tipo de tráfego onde você não precisa pagar ao Google para ficar bem posicionado e visível nos primeiros resultados.

A estratégia adotada aqui é o marketing de conteúdo aliado com as estratégias de SEO – as mais eficientes na arte de fazer negócios pela internet.

Fontes de Tráfego - O tráfego orgânico: sua marca posicionada gratuitamente no Google
Tráfego orgânico: sua marca posicionada gratuitamente no Google

Como aplicar

Muito simples.

Basicamente a estratégia se resume em criar conteúdo extremamente relevante para a audiência que você pretende conseguir no nicho do seu site.

Fontes de Tráfego - Como aplicar o tráfego orgânico
Tráfego orgânico: Como aplicar

Ex: se você domina algum assunto com bastante demanda no mercado, igual adestramento de cães ou saúde esportiva, pode criar artigos, e-books e vídeos bem completos para satisfazer a necessidade desse público.

Para saber mais sobre os formatos e técnicas de produção de conteúdo, faça o curso gratuito da Universidade Rock Content.

Ora, quer coisa melhor que garantir presença para seu negócio nas pesquisas do maior buscador do mundo sem pagar nada? As vantagens disso são notavelmente excepcionais.

Tráfego pago: para quem quer resultados rápidos

Este modelo é aquele que atraímos usuários para nosso site, principalmente, através de campanhas com links patrocinados, como por exemplo: Google Adwords, Youtube Ads, Facebook Ads, Bing, Taboola, Linkedin Ads, Outbrain e muitos outros.

A grande vantagem aqui são os resultados expressivos que podem surgir rapidamente, em questão de horas, seja para venda de algum produto/serviço, ou simplesmente geração de leads.

Fontes de Tráfego - Tráfego pago: para quem quer resultados rápidos
Tráfego pago: para quem quer resultados rápidos

Mas tem um detalhe: você já deve ter seu conteúdo pronto – independente do formato em que se encontra, para que quando o usuário entrar na sua página ele já possa realizar alguma ação que você esteja esperando.

Quando você utiliza esse modelo, você paga para ter posições privilegiadas em relação aos seus concorrentes, facilitando assim, o retorno mais rápido para sua empresa.

É claro que também são menos duradouros, pois você precisa desembolsar bastante para ficar em primeiro lugar sempre, sendo este, o principal fator que leva a maioria dos empreendedores a investir em conteúdo com SEO.

Mas mesmo assim, tráfego pago é válido e vantajoso.

Como aplicar

Para usar o tráfego pago com eficácia, você deve estudar adequadamente a sua persona, como funcionam as plataformas que oferecem estes serviços e o tipo de segmentação de cada uma delas.

A nossa principal dica para converter ainda mais nesse modelo é usá-lo em conjunto com o tráfego orgânico, pois existem usuários que não gostam de anúncios e preferem buscar informações primeiramente em blogs, para tentar fugir de propaganda.

Fontes de Tráfego - Tráfego pago: Como aplicar
Tráfego pago: Como aplicar

Se nesse meio termo, o seu site estiver bem posicionado, há grandes chances de que seu negócio seja reconhecido como autoridade, aumentando as chances de visita e consequentemente conversão.

Além de que no tráfego pago, você também consegue deixar uma carta na manga, chamada de remarketing.

Nela, cada vez que alguém clica no seu anúncio, um cookie (metadado informativo) é gravado no computador do usuário e cada vez que este visitar algum site relativo ao tema que estava procurando, o seu anúncio – com a URL do seu site – aparecerá.

Uma subestratégia que também se aplica dentro do tráfego pago e que pode garantir ótimos resultados no curto-médio prazo é o email marketing.

Através dela você tem a oportunidade de usar anúncios para levar os visitantes diretamente à sua página de captura – landing page – e com isso, capturar e usar o email do usuário para mantê-lo interessado (nutrição de leads) no seu negócio até a etapa de vendas, ou aquela que lhe interessa mais.

Normalmente fazemos esse processo com modelos de máquinas já prontos, usando a Leadlovers.

Tráfego direto: de visitantes desconhecidos a fãs

Esse é um modelo bem bacana de ser estudado, apesar de ser pouco divulgado e comentado.

Os usuários que fazem parte desse modelo são aqueles que digitam logo de cara o URL do seu site na barra de endereço do navegador, sem passar por resultados orgânicos ou anúncios.

Promissor, hein?!

Fontes de Tráfego - Tráfego direto: de visitantes desconhecidos a fãs
Tráfego direto: de visitantes desconhecidos a fãs

Para isso ser feito dessa maneira, a marca da sua empresa já deve estar bem memorizada na mente do público alvo, através do trabalho com branding, que é a gestão e propagação de marca.

Grandes marcas como Coca-Cola usam exageradamente essa estratégia para fixar a marca e a necessidade do produto na mente das pessoas, espalhando vários tipos de mídia em todos os lugares.

Para atrair esse tipo de tráfego você deve “apenas” fortalecer a presença da sua marca usando os modelos 1 e 2, com os mais variados canais de divulgação.

Tráfego direto é uma das fontes de tráfego mais eficazes, uma vez que o público alvo já conhece seu produto/serviço e está apenas em uma fase de decisão ou comparação antes de fechar negócio com você.

É um grande potencial e merece ser explorado.

Tráfego social: interesses pessoais podem virar negócio

Uma das estratégias mais efetivas para engajamento e alcance é o uso das redes sociais.

Nesse modelo temos uma presença massiva de potenciais clientes, que se forem captados e engajados do jeito certo, com certeza beneficiarão rapidamente seu projeto.

Pra você ter uma ideia, no meio corporativo, os usuários que têm um perfil em pelo menos uma delas, atualizam seus dados constantemente.

Fontes de Tráfego - Tráfego social: interesses pessoais podem virar negócio
Tráfego social: interesses pessoais podem virar negócio

Além disso, o compartilhamento dos conteúdos com os próprios amigos – Facebook, Instagram – aumenta o branding do negócio em nível exponencial, podendo virar consumidores e também divulgadores só pelo fato de gostar do que você compartilhou.

Temos também o fator do tempo, em que as pessoas passam nas redes sociais, que hoje em dia – 2018, quase triplicou em relação a 2016.

Mas cuidado, tenha em mente que a maioria dos empreendedores não sabem como atrair a atenção do público nelas, pois já tem muito conteúdo de distração e falta criatividade.

Por isso, a dica é utilizar conteúdo subtemático que envolva o seu negócio de forma estratégica, e se possível engraçada ou que envolva novidades, sem menções de propaganda. Simplesmente conteúdo que interessa e engaja o público que você procura.

Por exemplo, posts no Facebook sobre as vantagens de usar roupas de algodão (caso você tenha um negócio na área) ou menções no Linkedin, sobre os benefícios para clientes que usam seu aplicativo de finanças. Ambos com um link de apontamento à sua página.

Conclusão

Fontes de Tráfego - Conclusão
Conclusão

Estude a fundo sua persona, esse é o princípio básico para testar e usar as mais variadas fontes de tráfego na internet.

Entenda que atualmente, só no Brasil, existem mais de 140 milhões de acessos à internet todos os meses – cerca de 70%, de ambos os dispositivos, com ênfase para o mobile (celular).

Então, creio que vale a pena investir em tráfego, não?

Deixe seu comentário!

 

Natanael de Souza é analista de marketing digital, com especialização internacional em SEO, marketing de conteúdo, inbound marketing, Google Tools e links patrocinados. Além de criador do site Marketing Mestre.
Linkedin

Facebook

 

Compartilhe o post:

Tags: , , , , , , , ,

Saiba Como Automatizar Suas Vendas!

Aprenda a automatizar suas vendas e foque no que realmente importa.


Quero ficar atualizado sobre as melhores práticas e dicas do blog Automação de Vendas para melhorar o e-mail marketing. Se você não curtiu, basta cancelar. Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Siga-nos: