Mercado de Afiliados: O que é? Vale a Pena Mesmo Investir?

Você deseja empreender no universo do marketing digital, mas ainda não pode ou não quer criar um infoproduto no momento? Talvez, então, seja o momento de conhecer o mercado de afiliados e descobrir mais uma estratégia rentável dentro do segmento.

O mercado de afiliados, como você pode imaginar, reúne todos os chamados afiliados. Que, por sua vez, são profissionais que atuam como “divulgadores” de determinado produto, infoproduto ou serviço.

Tal mercado chama atenção principalmente das pessoas que querem começar dentro do marketing digital…

Isso porque vem se destacando como uma ótima oportunidade… tanto para quem quer seguir apenas nessa carreira, como para quem visa renda extra.

Já que o mercado de afiliados é muito flexível e pode ser adaptado a diferentes realidades.

Se você ficou curioso e quer mais informações sobre esse tema tão incrível, confira as próximas linhas… Preparamos um artigo completo sobre o assunto.

O que é o Mercado de Afiliados?

O que é o Mercado de Afiliados?

Bom, para você começar a atuar e principalmente monetizar neste segmento, é necessário entender melhor como funciona o mercado de afiliados.

De forma muito simples, o mercado de afiliados gira em torno de dois principais atores: os produtores e os afiliados.

Os produtores criam materiais, que podem ser infoprodutos, produtos físicos ou serviços e vendem esse conteúdo dentro de plataformas que possuem programas de afiliados. Uma das mais conhecidas é a Hotmart.

O afiliado está na outra ponta, escolhendo os infoprodutos, produtos ou serviços que irá se associar para divulgar em suas redes sociais, blog, canal do YouTube, anúncios, etc…

Resumindo: Ele promove o produto e em cima de cada venda efetuada, recebe uma comissão previamente determinada. 

No meio disso, está o programa de afiliados. É ele quem gera o link do afiliado e realiza a parte técnica dessas transações entre produtores e afiliados.

A vantagem de ingressar nesse mercado é que você não precisa se preocupar com a criação de um infoproduto, produto físico ou serviço. Muito menos precisa arcar com todos os gastos que essas produções envolvem.

Além disso, pode escolher se afiliar a mais de um infoproduto, produto ou serviço. Aumentando, assim, as suas chances de conversão.

Para entender mais sobre como se tornar um afiliado da maneira correta, recomendamos o artigo O que é um Afiliado? Tudo que Você Precisa Saber para Começar” .

Como Funciona o Mercado de Afiliados

Como Funciona o Mercado de Afiliados

Saber o que é o mercado não quer dizer exatamente que você entende como ele funciona. Por isso, separamos esse tópico só para explicar todo o funcionamento do mercado de afiliados.

Primeiramente, para se tornar um afiliado, você precisa se cadastrar em uma plataforma com um programa de afiliados, como o caso da Hotmart, como por exemplo.

Logo em seguida, você precisa escolher um produto para se afiliar. E isso envolve muitos fatores que devem ser analisados.

É importante pesquisar profundamente as opções disponíveis na plataforma, que em alguns casos são milhares. Mas alguns pontos que você deve analisar são:

  • Nicho que pretende atuar
  • Para qual público pretende divulgar
  • Se você já tem conhecimento sobre esse assunto
  • O preço do produto, ele é acessível para o público que você pretende divulgar?

Esses são só alguns fatores que devem ser analisados. Por isso, indicamos que você escolha com carinho quais infoprodutos vai se afiliar. Afinal, suas vendas vão depender disso.

Os 2 Principais Tipos de Afiliados

Produto escolhido, passamos para o segundo passo para ingressar com segurança no mercado de afiliados:

Qual estratégia de divulgação você pretende seguir?

Quando você escolhe a estratégia, automaticamente escolhe qual tipo de afiliado você vai ser:

  • Afiliado Árbitro ou;
  • Afiliado Autoridade.

Indicamos que você pesquise e estude de forma aprofundada cada uma dessas opções. Nós vamos passar um resumo sobre cada uma delas aqui. 

Contudo, ao final de cada uma das explicações, iremos deixar um conteúdo bem completinho para você realmente aprender o assunto e escolher o melhor para o seu momento e objetivo.

1 – Afiliado Árbitro

O Afiliado Árbitro baseia sua estratégia de vendas em cima de anúncios. Ou seja, os anúncios serão a maneira com que eles irão lucrar neste mercado.

Então para se tornar um “Afiliado Árbitro” é muito importante conhecer e estudar anúncios. Sobretudo as principais plataformas de anúncios da autoridade. O Google Ads e o Facebook Ads.

Aliás, se quer uma dica extra, estudar copywriting também é um diferencial para conquistar o sucesso no mercado de afiliados.

Ah se quiser se aprofundar mais sobre os Afiliados Árbitros, recomendo que leia o nosso artigo “O que é um Afiliado Árbitro? Entenda Como se Tornar um Agora”.

2 – Afiliado Autoridade

Já o Afiliado Autoridade faz da criação de conteúdos sua principal estratégia de vendas. Por isso o termo “autoridade”. Afinal, ele vai usar toda a sua autoridade para ensinar algo para a sua audiência.

E onde o link de afiliados entra nisso? Dentro desses conteúdos! O Afiliado Autoridade irá criar posts para suas redes sociais, blog, canal no Youtube e, no meio disso, vai divulgar seu link.

Aliás, um ponto essencial nesta estratégia é ter um conhecimento sobre o nicho do infoproduto.

Então, como por exemplo, se você sempre gostou muito de plantas e flores, pode se afiliar a infoproduto que fale sobre esse segmento. Com certeza, vai ser mais fácil criar seus conteúdos em cima de um assunto que você já domina ou quer dominar, certo?

Se você se interessou pelo assunto e quer entender tudo sobre o tema “afiliados autoridades”, dá uma lida no nosso conteúdo: “Como ser Um Afiliado Autoridade: Guia Completo”.

Formas de recebimento dentro do Mercado de Afiliados

Vamos falar de coisa boa? Vamos falar de dinheiro? 

Para começar, irei explicar melhor como você vai ganhar dinheiro trabalhando no mercado de afiliados…

Na verdade, não existe apenas uma resposta para essa pergunta. Cada plataforma monetiza o afiliado de uma forma. Mas vamos passar as principais formas de pagamento usadas no mercado de afiliados.

Primeiramente, a comissão pode ser um valor fixo ou uma porcentagem, tudo previamente acordado.

No caso da Hotmart, por exemplo, os infoprodutos disponíveis para afiliação já divulgam o valor da comissão oferecida em cada venda.

Além disso, existem 3 formas principais de recebimento:

  • Custo por ação (CPA): O afiliado e o infoprodutor acordam uma ação que vai monetizar a venda. A ação escolhida pode ser a venda em si, ou até mesmo um redirecionamento para uma página de captura de leads, como por exemplo.
  • Custo por clique (CPC): Essa é uma forma muito popular de monetização na internet. O afiliado recebe a comissão por cada clique realizado através do seu link
  • Custo por visualização (CPV): Essa é a forma menos usada, mas existem programas de afiliados que a utilizam também. Neste caso a comissão é gerada através das visualizações geradas pelo afiliado.

Vale lembrar que não é o afiliado quem escolhe a forma que sua comissão será gerada. Quem faz esta escolha é a plataforma em que o infoproduto está hospedado.

Por isso, é importante pesquisar as formas de pagamento oferecidas pelos programas de afiliados e, assim, encontrar o que melhor atende seus objetivos.

O que posso vender no Mercado de Afiliados?

O que posso vender no Mercado de Afiliados?

Normalmente associamos o mercado de afiliados ao de infoprodutos (produtos digitais). Mas você não precisa se afiliar apenas a isso…

Existem outros modelos de produtos que utilizam o marketing de afiliados como estratégia que você também pode se beneficiar.

Apesar do mais conhecido serem os programas de afiliados para infoprodutos, vamos também falar sobre outros modelos de afiliação.

A) Infoprodutos

Esse nós já falamos até aqui certo? Existem plataformas de hospedagem de infoprodutos que possuem programas de afiliados, como o caso da Hotmart, Eduzz e Monetizze.

Em todos esses programas você vai divulgar e vender conteúdos produzidos para internet. Ou seja, toda a sua venda é feita para um produto online e assim, você pode vender para qualquer lugar do mundo.

B) Produtos de varejo

Sim, apesar de falarmos muito sobre a afiliação com infoprodutos, também é possível se afiliar a produtos físicos.

Aliás, o marketing de afiliados começou justamente com a Amazon, sabia? Lá nos meados dos anos de 1990, e até hoje a gigante das vendas online conta com seu programa de afiliados.

Como no caso dos produtos digitais, aqui você vende produtos físicos através de um link gerado pelo site em que se afiliou.

Mais ainda vamos falar sobre algumas opções de sites onde você pode se afiliar para promover produtos físicos.

C) Serviços

Você também pode vender serviços como afiliado.

Nesse caso, uma das opções é vender o serviço de hospedagem de sites, por exemplo.

Alguns provedores oferecem um programa de afiliados específico. Nós também vamos falar sobre opções de provedores nos próximos tópicos.

É claro que a afiliação a infoprodutos é a mais conhecida. Mas, como você pode perceber, existe uma infinidade de oportunidades dentro do mercado de afiliados te esperando.

Programas de Afiliados para se Cadastrar

Programas de Afiliados para se Cadastrar

Ok, nós estamos mostrando todas as vantagens de ingressar no mercado de afiliados, mas como fazer parte dele? Quais são as plataformas que oferecem esse serviço para você?

Nós vamos apresentar algumas opções agora.

1 – Hotmart

Impossível falar de mercado de afiliados e não citar a Hotmart. O programa de afiliados da plataforma oferece milhares de opções de infoprodutos para se afiliar. 

Os pagamentos são feitos através das vendas realizadas pelo seu link de afiliados e as comissões variam, podendo chegar a até 80% do valor do infoproduto. O cadastro é totalmente gratuito.

2 – Eduzz

A Eduzz também é uma plataforma de hospedagens de infoprodutos, e assim como a Hotmart, também possui um programa de afiliados.

Mas o grande diferencial da Eduzz é que é possível também se afiliar a produtos físicos na plataforma, ou seja, suas oportunidades de vendas só aumentam.

3 – Associados Amazon

Como nós comentamos no tópico anterior, a Amazon foi a precursora do marketing de afiliados. Ela chegou quando tudo era mato!

E até hoje tem o seu programa de afiliados, o Associados Amazon. Neste caso, você indica produtos. Quando escolhe um produto, gera um link de afiliado. Toda vez que acontece uma vez através deste link, você ganha uma comissão.

As comissões podem chegar a até 15% do valor do produto.

4 – Plataforma Afiliados

Essa é outra opção de vendas de produtos físicos. A plataforma Afiliados reúne os sites Americanas.com, Submarino, ShopTime e Sou Barato.

Neste caso, o mais legal é que além de ganhar comissões com indicações de produtos dos sites, você também ganha indicando os produtos do marketplace vendidos nos sites.

5 – Magazine Você

É claro que a gigante do varejo, a Magazine Luiza não ia ficar de fora do mercado de afiliados.

Eles possuem o programa Magazine Você, aqui a venda é um pouco diferente. Neste caso, o afiliado cria uma loja virtual com indicações de produtos. Toda vez que efetuar uma venda, recebe a comissão.

6 – Hostgator

Lembra que nós comentamos que também é possível vender serviços como afiliado?

Neste caso, quem oferece a oportunidade é a Hostgator, serviço de hospedagem de sites.

Você vai divulgar o serviço de hospedagem deles no seu site, blog, conteúdos e pode ganhar até R$175,00 por mês.

O que nós queremos apresentar para você, com essas opções, é que o mercado de afiliados, apesar de muito associado aos infoprodutos, também oferece oportunidades fora deste nicho.

Então se você não se sente seguro para divulgar infoprodutos, pode ir para uma praia mais segura, dos produtos físicos.

Mitos que envolvem o Mercado de Afiliados

Mitos que envolvem o Mercado de Afiliados

Assim como em qualquer mercado, o mercado de afiliados também envolve alguns mitos. E é sobre eles que vamos falar agora.

1 – Precisa ser blogueiro para ser um afiliado

Não, você não precisa ser um blogueiro para se tornar um afiliado. Aliás, se você escolhe a estratégia do afiliado árbitro, você não precisa ter nem um perfil em uma rede social, afinal sua estratégia é baseada na criação de anúncios.

É claro que se você é um blogueiro, influenciador, também pode se beneficiar e muito com a afiliação de produtos. Assim, você aumenta sua renda. 

Mas se você não quer ser um blogueiro, não é impeditivo para ter sucesso como afiliado.

2 – É muito fácil ser afiliado e gerenciar o negócio

Olha, esse é provavelmente o maior mito do mercado de afiliados. Como ele possui vários benefícios, como flexibilidade de horário e escolha de nicho de atuação, muitas pessoas pensam que é uma forma fácil de ganhar dinheiro.

Vamos falar a verdade, não é bem assim! Aliás, essa está bem longe de ser a realidade…

Assim como qualquer trabalho, o mercado de afiliados também necessita de estudos e dedicação. E em muitos casos, a concorrência pode ser bem grande! Mas não precisa desanimar, com dedicação, os lucros chegam!

3 – Só vale investir em nichos populares

Muitas pessoas acreditam que o sucesso no mercado de afiliados só chega para quem investe em nichos populares.

Não é bem essa a realidade. Em alguns casos, investir em um nicho mais alternativo pode trazer um grande faturamento, já que a concorrência vai ser menor na divulgação.

Por isso, o importante mesmo é estudar e conhecer o nicho que pretende atuar.

4 – Mercado de afiliados é coisa do passado

Olha, não sabemos de onde surgiu esse mito, porque no caso, quem está obsoleto é ele kkk

Segundo uma pesquisa realizada pela consultoria VigLink, o mercado de afiliados é a segunda principal fonte de vendas, perdendo apenas para o Google.

E a tendência é só aumentar, já que cada vez mais as pessoas têm acesso e fazer compras por meio da internet. Quem começar agora, com certeza sairá na frente de muita gente que vai ingressar nesse mercado.

E aí, conseguiu entender um pouco mais sobre o mercado de afiliados? Percebeu como ele vai muito além da indicação e divulgação de infoprodutos? E mais, você não precisa ser um blogueiro para fazer parte deste mercado?

Esperamos que este artigo tenha ajudado a desmistificar alguns fatores deste segmento que pode ser muito lucrativo e uma ótima fonte de renda extra para você.

 

Até a próxima!

 

Jessica Delalana :

O nosso blog utiliza cookies para ajudar a melhorar a sua experiência de utilização. Ao utilizar o blog, confirma que aceita a sua utilização.