Negócios Digitais – Mídias sociais, produção de conteúdo e ações de marketing

Olá!

Então chegamos hoje ao último capítulo dessa série.

Antes de tudo, muito obrigado por ter acompanhado esses capítulos até aqui!

Se você ficou com alguma dúvida não se esqueça de deixar aqui nos comentários. Isso vai me ajudar muito a desenvolver novos conteúdos pra você.

Hoje nós vamos falar sobre mídias sociais, sobre publicidade, conteúdo para mídias sociais e ações de marketing para mídias sociais. E como eu falei no último capítulo, é bem importante você pensar nisso: a mídia social foi feita para pessoas. Mídias foram feitas para socialização entre as pessoas.

As marcas são intrusas nesse canal. Elas estão participando, mas de forma mais isolada. As pessoas não querem interagir com as marcas, elas querem interagir com outras pessoas.

Isso significa que você precisa personificar a sua marca para falar nas mídias sociais. Tenha sempre isso em mente: como você consegue fazer com que a sua marca seja mais personificada, seja mais parecida com uma pessoa? Como você, como pessoa, utiliza as mídias sociais para interagir com outras pessoas?

Eu participei de um evento nos Estados Unidos que falava exatamente sobre isso. Que dizia que por mais que nós consigamos automatizar e criar processos, tecnologias para desenvolver melhor a comunicação, para desenvolver melhor a automação de vendas de marketing, a humanização é essencial para o processo.

Humanos para humanos: as mídias sociais têm muito disso. E é nesse canal que você precisa interagir com seus futuros clientes, assim como com seus clientes atuais. Fique sempre ligado nas mídias sociais, ligado nos canais de mídias social de forma humana, de forma a conectar e personificar isso para que você fale com a linguagem mais “pessoas para pessoa” possível.

E uma das coisas muito legais que as mídias trazem é o fato de você ter acesso a essas pessoas 24 horas por dia, em todos os lugares do planeta. Isso significa que você pode alcançar pessoas do outro lado do mundo, às vezes, ter um cliente lá no Japão e ele pode ter acesso a você, acesso ao seu conteúdo, acesso ao seu material, em um horário em que você está dormindo e em uma localização totalmente diferenciada.

Por isso, é importante você estar lá com a sua marca, mas como já foi dito anteriormente, personificando essa marca, colocando o seu toque pessoal, o seu toque humano dentro da sua comunicação, dentro da sua marca.

Eu não sei em que momento você está lendo isso, mas hoje o Facebook está para bater um recorde mundial, que é o de ter dois bilhões de pessoas conectadas à mídia social deles. Ou seja, dois bilhões de pessoas, quase um terço de todo o planeta, passando pelo Facebook todo mês.

Metade da população ainda não tem acesso à internet. Então, da metade que tem acesso, quase todo mundo está em algum tipo de mídia social, está interagindo dentro da internet.

O que significa que é extremamente importante que você também esteja lá, porque lá você vai conseguir acesso a novos clientes e principalmente acesso à comunicação desses novos clientes. Acesso ao que esses clientes estão falando sobre você, falando sobre a sua marca, sobre a marca concorrente e sobre novos negócios.

E um dos pontos mais importantes da mídia social é o conteúdo.

Nós falamos bastante sobre automação e marketing digital durante esta série. E muito do que você vai fazer dentro da internet é gerar conteúdo, entregar valor para o seu cliente, entregar conteúdo para o seu futuro cliente, conteúdo para o seu cliente atual.

Isso faz com que a sua marca, a sua presença, fique muito mais próxima do seu cliente e a mídia social é o lugar ideal para você compartilhar esse conteúdo.

Todo o conteúdo que você desenvolveu no seu blog, na criação de informações e valores para o seu cliente deve ser utilizado dentro desse canal tão importante, que é o local onde tudo o que você criou será difundido para alcançar os seus novos clientes.

Além do mais, outra grande vantagem das mídias sociais é a possibilidade de você investir dinheiro nisso. Com isso, você pode utilizar verba, como grandes empresas no passado faziam para atingir a audiência: colocando informações no jornal, na televisão, no rádio para alcançar um volume grande de pessoas. E o melhor é que você consegue fazer isso dentro das mídias sociais de forma bem assertiva e relativamente barata.

Lá, você pode escolher quanto você quer investir, onde investir e para quem direcionar aquele anúncio ou aquele investimento. Você consegue, no Facebook, apontar os seus anúncios, para, por exemplo, mulheres de 30 a 40 anos que estejam ao redor da sua empresa, que estejam no bairro onde você está, onde você tem o seu negócio.

Isso possibilita então que você cresça muito e atinja o público certo investindo pouco dinheiro e, principalmente, sabendo como investir isso, tendo controle sobre o seu investimento. Você tem como mensurar tudo na ponta do lápis.

Dentro dos anúncios de mídia social existe um mecanismo muito legal que é a possibilidade de se calcular o custo por conversão. Caso você programe isso dentro dos seus anúncios, consegue saber exatamente quanto cada real seu está sendo convertido na venda do seu produto ou na geração de novos cadastros.

E se nós vamos falar sobre conteúdo, é interessante você sempre pensar: que conteúdo serve para essa persona? E depois, pensar em formas de gerar esse conteúdo e no que você vai investir para geração desse conteúdo.

Para isso, eu gosto muito da utilização dos recursos próprios, do seu conhecimento.  Você tem conhecimento sobre a sua área de serviços, sobre a sua área de produtos. Então você é a melhor pessoa para falar sobre as dificuldades, sobre as dores dessa persona, do seu futuro cliente ou do seu cliente atual.

Mas também existe a possibilidade de você investir externamente nisso, contratando uma empresa de escrita, uma empresa de conteúdo que produza blogs, que produza matérias, que produza anúncios. Agências conseguirão fazer isso muito bem para você, mas não tão assertivamente quanto você mesmo.

E algo que é essencial citar é que: por mais que você crie esse canal de comunicação, por mais que você crie o seu ambiente dentro da mídia social, ele não é seu. Esse é um erro muito grande que as pessoas cometem, o de pensar então que o meu canal no YouTube, que a minha página dentro do Facebook é minha. Na verdade, você está alugando aquele espaço, aquilo não é seu. Não deposite todos os seus recursos dentro disso.

Eu já vi muitas pessoas, inclusive nós mesmos, perdemos algumas dessas mídias sociais, alguns desses canais devido às políticas deles. Se o Facebook não gostou da maneira como você postou uma informação, ele pode remover o seu canal ou remover a sua fanpage sem aviso, porque aquele espaço não é seu.

Existe um ditado que eu gosto muito que é “Não construa sua casa em terreno alugado”. E ele explica muito bem essa questão, a de não depositar todos os seus recursos dentro de mídias sociais, mas sim, utilizá-las a seu favor.

E uma das formas de você fazer isso é utilizar o canal social para atrair audiência para a sua casa, atrair audiência para o seu terreno, para o seu site, para o seu blog, gerar os leads dentro da sua lista. O lead, ao contrário do seu espaço na mídia social, é seu. Quando você captura o contato dessa pessoa ele passa a ser seu. Independentemente da fanpage ser excluída, do seu canal do YouTube ser apagado, você tem o contato daquela pessoa.

Portanto, sempre direcione os seus conteúdos, as suas ações dentro da mídia social para gerar leads, para trazer essa audiência para dentro do seu terreno. Sempre coloque informações para tentar transformar em lead em alguém qualificado dentro do seu negócio.

E você vai fazer isso utilizando a estratégia de landing pages, que são páginas de conteúdo, que atraem a pessoa a deixar o contato com você. É para isso que serve a chamada página de captura, a landing page: você faz um conteúdo na mídia social, atrai a pessoa para a sua página, entrega conteúdo para ela dentro página em troca de seu contato.

Dessa maneira, se você, em algum dia, acabar perdendo o seu canal digital, perdendo o seu canal no Facebook, a sua página no Facebook, a sua conta de Twitter, a sua conta no Instagram, independentemente da mídia social em que você faça ações, sempre tente converter, trazer esse visitante para dentro do seu espaço, convertendo-o em um lead seu.

E as formas mais práticas para você conseguir converter esse visitante em lead é entregando conteúdo a mais para essa pessoa. Exemplos disso são e-books, cursos grátis, acesso a um treinamento exclusivo, acesso à demonstração exclusiva do seu produto, acesso a informações que ele só vai ter se deixar seu contato.

Então, produza e divulgue conteúdo grátis para atrair audiência qualificada, mas sempre deixe um conteúdo específico para converter esse visitante em um lead seu. Isso é muito importante para o seu negócio.

E o que você vai fazer com esse lead? Usar a estratégia de automação para entregar mais conteúdo para essa pessoa, qualificá-la ainda mais, nutri-la com informações através da automação. E para isso, as ferramentas de automação ajudam muito.

Com elas, você vai poder, automaticamente, atrair novos visitantes – colocando conteúdo dentro da internet –, converter esses visitantes em leads e nutrir esses leads com informações até a hora da venda, o momento em que você finaliza a conversão desse visitante que vem consumindo seu conteúdo até virar um cliente efetivo, que pague por aquilo que você tem a oferecer.

E esse processo de automação também reduz muito os seus custos.

Imagine que você cria um processo em que você consiga atrair audiência qualificada. Vamos supor, mil pessoas por dia acessando o seu site. Você não vai ter capacidade de atender mil pessoas.

Adicionalmente, você também pode qualificar essa pessoa através da automação e consegue atingi-las assertivamente. A ferramenta faz com que você mande o conteúdo certo, para a pessoa certa, no momento certo. Reduzindo assim os seus custos de telefonia, de equipe comercial para atingir as pessoas certas no momento certo.

E esse é o recado final que eu queria deixar para você: a automação vai fazer com que o seu negócio escale muito rapidamente e com que os seus custos diminuam muito!

Tudo isso, utilizando essa visão de atração e conexão 24 horas por dia com a sua audiência e de nutrição através de um funil automático de vendas que é o que a automação traz para você.

Então muito obrigado por ter acompanhado essa série até aqui!

Não se esqueça de deixar as suas dúvidas e comentários. Isso vai me ajudar a buscar novos conteúdos, produzir novos materiais, novas séries que devem estar por vir.

Mais uma vez, sou muito grato por você ter acompanhado essa série até aqui e nos vemos então, no próximo texto!

Valeu!

Compartilhe o post:

Tags: , , , ,

Saiba Como Automatizar Suas Vendas!

Aprenda a automatizar suas vendas e foque no que realmente importa.


Quero ficar atualizado sobre as melhores práticas e dicas do blog Automação de Vendas para melhorar o e-mail marketing. Se você não curtiu, basta cancelar. Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Siga-nos: