O que é marketing 3.0? Conecte emocionalmente sua marca e seus clientes

 

Os últimos anos foram marcados por mudanças que afetaram todos os setores da sociedade. Globalização, avanço de novas tecnologias, popularização da internet, entre outras, impactaram a forma como consumimos e interagimos com as marcas.

E as empresas, para não ficarem para trás, perdendo competitividade no mercado, começaram a entender e a movimentar-se para acompanhar um novo consumidor, mais bem informado e exigente.

O conceito de Marketing 3.0 surgiu nesse cenário, sendo apresentado pelo “pai” do Marketing moderno, Philip Kotler, em seu livro “Marketing 3.0 – As Forças que Estão Definindo o Novo Marketing Centrado no Ser Humano”.

Se você ainda não faz ideia de como o Marketing 3.0 pode impactar sua empresa e a venda de seus produtos e serviços, continue lendo que, neste artigo, falaremos exatamente sobre isso. Confira!

Group of Business People Big Crowd Businesspeople Mix Ethnic Diverse Flat Vector Illustration

A história do Marketing 3.0

O que é marketing 3.0? - A história do Marketing 3.0
A história do Marketing 3.0

Para entender o que é o Marketing 3.0 e os conceitos que o orientam, precisamos conhecer os pensamentos que norteavam o marketing anteriormente, analisando sua evolução desde a revolução industrial.

Portanto, vamos ver como era o Marketing 1.0 e 2.0.

Marketing 1.0: Foco no produto

O que é marketing 3.0? - Marketing 1.0: Foco no produto
Marketing 1.0: Foco no produto

O Marketing 1.0 surgiu durante a Revolução Industrial, uma época onde predominava a escassez de produtos e concorrência. Tudo era produzido pela indústria e comercializado para a massa.

A função do marketing era alcançar massivamente o público e convencê-lo de que precisavam dos produtos. Para atingir este objetivo, as empresas usavam uma comunicação direta e clara, com textos e frases de efeito enaltecendo as qualidades do produto.

Essa mensagem tinha como finalidade exclusiva chamar a atenção para o consumo.

Nessa época, as necessidades dos consumidores tinham relevância quase nula, não existindo a preocupação em estudar público-alvo nem diferenciação de marca pelas empresas.

Marketing 2.0: Preocupação com o público

O que é marketing 3.0? - Marketing 2.0: Preocupação com o público
Marketing 2.0: Preocupação com o público

O avanço da tecnologia da informação forneceu ao consumidor o poder de escolher entre milhares de produtos concorrentes, por meio da coleta de dados e comparação de preços. 

Isso ocasionou uma mudança na mentalidade das pessoas, que passaram a valorizar seus gostos, necessidades e escolhas, amadurecendo em relação ao marketing.

Para acompanhar esta mudança e não perderem vendas, as empresas ajustaram seu foco, passando do produto para o comprador. A estratégia não era mais tentar convencer o consumidor a comprar o que era produzido, mas sim produzir o que o cliente desejaria comprar.

E, para isso, descobriram que era preciso conhecer os consumidores para atender suas necessidades e desejos.

Nascia o Marketing 2.0.

Sua principal característica foi a estratégia de segmentação de mercado. Um segmento é um grupo de consumidores com características em comum que influenciam seu comportamento de consumo.

A partir dessa segmentação, a empresa definia o público-alvo que deveria ser alcançado com as estratégias de marketing.

Foi quando também surgiu o conceito dos 4Ps do marketing, onde as empresas utilizavam as características do Produto, Praça, Preço e Promoção, para se diferenciar dos seus concorrentes.

O relacionamento do consumidor com a empresa passou a ser valorizado, buscando atingir emocionalmente o consumidor para criar um vínculo com a organização.

E, principalmente, causar a necessidade das pessoas comprarem os produtos que as marcas ofereciam.

E o Marketing 3.0?

O que é marketing 3.0? - E o Marketing 3.0?
E o Marketing 3.0?

O marketing acompanha a evolução da sociedade. E, nos últimos anos, o rápido avanço das novas tecnologias e a popularização da internet revolucionaram novamente as relações de consumo, fazendo surgir o Marketing 3.0.

Antes, as empresas ocupavam o topo da hierarquia do mercado. Agora, a internet colocou o consumidor no poder. Quando ele deseja um produto ou serviço, ele pode consultar o Google, interagir nas redes sociais e pesquisar opiniões de outros consumidores daquela marca.

Com tanto acesso à informação e possibilidade de expressão, o consumidor deixou de ser apenas um alvo que será atingido pelas marcas. Ele amadureceu, entendeu o seu poder no mercado e quer ser ouvido.

Por isso, as empresas têm que mudar sua abordagem. O foco não pode mais  ser apenas a venda, o produto ou a satisfação do consumidor.

O Marketing 3.0 é centrado no ser humano. Então, para se comunicar com ele, as marcas precisam se humanizar também.

As estratégias do Marketing 3.0 focam em demonstrar a missão e os valores da empresa, com o objetivo de aprofundar a conexão emocional nas relações de consumo, a favor da construção de um mundo melhor.

Os consumidores, por sua vez, buscam, nas marcas, um propósito com o qual se identifiquem e que demonstre o comprometimento da empresa com a sociedade, muito mais do que com seu produto ou sua lucratividade.

Segundo Kotler, existem três mudanças sociais que norteiam o conceito do Marketing 3.0 e que as empresas devem se concentrar:

1 – Colaboração:

Os consumidores antigos eram meramente espectadores de propagandas que passavam no rádio e na televisão, não tendo outra opção a  não ser ouvir passivamente o que lhes diziam. A evolução da internet trouxe ferramentas que deram autonomia para as pessoas produzirem seu próprio conteúdo e suas próprias notícias.

E, por meio deste novo poder, eles também querem participar dos processos de produção nas empresas, colaborando na criação de um mundo melhor, através das marcas que consomem;

2 – Globalização:

A globalização, aliada à evolução da tecnologia, permitiu o intercâmbio de informações entre indivíduos e empresas de todo o mundo. Porém, apesar de interligar nações, ela não as iguala. Pelo contrário,  evidencia suas divergências econômicas, políticas e culturais.

Nesse cenário, surge uma vertente do Marketing 3.0, chamada marketing cultural, usado por algumas marcas com o objetivo de ser a fonte de conexão entre as pessoas e  solucionar esses paradoxos. São empresas que colocam as questões culturais no centro do plano de negócios, demonstrando preocupação pelas comunidades ao seu redor;

3 – Criatividade:

O Marketing 3.0 também é impulsionado pela ascensão da sociedade criativa. Pessoas que usam a tecnologia e o poder de compartilhamento de conhecimento para criar novos conceitos, novas ideias e atitudes. Essas pessoas buscam empresas que satisfaçam suas necessidades, mas que também as toquem espiritualmente.

Por isso, os empreendimentos devem incluir motivações espirituais em sua missão, sua visão e seus valores. Devem compreender o que são e por que estão em funcionamento, propiciando a percepção dos consumidores quanto às contribuições dessa empresa para o bem-estar humano.

Como aplicar o Marketing 3.0 no seu negócio?

Vamos ver como você pode aplicar os conceitos e ideias do Marketing 3.0 nos seus negócios, de modo a gerar mais valor financeiro e sustentabilidade.

1 – Crie a melhor experiência para seus clientes

O que é marketing 3.0? - Crie a melhor experiência para seus clientes
Crie a melhor experiência para seus clientes

Os novos consumidores não se fidelizam com facilidade, mudando de marcas sem peso na consciência. O grau de exigência com o produto ou serviço adquirido e com o tratamento dispensado durante todo o processo de compra aumentou.

Uma experiência negativa pode ser suficiente para a empresa perder um cliente para sempre, porque as pessoas estão menos tolerantes a erros.

Portanto, entregar para o cliente algo que não seja relevante, pode ser considerado uma perda de tempo, além de gerar um desgaste no relacionamento da marca com seu público.

E, se ele decidir externar sua irritação usando as mídias sociais, o prejuízo pode ser maior ainda.

Neste contexto, o desafio é saber como conquistar este novo cliente. E a resposta é tentar oferecer a melhor experiência possível para ele. Tornando as coisas mais fáceis, mais rápidas, mais baratas e mais interessantes.

A experiência do cliente envolve vários elementos como a visita ao site, a pesquisa para achar os seus produtos no e-commerce, o processo de decisão, o atendimento na hora da compra, a expectativa para usar ou receber o que comprou e a ajuda no pós venda, caso ele tenha dúvidas ou precise resolver problemas.

Ou seja, a preocupação deve estar centralizada no cliente ao longo de toda a sua jornada de compra.

2 – Segmente o seu público

O que é marketing 3.0? - Segmente o seu público
Segmente o seu público

Para tornar a experiência do cliente realmente única, será necessário saber quem é essa pessoa, seu histórico de compras, suas necessidades e desejos  atuais, o que ele deseja comprar, como foram as interações anteriores.

Essas informações serão usadas para atender as crescentes expectativas de clientes que, em geral, já fizeram suas próprias pesquisas e tentaram resolver seus problemas sozinhos. Ou interagiram com outras empresas para buscar soluções.

Portanto, será necessário, cada vez mais, investir na segmentação do público, armazenando e interpretando de forma eficiente todos os dados coletados sobre ele.

Para isso, você precisa dominar as ferramentas de análise inteligente de dados e segmentação de público presentes em plataformas digitais como, por exemplo, Google e Facebook, entre outras.

3 – Defina o Propósito do seu negócio

O que é marketing 3.0? - Defina o Propósito do seu negócio
Defina o Propósito do seu negócio

O Marketing 3.0 reflete os avanços e novas aspirações da nossa sociedade atual, cujos consumidores estão mais preocupados em se relacionar com marcas que tenham um propósito bem definido no seu negócio.

Assim, é imprescindível que os seus produtos e serviços estejam relacionados, de alguma forma, com práticas sustentáveis, inovação e transformação social.

“Como fazer isso?” Definindo Missão, Visão e Valores da empresa:

  • Missão: a missão da sua empresa precisa mostrar o “porquê” da existência do seu negócio, levando em consideração uma visão holística, contemplando mente, coração e espírito dos seus clientes. E isso precisa ser vivido por todos os membros da sua equipe com o objetivo de alcançar suas metas;
  • Visão: significa “o que” sua empresa quer realizar, preenchendo aspectos como  lucratividade, retorno e, principalmente, sustentabilidade. Os consumidores querem se relacionar com empresas sustentáveis, que ofereçam produtos e serviços inovadores, que supram necessidades humanas e que tenham uma sincera preocupação sócio ambiental;
  • Valores: sua empresa precisa possuir valores reais e não apenas colocar uma plaquinha na parede do escritório. Eles precisam ser vivenciados e praticados por toda empresa. Também é essencial que sejam percebidos, experimentados e valorizados pelos seus clientes.

4 – Trabalhe em colaboração

O que é marketing 3.0? - Trabalhe em colaboração
Trabalhe em colaboração

O Marketing 3.0 enfatiza a importância da cocriação dentro das empresas para o desenvolvimento de produtos e serviços criativos e inovadores.

Neste sentido, todos que se relacionam com a organização possuem informações e ideias que podem ser trabalhadas em conjunto para o crescimento e geração de valor coletivo. Incluem-se, neste grupo, os fornecedores, parceiros, funcionários e os clientes.

É essencial que você também inclua os clientes no desenvolvimento dos seus produtos e serviços, escutando suas necessidades e desejos. Além de economizar recursos, fará com que as pessoas se sintam parte do processo, facilitando a criação do vínculo com sua empresa.

5 – Use a tecnologia como facilitador

Use a tecnologia como facilitador
Use a tecnologia como facilitador

Acompanhar as novas tecnologias é imprescindível para aplicar o Marketing 3.0 nos seus negócios. Quem não se adequar acabará sumindo do mercado.

A tecnologia integrada ao marketing traz diversas vantagens como, por exemplo, tornar mais eficiente a comunicação com os clientes durante toda jornada de compra.

Outra grande vantagem que a tecnologia trouxe foi a compilação e análise de grandes volumes de dados dos consumidores com ferramentas chamadas Big Data Analytics.

Estes sistemas coletam e analisam as informações, automatizando as pesquisas de marketing, com análises preditivas, mineração de dados e o rastreamento de palavras-chave.

Dessa forma, é possível definir o comportamento do cliente, da concorrência e do mercado, implementando novas estratégias de mídia, conteúdo ou promocionais, mais certeiras.

Existem diversas formas de aplicar estas ferramentas na sua empresa, desde analisar as já disponíveis no mercado, como o Google Analytics ou o Facebook Insights, quanto investir em plataformas próprias.

6 – Ofereça conteúdos de valor

Ofereça conteúdos de valor
Ofereça conteúdos de valor

A estratégia de produção de conteúdos de valor ganhou muita força nos últimos anos, como uma forma de atrair a atenção das pessoas na internet.

É uma maneira eficiente de geração de tráfego, que pode ser utilizada sozinha,  ou em conjunto com anúncios pagos nas mídias sociais, e otimização do site ou blog da empresa.

O Google, considerado, atualmente, o principal mecanismo de busca, vem atualizando seus algoritmos de classificação. O que coloca cada vez mais peso em conteúdos de qualidade, relevantes e úteis, priorizando a experiência do usuário.

As plataformas das redes sociais também impactaram a maneira como as pessoas consomem conteúdo, desafiando as empresas a inovar no formato e divulgação dos conteúdos para capturar a atenção dos seus seguidores.

Nesse contexto, o Marketing de Conteúdo oferece informações relevantes para um público segmentado, ajudando-o a solucionar problemas reais.

Para que ele funcione de forma eficiente, é essencial segmentar o seu público-alvo, como falamos antes, criando a persona, um personagem fictício que contém as principais características socio demográficas e comportamentais das pessoas que você deseja atingir.

7 – Se inspire em exemplos de empresas reais

Se inspire em exemplos de empresas reais
Se inspire em exemplos de empresas reais

Enquanto muitas empresas ainda estão adotando práticas ultrapassadas do marketing, outras já se adaptaram ao Marketing 3.0.

Veja alguns exemplos para você se inspirar:

Dove

A Dove é um exemplo de empresa que construiu um propósito e sabe como levá-lo aos clientes. A principal característica da marca é a defesa da beleza real, sempre presente no seu posicionamento.

Nas suas campanhas veiculadas, a empresa busca romper com estereótipos e vencer preconceitos, empoderando as mulheres, através da valorização da sua  autoestima.

O objetivo do marketing não é diretamente vender, mas sim aproximar-se das consumidoras com valores relevantes para elas e para o mundo atual, contribuindo para uma importante transformação social.

Skol

Outro bom exemplo de marca que acordou para o Marketing 3.0 é a Skol. Enquanto algumas marcas de cerveja ainda apelam para a sensualidade da mulher como argumento de venda, a Skol virou o jogo a favor da diversidade.

O tema “Redondo é sair do seu quadrado”, carro chefe do posicionamento atual da marca, está presente não só em suas campanhas publicitárias, mas também na sua política de contratações e de igualdade em cargos e salários. Sinal de que a empresa pratica os valores que prega.

Uber

A Uber assumiu um compromisso de transformar o transporte nas cidades, dentro da lógica do Marketing 3.0.

Conseguiu uma legião de fãs utilizando o marketing para ouvir seus consumidores, construindo uma comunidade participativa e identificada com a sua missão, o que ajudou a fortalecer a marca.

Conclusão

Conclusão
Conclusão

Vivemos a era dos valores e do propósito, onde é fundamental que você e sua empresa estejam conectados de corpo, mente e alma com seus clientes e com a sociedade.

Nesse contexto, sua empresa deve possuir produtos, serviços e atitudes centralizadas em proporcionar a melhor experiência possível aos clientes, conectando sua marca emocionalmente com as pessoas.

Portanto, crie uma empresa que possa ser admirada por sua verdadeira preocupação em fazer deste mundo um lugar muito melhor. Isso aumentará a chance de conquistar clientes e fidelizá-los, transformando-os em embaixadores da sua marca.

Compartilhe o post:

Tags: , , , ,


0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Descubra o que é o leadlovers


Quero ficar atualizado sobre as melhores práticas e dicas do blog Automação de Vendas para melhorar o e-mail marketing. Se você não curtiu, basta cancelar. Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

Siga-nos: