Marketing de afiliados: saiba como funciona a gestão de leads

A gestão de leads é uma das etapas mais importantes para o sucesso do marketing de afiliados. 🥰

Os seus processos são os que fazem o meio de campo entre os consumidores que acabaram de conhecer o seu trabalho e os leads mais próximos de se tornarem clientes.

E por que isso é importante? Pois nem todas as pessoas que foram impactadas por anúncios da sua oferta estão preparadas para comprar.

Aliás, elas formam uma parcela enorme e são a maioria dos consumidores que deixam de fazer negócio com você por receberem propostas de venda antes da hora.

São poucos os clientes que já estão dispostos a comprar uma determinada solução quando são atingidos por um anúncio.

Por isso, o gerenciamento de leads visa, entre outras finalidades, identificar o estágio de compra desses consumidores e entregar as informações que ele precisa para seguir na jornada em direção ao seu produto.

Neste post, vamos destrinchar o funcionamento da gestão de leads por meio das suas principais etapas.

Dessa maneira, você verá como gerar mais e melhores negócios. Acompanhe a seguir!

Marketing de afiliados com o funil de vendas
A importância do funil de vendas e do inbound marketing para o marketing de afiliados

Funil de vendas e Inbound Marketing

Esses são dois conceitos básicos para dar sentido e sustentação ao gerenciamento de leads no marketing de afiliados. O funil de vendas é um método de identificação dos estágios da jornada dos clientes, dividido entre:

  • Topo: consumidores que ainda estão na fase de conhecimento do problema e começam a se envolver com o seu negócio (acessando o blog, seguindo nas redes sociais, etc.);
  • Meio: leads que entraram na fase de consideração das opções de compra, normalmente fazem parte da sua lista de e-mails e precisam ser preparados e qualificados para virarem clientes — é aqui onde a gestão de leads atua;
  • Fundo: são os leads que transitaram para a fase de decisão de compra e devem receber uma proposta direta de vendas. Eles estão no momento certo de adquirir sua oferta.

Já o Inbound marketing é a metodologia que conduz os leads durante todas essas etapas.

Suas estratégias, como o marketing de conteúdo e SEO, são as responsáveis por atrair tráfego qualificado para os seus canais de relacionamento, entregar conteúdos relevantes, converter novos leads, relacionar-se com esses contatos e migrá-los de forma mais eficiente para as vendas.

O Inbound marketing funciona porque não é composto por ações invasivas 🤔.

O convencimento do público se dá pela construção da sua imagem como um parceiro, uma referência e uma autoridade no seu segmento de negócios.

Com os seus conteúdos, por exemplo, as pessoas criam confiança em você e, naturalmente, se envolvem ao ponto de fornecerem informações estratégicas e entrarem em seu funil de vendas.

Geração de leads

Antes de começar a gerir os leads, você precisa ter uma quantidade significativa de leads.

Não vamos nos aprofundar muito nas formas de atrair e converter pessoas interessadas em seus conteúdos e ofertas, mas apontaremos os principais métodos e descreveremos brevemente como funcionam.

Confira:

  • Landing pages: são as famosas páginas de captura em que um material rico (e-books, webinars, etc.) é ofertado gratuitamente em troca de informações pessoais e de contato do público, como nome, e-mail e o que for mais relevante para você incluir em sua lista;
  • Produção de conteúdo útil e valioso: é o famoso marketing de conteúdo sendo aplicado para atrair o interesse das pessoas e levá-las até as landing pages;
  • Pop-ups: podem até parecerem irritantes, mas a verdade é que continuam sendo bastante eficientes, principalmente quando aparecem na tela quando um visitante está chegando ou saindo do seu site, ou seja, sem atrapalhar tanto a experiência de navegação;
  • Caixas de inscrição no site ou blog: são boxes, posicionados geralmente na parte lateral das páginas, para os visitantes preencherem voluntariamente os seus dados antes, durante ou após consumirem um conteúdo;

Nutrição de leads

Agora sim, se tudo deu certo até aqui, é o momento de gerir os seus leads.

O primeiro passo é preparar um fluxo de nutrição para esses potenciais clientes.

Esse processo consiste no envio de mensagens, por e-mail marketing, com conteúdos que cresçam o envolvimento dos leads com você, os façam aumentar o conhecimento sobre seus problemas e considerem sua oferta como opção de compra para solucionar suas necessidades.

São conteúdos que podem ser retirados do seu blog, de materiais ricos e das suas redes sociais, por exemplo.

A ideia é criar uma sequência que faça os leads avançarem estágios. Assim, as mensagens devem partir do conhecimento mais básico para o mais avançado.

No entanto, eles não devem ser únicos.

O melhor é criar fluxos de acordo com o perfil de cada lead.

Por exemplo:

  • Um fluxo para os leads que converteram baixando o material X e outro para quem veio de pop-ups;
  • Um fluxo alternativo para os leads que não abriram os 3 primeiros e-mails;
  • Um fluxo para os leads que avançaram etapas, mas que ainda não possuem o perfil de comprador.

Qualificação de leads

Como acabamos de falar de perfil de comprador, é bom reforçarmos logo o conceito de qualificação de leads.

Esse método tem como referência a imagem de um “cliente ideal” para você e o nível de interesse que o público possui com a sua marca.

Oi? 🤔

Vamos supor que o seu cliente ideal é representado por pessoas entre 18 e 45 anos, que estão desempregadas ou pretendem sair do atual trabalho em breve, estão dispostas a abrir o seu próprio negócio e não têm medo de investir para ver suas ideias serem concretizadas.

Perceba que aí temos 3 critérios básicos de referência: faixa etária, desejo de mudar de vida profissional e não querer tudo de graça na mão.

Além das referências de cliente ideal, tem o nível de interesse.

Ele pode ser balizado pelos materiais que os leads baixaram, a quantidade de e-mails abertos e clicados e o tempo de relacionamento com você.

Esses dois parâmetros podem ser usados para formar um quadro, onde os leads que se encaixam no perfil do comprador e possuem mais interesse em sua oferta são os mais preparados para entrarem em uma negociação.

Por meio dos novos conteúdos e formulários enviados aos seus leads durante a nutrição, você poderá coletar mais dados estratégicos.

Essas informações ajudarão a entender se os contatos se enquadram no perfil que você busca.

Lead Scoring

O lead scoring é uma prática mais complexa, mas que simplifica o processo de qualificação dos leads.

Basicamente, ele funciona da forma automatizada e serve para pontuar critérios e subcritérios de preparação dos potenciais clientes.

Por exemplo, se um lead informa que tem entre 18 e 45 anos, segundo o nosso exemplo, então ele soma X pontos no sistema; se o mesmo lead aponta que tem interesse em possuir seu próprio negócio, mais Y pontos. E assim vai até o contato atingir aquela pontuação dada como referência no sistema para que ele seja conduzido a uma negociação ou uma oferta direta de venda.

Automação de marketing no processo de gestão de leads

O gerenciamento de leads se torna muito complicado quando se reúne uma grande quantidade de contatos para se relacionar.

Assim que você começar a crescer com o seu negócio virtual, perceberá a necessidade de automatizar determinados processos, um deles a própria gestão de leads.

Para a sua sorte, existem plataformas de automação de marketing especializadas justamente na geração, relacionamento e gestão de leads, como o leadlovers.

Com esse apoio, você pode simplificar a criação de landing pages, automatizar fluxos de nutrição e os envios de e-mails e otimizar seu lead scoring.

Além disso, os sistemas geram relatórios gerenciais com informações que mensuram e auxiliam a otimizar suas campanhas, como a taxa de conversão em landing pages e taxa de abertura e cliques em e-mails.

O objetivo da gestão de leads é tornar o seu marketing de afiliados mais eficiente, inteligente e abrangente. 🤭

Com o gerenciamento, você pode trabalhar de maneira personalizada ao atender o interesse de uma grande parcela de consumidores: ajudá-los a ter uma compra melhor enquanto ainda não decidem o que adquirir para resolver seus problemas.

Isso facilita bastante as vendas e reforça os laços de proximidade entre você, leads, clientes e oferta.

Então, viu como funciona a gestão de leads e de que maneira ela ajuda a melhorar o seu marketing de afiliados?

Então, se curtiu este texto, assine a nossa newsletter para ter acesso a mais conteúdos sobre afiliados!

Powered by Rock Convert

Compartilhe o post:

Tags: , , , , , ,

Powered by Rock Convert

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Descubra o que é o leadlovers


Quero ficar atualizado sobre as melhores práticas e dicas do blog Automação de Vendas para melhorar o e-mail marketing. Se você não curtiu, basta cancelar. Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

Siga-nos: