Google Analytics: o que é, e o que devo analisar na ferramenta?

O Google Analytics é uma ferramenta disponibilizada pelo Google e permite o acompanhamento e a mensuração de dados de um site. Atualmente, é a melhor, maior e mais usada ferramenta para gerenciamento de qualquer movimentação que um usuário faça em seu site.

Além disso, é totalmente grátis. Até tem uma versão paga, mas que somente é utilizada por grandes empresas, pois a gratuita atende perfeitamente a qualquer necessidade, sendo possível gerar mais de 80 tipos de relatórios diferentes, com uma infinidade de métricas e dados.

A relevância do Google Analytics
Saiba como o Google Analytics pode ser relevante

O Google Analytics é tão importante que é praticamente uma obrigação que todo site tenha o código na sua programação. Com ele, a ferramenta faz um rastreio do comportamento do visitante, desde a origem da visita, se foi de outro site, busca orgânica, redes sociais ou e-mail marketing, até a navegação pelas páginas e as conversões.

Quanta informação, não é mesmo? Mas fique tranquilo, pois elaboramos este post para te explicar, em detalhes, tudo o que é possível fazer com o Google Analytics e quais dados devem ser analisados. Confira!

A importância do Google Analytics

Todo projeto a ser desenvolvido no marketing digital, como em qualquer outra área, se inicia com um bom planejamento estratégico. Pois bem, agora, imagine que você tem tudo organizado, objetivos e ações definidos e o planejamento sendo desenvolvido. Como você faz para analisar se os objetivos estão sendo alcançados?

Apenas verificar a quantidade de visitas no site, em relação a quantas conversões foram feitas, trará pouca informação. Será que suas estratégias funcionaram? Será que o investimento que você fez em Google AdWords ou naqueles anúncios no Facebook deram algum retorno?

Estude o Google Analytics
A importância do Google Analytics

Essas são questões importantes que devem ser avaliadas. Afinal, ninguém quer jogar dinheiro fora, não é mesmo? Pelo Google Analytics, é possível saber o que está dando certo, como também saber o que não está gerando resultados satisfatórios e deve ser revisto ou deixado de lado.

Além de números, planilhas e gráficos, o Google Analytics permite que você conheça melhor o público do seu site e o comportamento que ele tem durante a navegação. Continue a leitura que ainda vamos explicar detalhadamente como verificar tudo isso.

As principais métricas do Google Analytics

No primeiro contato com o painel de administrador do Google Analytics, é normal se sentir um pouco perdido com tantos menus e informações disponíveis. As dúvidas sobre o que é relevante ou não começam a surgir. Por isso, é importante que você conheça as principais informações, saiba de que forma poderá usar os dados fornecidos e, aí sim, avalie o que é importante de acordo com os seus objetivos.

Por exemplo, se você está investindo em campanhas pagas, é importante saber se as visitas do seu site estão vindo desses canais em que houve investimento. Assim, procure pela origem/mídia no Google Analytics e você saberá quantas conversões seus anúncios fizeram.

Preparamos para você uma explicação das principais métricas e como você pode utilizá-las:

Métricas de visitas e visitantes no Google Analytics
Análise a métrica de visitas e visitantes

Visitas e visitantes únicos

O número de visitas indica quantas vezes o site foi acessado, já o número de visitantes vai te mostrar quantos visitantes únicos entraram no site, ou seja, se uma pessoa entrou duas vezes no seu site, você tem um visitante e duas visitas.

Agora, veja por que isso é importante. Saber o número de visitantes únicos indica se o seu site está atraindo novos potenciais clientes. Saber que esses visitantes estão entrando mais de uma vez no seu site, mas ainda não converteram, pode indicar que gostaram do site, mas não encontraram o que queriam ou não estão totalmente convencidos.

Duração média da sessão

O tipo de site que você tem define se é importante que o usuário fique muito ou pouco tempo nele. Chamamos esse acesso de sessão — e você verá muito essa palavra no Google Analytics.

Se o seu site é um blog ou tem como foco o conteúdo, você precisa de um tempo de sessão mais longo. Por outro lado, se o seu site tem como finalidade a venda, principalmente de produtos, talvez seja mais interessante que as conversões se realizem rapidamente e que o usuário consiga navegar de forma rápida até chegar à última página da transação.

Visualizações de página por sessão

Essa métrica vai te mostrar uma média de quantas páginas do seu site são visitadas por cada sessão/visita. A importância dessa informação está relacionada à experiência que o usuário tem no seu site. Se ele está gostando, a tendência é visitar muitas páginas e continuar navegando; se a experiência é ruim, ele pode sair sem que haja nenhuma navegação.

Visualização de páginas no Google Analytics
Visualização de páginas por sessão

No entanto, dependendo do tipo de site que você tenha, essa métrica pode ser interpretada de forma diferente. Suponhamos que você fez um anúncio de um serviço específico que você realiza e o link no anúncio leva diretamente à página do serviço onde está o formulário de contato. Nesse caso, se você notar a navegação para outras páginas, isso pode indicar que o usuário se interessou pelo que continha no anúncio, mas não pelo serviço oferecido na página de destino.

Taxa de rejeição

A métrica que provoca pânico, mas que nem sempre é negativa. Como citamos, se o visitante entrou no seu site por um anúncio, ele foi direcionado para a página de destino que deveria interessá-lo, e ali mesmo ele pode conseguir as informações de que precisava, sem haver uma navegação.

A taxa de rejeição é contabilizada quando há esse tipo de acesso, sem que haja a navegação para uma segunda página. Mas, na verdade, o seu site não foi rejeitado, compreende? Tudo depende do tipo de site que você tem e das suas estratégias.

Recursos do Google Analytics
Taxa de Rejeição

Origens de tráfego

Essa é uma das principais métricas do Google Analytics, pois ela mostra de onde o visitante do seu site está vindo. As origens podem ser de tráfego direto (quando o usuário digita o endereço do site no navegador), links de outros sites, buscas orgânicas do Google ou outros buscadores, redes sociais, e-mail marketing e campanhas pagas, como Google e Facebook Ads, por exemplo.

No Google Analytics também é possível saber se os visitantes utilizam desktop ou dispositivos móveis, que tipo de aparelhos possuem, a localização geográfica, seus interesses e, inclusive, saber em tempo real quantas visitas há no momento da sua pesquisa.

E você, quer saber mais sobre o Google Analytics e outras ferramentas? Então leia nosso guia sobre Marketing Digital: tudo o que você precisa saber!

Compartilhe o post:


0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Descubra o que é o leadlovers


Quero ficar atualizado sobre as melhores práticas e dicas do blog Automação de Vendas para melhorar o e-mail marketing. Se você não curtiu, basta cancelar. Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

Siga-nos: