As Melhores Dicas para Ter Landing Pages que Convertem (Com Exemplos)

Você quer saber o segredo que há por trás das landing pages que convertem de verdade? Sim? Então, você precisa obter uma chave…

Uma chave que permite que você abra um cofre secreto dentro do qual encontra-se uma verdade surpreendente. 

Mas, calma…

Se você chegou até esse artigo, certamente entendeu que toda e qualquer estratégia de Marketing de Conteúdo bem-sucedida passa pela conversão dos visitantes da sua página.

Ou seja, passa pela habilidade de atrair as pessoas a ponto de fazer com que realizem uma ação… A ação esperada por você.

Esse é, sem dúvida, um ponto para o qual poucos dão atenção, mas que todo mundo deveria compreender e se preocupar.

Quer fazer parte da minoria e usar isso a seu favor?  Basta continuar a leitura…

No decorrer do conteúdo de hoje, você compreenderá tudo o que precisa para começar a transformar visitantes em leads e leads em clientes definitivos… Com a ajuda de landing pages incríveis. 

Preparado?

Recapitulando: O que são Landing Pages? 

Recapitulando: O que são Landing Pages? 
Recapitulando: O que são Landing Pages?

O cofre continua fechado, ok? Pois antes de conhecer os segredos das landing pages, é necessário entender o que de fato elas são. 

Afinal de contas, você sabe mesmo o que é uma landing page? 

Antes de mais nada, gosto de deixar claro que as landing pages também são chamadas de “páginas de captura” ou “páginas de conversão”. Portanto, se ouvir esses termos já sabe que se trata do mesmo assunto, ok?

Uma landing page (ou “página de captura” ou “página de conversão”) nada mais é do que uma página online que serve para fazer o visitante tomar uma decisão

Mas qual decisão seria essa? Bem, isso depende do objetivo que você pretende alcançar com a sua landing page.

Pode ser uma captura de e-mails ou pode simplesmente servir como uma etapa de pós-venda do seu produto.

Isso quer dizer que o tipo de oferta da landing page varia de acordo com a etapa do seu Funil de Vendas

Portanto, fique atento ao que você busca com cada uma que criar…

Pretende começar a transformar visitantes em leads? Quer segmentar melhor a base de contatos que já possui? Busca priorizar apenas os leads mais “quentes”?

Não importa o intuito, as landing pages são excelentes ferramentas para um bom plano de marketing.

E mais

A propósito, se você prestar atenção irá perceber que as landing pages não possuem “menu” ou outros botões que levam o visitante para outro lugar. Diferentemente dos sites corporativos e blogs, por exemplo.

O motivo? Simples, a função delas é que o visitante tenha apenas duas escolhas ao acessá-la: Se cadastrar na página ou fechá-la.

Logo, não há distrações. A landing page se limita em encaminhar os visitantes até a próxima etapa, que é a de se tornar um lead, por exemplo.

Para entender ainda mais sobre criação de landing pages, leia o nosso conteúdo completo sobre o tema: “Criação de Landing Page: Como Criar a sua Primeira do Jeito Certo”.

ATENÇÃO: Landing Pages não são Páginas de Venda

Mas ATENÇÃO: Landing Pages não são Páginas de Venda
Mas ATENÇÃO: Landing Pages não são Páginas de Venda

Não se preocupe, agora você está bem próximo de obter a chave prometida no início do artigo a respeito dos segredos por trás das landing pages.

Respire fundo.  Pronto?

Como você já sabe o que é uma landing page, é preciso ter claro também o que não é uma landing page…  Pois o foco está no CTA (Call to Action), ou seja, na tomada de decisão do visitante.

Desse modo, tenha em mente a seguinte ideia: Landing pages não são páginas de venda. 

As landing pages têm o objetivo de transformar visitantes em leads. Já as páginas de vendas têm o objetivo de vender um produto, como o próprio nome já diz.

Em uma landing page você irá ofertar algum conteúdo gratuito (chamado de “material rico” ou “isca digital“) em troca dos dados do visitante. Como o nome e o e-mail dele.

Ao oferecer tais dados, o visitante se torna o que chamados de lead. A partir daí, você pode começar a construir relacionamento com esse lead através de e-mail marketing.

Já em uma página de vendas é o seu produto pago que será ofertado. A intenção dela é que o visitante se torne um comprador.

Apesar de existir essa diferença crucial, muitas pessoas usam esses termos erroneamente.

Se quiser aprender mais sobre página de vendas, leia o no nosso artigo “Criação de Página de Vendas: Dicas para Criar Uma e Vender de Verdade”.

5 Dicas que são a Chave para Entender as Landing Pages que Convertem 

5 Dicas que são a Chave para Entender as Landing Pages que Convertem 
5 Dicas que são a Chave para Entender as Landing Pages que Convertem

Se você chegou até aqui, significa que está pronto para enfim receber a chave, abrir o cofre secreto e entender os segredos das landing pages que convertem.

Você está pronto? Certeza? Então vamos lá… 

Confira agora 5 dicas incríveis para criar landing pages que convertem:

1 – O Texto não Precisa estar Necessariamente bem Escrito…

1 – O Texto não Precisa estar Necessariamente bem Escrito...
1 – O Texto não Precisa estar Necessariamente bem Escrito…

Esse é um ponto interessante e, embora seja a primeira dica, talvez seja a dica mais importante de todas.  Então fique atento… 

Quando dizemos que o texto não precisa estar necessariamente bem escrito, é preciso entender uma coisa: Isso não significa dizer que o português é um quesito irrelevante ou qualquer coisa do tipo.

Pense com a gente: Você já se perguntou o porquê de tantas landing pages não serem realmente bem redigidas? Não é curioso ainda assim possuírem altas taxas de conversão?

Isso acontece porque quem escreveu o texto (o copywriter da página), se esforça para conhecer o funcionamento da cabeça do visitante, isto é, a mente do seu público-alvo

E, veja bem, não é necessário ser psiquiatra ou psicólogo para entender isso. Para tanto, basta estudar com certa profundidade essa temática. Alguns assuntos essenciais são: gatilhos mentais copywriting

Aliás, você deve estar cansado de ouvir falar sobre eles, não é mesmo? Ainda assim, procure entender de verdade e adapte para o objetivo do seu negócio.

Quer um exemplo bobo que costuma funciona? Use letras maiúsculas no início de cada palavra.

Sim. A boa e velha tática de Escrever As Palavras Utilizando Letras Maiúsculas parece gerar um resultado de pelo menos 80% no aumento da taxa de cliques da sua landing page

Mas não exagere. O excesso de palavras escritas dessa maneira a longo prazo faz o leitor se afastar e não continuar dentro da sua página, ok?

Faça isso apenas nas partes mais importantes da página. Bom senso sempre.

2 – Destaque o conteúdo mais importante dentro de um espaço único na página

2 – Destaque o conteúdo mais importante dentro de um espaço único na página
2 – Destaque o conteúdo mais importante dentro de um espaço único na página

Entenda que o design caminha de mãos dadas com a utilização das palavras dentro de um espaço, seja ele online ou físico. 

É curioso, pois essa é uma das viradas de chave do marketing digital dos últimos anos. 

No entanto, ainda existem aqueles que não se preocupam com esse aspecto.

Não dê atenção para essas pessoas.  Texto e imagem são igualmente importantes numa estratégia de marketing. 

Por isso, ao inserir uma caixa destacada em volta de um formulário para o usuário digitar o seu e-mail, suas chances de conversão aumentam.

Parece um detalhe bobo, mas você automaticamente aumenta de maneira significativa a conversão da sua landing page. 

Não se engane. Faça essa experiência agora mesmo

Um texto destacado dentro de um quadro consegue chamar muito mais a atenção em relação ao texto não destacado.

Todo e qualquer designer entende a importância desse elemento. E essa é justamente a razão pela qual você deve utilizá-la sem qualquer medo ou desconfiança.

Assim, quando devidamente bem feita, ela simplesmente funciona. E o visitante da sua página agradece. 

Embora isso pareça algo simples e irrelevante, a sua utilização é suficiente para alavancar as suas conversões.

O que está esperando? Se você quiser converter seus visitantes em leads, você vai precisar disso. 

Resumindo: Recomendamos (muito) que você contrate um webdesigner experiente para te ajudar a construir landing pages que realmente conectem com o seu público. Caso não seja possível, você pode começar utilizando construtores de páginas,  como o que você encontra dentro da leadlovers.

3 – Utilize setas para guiar o visitante e fazê-lo tomar uma ação

3 – Utilize setas para guiar o visitante e fazê-lo tomar uma ação
3 – Utilize setas para guiar o visitante e fazê-lo tomar uma ação

Imagine que você esteja perdido no meio da estrada…Conseguiu imaginar? 

Agora imagine que ela te leva em direção a uma bifurcação. Isto é, em direção a uma rota na qual dois caminhos distintos se apresentam: direita e esquerda. 

Ocorre que um dos caminhos que você deve seguir está marcado com uma seta.

Sim. Ela está apontando a direção para a qual você deve se direcionar para continuar a sua aventura.

Pronto! Ainda que por um momento você tenha ficado perdido, a seta te ajudou a entender o caminho previamente planejado na viagem. 

Quando você está perdido sobre a sua própria rota, é mais fácil encontrá-la com setas apontando a direção correta, não é mesmo?

Isso também acontece na sua landing page. 

Você não acha que o visitante terá uma probabilidade maior de completar uma determinada ação na medida em que ele for direcionado para ela?

Pois então.  Utilize as setas da forma correta e esteja a par da ação a ser realizada pelo visitante na sua página.

O cérebro humano foi treinado desde cedo a seguir a direção das setas. Mas cuidado: Não exagere ou abuse de setas de maneira aleatória.

Afinal de contas, é preciso ficar atento ao fato de que chamar atenção para absolutamente qualquer coisa acaba não chamando atenção para nada.

Anotou? Então vamos seguir para a próxima dica. 

4 – Utilize bem os espaços em branco e deixe o visitante respirar 

4 – Utilize bem os espaços em branco e deixe o visitante respirar 
4 – Utilize bem os espaços em branco e deixe o visitante respirar

Antes de qualquer coisa, você precisa entender que espaços em branco não são evidentemente espaços da cor branca, mas simplesmente espaços vazios. 

Os espaços vazios estão relacionados ao design da sua landing page e, portanto, integrados à escaneabilidade da página. 

Isso significa que o visitante não pode ficar perdido no meio das informações contidas na sua landing page.

Desse modo, ele precisa conseguir visualizar o conteúdo de maneira adequada. 

Fique atento. O espaço vazio entre os elementos não parece grande coisa, mas são extremamente importantes.

Eles servem para deixar o leitor respirar e entender tudo de maneira clara.

Não leve em conta esse detalhe e sua página logo vai parecer um grande bloco de informações cujo conteúdo irá apenas dispersar as pessoas. 

Além disso, esses “respiros” servem, sobretudo, para criar unidade de conteúdo.

O nosso cérebro possui uma tendência a agrupar objetos reunidos numa mesma unidade com base no espaço vazio entre eles.

Interessante, não?  Esse aspecto visual está ligado ao princípio de proximidade.

Isso significa que as coisas ou objetos próximos uns aos outros tendem a ser entendidos por nós como idênticos. 

Por exemplo:

Caso você insira a sua CTA próxima ao texto, ela certamente perderá o seu destaque natural. 

Não duvide. 

Dessa forma, o simples fato de você delimitar o espaço ao seu redor da chamada irá torná-la mais atrativa.

Perceba aqui mais uma vez o design e o texto caminhando juntos como se fossem irmãos.

Essa noção visual deve ser utilizada para fins de organização das informações em blocos de acordo com os espaços em branco que as separam.

Portanto, é sempre importante destacar aquele ponto para o qual você pretende direcionar o seu visitante na página. 

Que tal aplicar agora mesmo essa dica na sua landing page?  Tenho certeza que fará uma enorme diferença nos resultados da sua.

5 – Maximize a sua CTA com um Suporte bem feito 

5 – Maximize a sua CTA com um Suporte bem feito 
5 – Maximize a sua CTA com um Suporte bem feito

Entenda que toda e qualquer decisão do usuário na sua landing page não será feita de qualquer maneira.

Ele sempre estará tentando antecipar o que poderá acontecer depois do clique numa determinada CTA.

Por esse motivo, a sua “chamada para ação” deve ser curta de modo a fazer com o que o texto possa caber adequadamente dentro do botão. 

Pense como se você fosse o próprio visitante da página. 

A virada de chave está na segunda linha cuja, descrição venha a reforçar a primeira.  

Por exemplo:

Se você reforçar benefícios para o usuário ceder seu e-mail, ao longo de sua landing page, as suas chances de conversão serão bem mais altas.

Afinal, ele não vai te fornecer informações sem uma garantia significativa. 

Você deve transmitir todos os benefícios dos quais o visitante poderá usufruir caso deseje fornecer os seus dados. 

No entanto, não fale a respeito de benefícios inexistentes.

Atente-se para as vantagens reais e tão logo você terá convertido aquele visitante em lead. 

Elementos como o título (também chamado de headline) ou mesmo o texto contendo detalhes sobre aquilo que ele irá receber vão te ajudar a captar e manter vivo o fluxo de informações. 

Mas atenção: 

No momento da decisão final (ou seja, colocar o e-mail e clicar no botão), você vai precisar de uma ajuda externa. 

Não se preocupe, não é nada de outro mundo, pois é justamente aqui onde aparecer o que chamamos de “credibilidade social” ou simplesmente “prova social”. 

A utilização dessa ferramenta serve para comprovar a qualidade do seu trabalho, bem como a autoridade que você tem sobre ele.

As pessoas são naturalmente céticas e desconfiadas sobre aquilo que elas desconhecem, Isso porque o cérebro humano tende a lidar melhor com coisas comprovadas.

Sendo assim, utilize depoimentos

Ao utilizar o depoimento perto da sua CTA, você ajuda o usuário a se livrar de todas e quaisquer barreiras psicológicas que venham a impedi-lo de tomar a ação.

Utilize, caso seja possível, o depoimento de uma personalidade relevante do seu segmento. Isso serve para reforçar o valor daquilo que você está oferecendo para o visitante da página. 

Não ignore esse ponto. Quando o usuário se depara com o depoimento de uma pessoa com autoridade num determinado nicho, a chave é automaticamente virada. 

Autoridade é tudo.

Todas essas estratégias são extremamente úteis se você busca realizar uma chamada a fim de gerar impacto.

E não só isso, mas ao mesmo tempo pretende indicar qual é o tipo de serviço, produto ou recompensa oferecidos. 

E então?  O que você pretende fazer com essas dicas de ouro? 

Agora que os segredos foram devidamente revelados, você está pronto para aplicá-los na sua landing page. 

Confira agora 4 exemplos de landing pages para usar como inspiração no seu produto. 

Landing Pages: 4 Exemplos para Você se inspirar

Landing Pages que convertem: 4 Exemplos para Você se inspirar
Landing Pages: 4 Exemplos para Você se inspirar

Você entendeu bastante coisa a respeito de landing pages, mas ainda resta saber como elas funcionam na prática, afinal saber um pouco mais, nunca é demais, certo? 

Veja só! 

Exemplo 1 – Viver de Blog 

Exemplo 1 – Viver de Blog 
Exemplo 1 – Viver de Blog

Perceba como essa landing page contém todos os elementos mencionados nas dicas.

O encapsulamento, isto é, o uso do quadro para destacar a CTA, até mesmo a utilização da prova social com o depoimento de uma autoridade do nicho da página.

Outro aspecto importante a ser destacado é o seguinte:  O uso correto dos espaços em branco visando tornar a escaneabilidade da página única e atrativa para o visitante. 

E, por último e não menos importante, a utilização das palavras com letras maiúsculas.

Isso torna a leitura mais acentuada, agradável e interessante. 

Exemplo 2 – Escola de Sites

Exemplo 2 – Escola de Sites
Exemplo 2 – Escola de Sites

Nesse segundo exemplo, você pode notar o uso correto da seta indicando a CTA “Quero ser avisado”, servindo como captura de e-mail e número do telefone.

Observe também a maneira como as cores foram usadas de forma atrativa na página, visando chamar a atenção do visitante. 

Não há menu, nem sidebar, mas apenas a mensagem sobre as vagas esgotadas combinada com a chamada para a ação

Outro aspecto importante diz respeito ao uso da prova social sobre a qual falamos no artigo. 

Aqui, os depoimentos dos alunos em vídeo servem para deixar o visitante ciente acerca da autoridade e da confiabilidade que ele deve depositar no curso.

Exemplo 3 – Rock Content 

A Rock Content costuma criar grandes formulários para a captura de leads através das suas landing pages. 

Isso tem a parte boa e a parte ruim.

A parte ruim de pedir vários dados para o visitante é que quanto mais informações você pede ao usuário, maior é a probabilidade de ele desistir tomar a decisão.

A parte boa é que, assim, você garante que provavelmente apenas pessoas realmente interessadas no conteúdo irão se inscrever. E o melhor: Você tem muito mais dados para segmentar sua base de leads de acordo com a realidade delas.

Não existe receita de bolo. É você que deverá analisar qual faz mais sentido para o seu momento e para o seu público. Além, é claro, de considerar qual o objetivo que de determinada landing page possui.

Para quem ainda é iniciante na arte de criar landing pages, acredito que menos é sempre mais. Porém, depois, quando seu negócio crescer mais, você sentirá a necessidade de filtrar melhor os diferentes públicos que se interessam pela sua solução.

Outro ponto interessante dessa landing page da Rock: Mais uma vez é possível observar o uso dos quadros servindo para destacar o conteúdo importante.

Isso sem contar a utilização de negrito no texto, evidenciando as palavras mais relevantes e tornando o texto mais atraente para a leitura. E, de quebra, temos um botão CTA na cor roxa, contrastando bastante com a cor do fundo da página. Legal, né?

Exemplo 4 – leadlovers

Nós já fazemos muitas landing pages aqui na empresa.

Afinal, temos um construtor de páginas dentro da nossa ferramenta. E somos uma plataforma de automação de marketing digital.

Ou seja, respiramos Marketing de Conteúdo.

Contudo, escolhi uma de nossas landing pages para exemplificar o que acreditamos: Comunicação simples e objetiva.

O foco é transmitir para o visitante da página apenas uma informação importante: O download do material disponível gratuitamente.

Mais uma vez a captura de e-mail entra em cena através de uma CTA em destaque na página… Percebe a cor rosa em evidência?

A seguir vou deixar mais um print que representa a segunda dobra dessa landing page:

Nessa segunda parte, focamos em tirar as possíveis dúvidas dos visitantes e também evidenciar o que o e-book oferece.

Esse é um exemplo interessante de uma landing page para você se inspirar. 

Resumindo… 

Vamos resumir uma landing page clássica?

Existem várias maneiras de criar uma e com o passar dos anos, as tendências mudam muito. Contudo, há alguns elementos clássicos que dificilmente irão deixar de trazer resultados:

  • Formulário destacado.
  • Cores vibrantes, textos simples de fácil compreensão.
  • Oferecimento de material gratuito que seja de relevância para o público-alvo.

Simples, prático e objetivo. 

Há diversas formas de construir a sua landing page. Como você pôde perceber nos exemplos que escolhemos mostrar aqui.

O mais importante é você criar e testar a que faz mais sentido para você. Um mesmo material rico pode ganhar algumas versões de landing page, assim você pode ver na prática qual delas gerou mais conversão para você.

É, não dá para falar em Marketing Digital sem falar em testes. Não existe verdade absoluta.

Para aprender mais sobre…

Para aprender mais sobre...
Para aprender mais sobre…

Mas, e então, o que você achou do conteúdo de hoje? Fez sentido para você?  Já se sente pronto para aplicar todas essas dicas de ouro na sua página? 

Não esqueça: O sucesso obtido através de uma landing page não depende apenas de tudo aquilo que foi dito hoje.

O mais importante sempre será oferecer um bom produto ou serviço para o seu cliente. Seja esse produto pago (oferecido em uma página de vendas) ou gratuito (ofertando em uma landing page)

Portanto, analise as dores das pessoas, observe a sua persona e tente identificar em todos esses pontos o tipo de mensagem correta a ser transmitida

E claro, nunca perca de vista aquilo que seu público está pedindo.

Se você leu com atenção todos os pontos que discutimos no artigo, com certeza, está bem mais preparado para criar landing pages poderosas.

Gosto de dizer que a característica mais marcante de uma landing page é a sua simplicidade.

Quanto mais direta, fluída e simples for a sua, sem dúvidas, o seu resultado será melhor. Afinal, o mais importante é ajudar o usuário a conseguir o que ele precisa.

 

Para quem quer aprender mais sobre landing pages que convertem, recomendo o nosso artigo: “Landing Page: Tudo que Você Precisa Saber”.

 

Compartilhe o post:

Tags: , , , , , ,


0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Siga-nos: