O que é Networking? Confira as 7 melhores Dicas Para Aumentar o Alcance do Seu Negócio

A maioria dos empreendedores não tem ideia de como o networking pode fazer total diferença no alcance e sucesso do seu negócio.

Mas se você não sabe direito o que é networking ou a melhor forma de aplicá-lo no dia a dia da sua empresa, não tem complicação, a gente está aqui para explicar.

Adianto: É muito mais simples do que você imagina. Quer ver?

O que é networking?

A palavra networking ao ser desmembrada e traduzida para o português, torna-se assim: ‘Work’, que quer dizer ‘trabalho.’ e ‘net’, que significa ‘rede’. Isto é, podemos dizer que networking é, basicamente, estabelecer uma rede de contatos para o trabalho.

Muitas pessoas levam o networking apenas como se fosse uma ponte para subir na carreira… Seja na hora de encontrar empregos ou ao fazer parcerias com empresas.

Porém, o conceito da palavra é muito maior que isso

Networking é, antes de qualquer coisa, a relação de pessoas que possuem interesses mútuos, de modo a dar e receber apoio.

Aliás, é a partir daí que todo o resto acontece… Se ocorrer de outro jeito, é qualquer outra coisa menos networking.

É óbvio que ao se relacionar positivamente com mais pessoas que partilham das mesmas predileções que você, surgirão muitas mais oportunidades, de negócios ou não. Previsível, não?

Por isso, pensando em ajudar o seu networking listaremos a seguir 7 dicas para você fazer isso da maneira certa.

7 Dicas para fazer networking da maneira certa

Como você pode ter visto pela definição de networking dada acima, é verdade que vivenciá-lo fica muito mais fácil para pessoas com facilidade para gerir relacionamentos interpessoais.

Entretanto, também é uma questão de vontade, prática e, principalmente, desenvolvimento pessoal. Quer saber como conseguir? Só continuar a leitura.

1. Saia da caixa

Se networking significa basicamente ter uma rede de contatos, não dá para começar a falar disso sem essa dica essencial: Saia da caixa.

Afinal, para se relacionar com pessoas você precisa encontrá-las e para tal você precisa ir até onde elas estão.

E hoje em dia nós temos uma vantagem que antigamente as pessoas não tinham:  As redes sociais.

Sim. Estas mesmo que você utiliza todos os dias: Facebook, Instagram, Snapchat…

Estas redes ajudam muito no networking de qualquer pessoa ou empresa. E a razão é simples: Permitem que nos comuniquemos com uma quantidade absurda de pessoas, ao mesmo tempo e sem sair do conforto do nosso lar.

Interagir com as pessoas por lá é uma ótima chance de fazer networking de um jeito fácil. E para isso não tem segredo: Curtir, comentar e compartilhar posts são ótimas maneiras de se conseguir trabalhar no networking no mundo online.

Mas é importante que você faça isso sempre de maneira genuína, ninguém gosta de gente puxa saco, não é mesmo?

Networking: Saia da caixa
Saia da caixa

Apesar disso, jamais fique preso dentro de casa e construindo relações apenas virtuais, ok?  A vida offline continua sendo mais importante nessa questão. Lembre-se do título desse tópico: Saia da caixa.

Ou seja, matricule-se em cursos, vá a eventos e feiras, participe de congressos e conferências.

Para você ter uma noção da importância de tudo isso, basta ver como empresas investem pesado em eventos: Patrocinando, posicionado o estande da marca, atraindo novos contatos…

Isso não é à toa, o networking está vivo aí.

E nessas horas não subestime o poder dos cartões de visita, estes continuam sendo muito úteis no networking empresarial.

Entretanto, tanto no mundo online quanto no físico, como no caso de eventos, por exemplo, o importante é que você não fique restrito às pessoas conhecidas.

Até porque o seu objetivo aqui é se relacionar com pessoas novas, certo?

Do mesmo modo, não dá para ficar quietinho, num canto e esperar que o ‘milagre da interação’ aconteça. Você precisa ser visto, então trabalhe para tal.

Todos nós somos únicos, chame à atenção pelo que te diferencia dos demais.

Deixa o medo e a vergonha de lado, se apresente, seja receptivo, encontre pontos em comum com as pessoas… E pronto: Você já saiu na frente.

2. Quantidade não é qualidade

Não é porque falamos no item anterior para você conhecer novas pessoas que você focará na quantidade das interações e não na qualidade das mesmas.

Não basta conhecer as pessoas, você precisa estabelecer uma verdadeira conexão com elas. Até porque o termo “conexão” implica em algo muito mais profundo do que o “conhecer”, certo?

Um erro comum observado ocorre quando as pessoas têm milhares de ‘amigos’ em suas redes sociais e acham que estão no caminho certo do networking.

Não tem nada a ver com isso. Você precisa ir além, superficialidade não permite que as conexões façam diferença na vida de ninguém.

O plano é: Relacionamento. Entre conhecer e se relacionar existe uma lacuna grande a ser conquistada, certo?

Networking Quantidade não é qualidade
Quantidade não é qualidade

Além disso, você precisa conhecer as pessoas certas. Isso não significa que você vai começar a se relacionar agora por interesse, ok? Só salientando que no caso de networking você precisará direcionar mais ainda a sua rede de contatos.

Isto é, você deve se esforçar para ir onde estão as pessoas que provavelmente farão uma troca boa com você. E ao encontrá-las, tome cuidado para dar a atenção necessária.

Em suma: Não basta só conhecer, você precisa ser alguém que exerce influência.

3. Seja humilde, empático e melhore SEMPRE

Não dá para falar em conexão, qualidade e relacionamento sem pensar em duas palavrinhas mágicas: Humildade e empatia.

As pessoas, no geral, não gostam de estar perto e se relacionar com pessoas convencidas, vaidosas e egoístas. Portanto, se esforce continuamente para melhorar internamente nesse sentido.

Nós todos possuímos experiências e conhecimentos que podem auxiliar outras pessoas e repassar isso é fundamental. Seja explicando um assunto, indicando materiais, apresentando indivíduos que se somariam em alguma causa ou problema.

É por essa razão que uma pessoa egoísta nunca conseguirá fazer networking da maneira certa. Simplesmente porque ela não conseguirá fazer uma das ações mais básicas para tal: Oferecer ajuda.

Um egoísta agirá apenas para se dar bem, enquanto o networking é troca, reciprocidade, aprendizados mútuos, é fazer a diferença na sua vida e na dos outros.

Networking: Seja humilde, empático e melhore SEMPRE
Seja humilde, empático e melhore SEMPRE

Uma dica rápida é: Trate TODOS como gostaria de ser tratado. Seja simpático, faça gentilezas, pratique mais o elogio, exerça a generosidade, pense antes de falar, dê atenção, se coloque no lugar do outro, ajude no que puder, seja alguém bom ou melhor.

Isso é ótimo não apenas para você e seu networking, mas para o mundo. Antes de mais nada, estamos aqui para melhorar, certo?

Falando em melhorar, preocupe-se com a sua imagem. A intenção não é que você assuma uma nova identidade, ok?

Contudo, todos nós temos pontos que podem passar impressões negativas nas pessoas, como hábitos ruins, vícios de linguagem e de comportamento.

E são essas pequenas coisas que precisam da nossa atenção, pois são imprescindíveis na construção de qualquer relacionamento.

Na dúvida aja com amor, bom humor, respeito e levezaSeja com sócios, parceiros de negócio, fornecedores e colaboradores… Todos.

4. Fale menos, ouça mais

Viu só como as nossas dicas se conectam? Essa aqui tem tudo a ver com a anterior, pois não existe empatia e humildade sem uma premissa básica: Ouvir.

Grande parte dos indivíduos pensa que se comunicar consiste em falar muito. Mas não. Nunca foi isso. Para se comunicar eficazmente, antes de tudo, você precisa saber ouvir.

As pessoas gostam de ser ouvidas e adoram falar delas próprias. Isso ocorre porque nós somos as pessoas mais importantes para nós mesmos.

Dessa forma, quando aparece alguém disposto a ouvir o que temos a falar, essa pessoa tende a sair na frente da maioria que somente pensa em falar, falar, falar…

Networking: Fale mais, ouça menos
Fale mais, ouça menos

Quatro ótimas dicas a se praticar: Olhar para o rosto das pessoas quando elas falam, chamar pelo nome, fazer boas perguntas sobre elas e prestar atenção no que elas têm a dizer.

Ao mostrarmos interesse verdadeiro em alguém, simplificamos a construção de uma boa conversa.

No início, fale menos de você e seja mais aberto para os outros. Dê a chance para outra pessoa se destacar. Quando pensamos menos no “eu” as coisas fluem naturalmente.

Aliás, ao conhecer mais profundamente alguém, extraímos maiores quantidades de informação que podem ser úteis para nós também.

Enfim, o que todos nós buscamos no mundo? Atenção, respeito, amizade, amor… Dê isso às pessoas e o mundo, com certeza, reagirá positivamente para você.

5. Nutra os relacionamentos

De pouco adianta o que falamos até agora se você não trabalhar para que as relações construídas perdurem.

Acredite: Adquirir novos contatos demanda menos cuidado que mantê-los. E como gostamos de falar no Marketing Digital: Quem não é visto, não é lembrado.

Por isso, se faça presente na vida das pessoas que conheceu. Mais uma vez as redes sociais estão aí para te ajudar a manter o contato com elas frequentemente.

O gatilho da reciprocidade é um dos gatilhos mentais mais persuasivos. Pratique!

Lembrar de uma data importante, marcar em um post interessante, escrever uma mensagem no aniversário… Tudo isso conta.

Outro item que muitos profissionais da área são unânimes em falar é para jamais – em hipótese alguma – você deve procurar as pessoas apenas quando precisa delas, seja num favor ou problema.

Networking: Nutra os relacionamentos
Nutra os relacionamentos

Nem precisamos falar o porquê, certo? Mas só reforçando, isso é feio, ninguém gosta e lembre-se que amizade nenhuma funciona unilateralmente.

Não espere que as pessoas venham até você. Mostrar preocupação faz com que estas recordem de você na hora de fechar negócios, parcerias, vagas…

Diga mais ‘sim’ do que ‘não’, sabe aquele papo de “Vamos combinar alguma coisa qualquer dia?”, seja o tipo de pessoa que realmente faz os encontros acontecerem.

Até porque a vida é muito curta para não aproveitarmos a companhia das pessoas ao máximo.

6. Tenha bom senso

Não poderíamos deixar o bom senso de fora dessa lista, certo? E quanto a isso nem temos muito o que explicar, não é mesmo?

Em algumas situações durante a vida, ao tentar nos relacionar com outras pessoas, sem perceber, acabamos sendo um tanto quanto invasivos e chatos. Não seja essa pessoa.

Networking: Tenha bom senso
Tenha bom senso

Abordar as pessoas de maneira agressiva, não respeitar a individualidade dos outros, querer ser ‘o melhor amigo de infância’ de alguém que acabou de conhecer… Nada disso é interessante.

Ao conhecer as pessoas, fique atento aos detalhes, seja um observador. Caso note que somente você está interessado em dar continuidade na conversa, não insista.

Ninguém agrada todo mundo. Nem temos que buscar isso. Antes de mais nada, tenha amor próprio e saiba sair do lugar que não te cabe. Foque nas pessoas que querem estar perto.

Doses diárias de bom senso sempre é bem-vinda. Seja na vida pessoal ou na profissional.

7. Vá além…

Depois de todas as dicas que falamos aqui, essa chega como síntese de todas: Vá além.

Você não precisa ficar restrito ao networking usual. Claro que as ações que falamos aqui, quando tomadas em meio empresarial, contribuirão para o sucesso do seu negócio.

Já que conforme mais pessoas entram na sua rede e se conectarem com qualidade, mais a sua marca ganha alcance positivo.

Porém, pense com a gente: As melhores amizades são as que as partes compartilham interesses em comum, certo?

Então, o objetivo é que você tenha não apenas parcerias profissionais como para a vida, como um todo.

Networking: Vá além...
Vá além…

O mais incrível é que quando trabalhamos os pontos abordados aqui, tudo ocorre de maneira natural e espontânea. E o melhor: Todo mundo sai ganhando.

Resumindo: Faça o bem sem esperar algo em troca, o resto é consequência.

As pessoas sentem quando agimos com sinceridade. Por isso, seja alguém de verdade e apenas aja de acordo com isso. 

Se networking é se relacionar, basta pensar: Relacionamentos que começam com mentiras estão fadados ao fracasso. E nós só queremos sucesso.

Falamos disso com propriedade porque aqui no leadlovers nós somos apaixonados por relacionamentos.

Afinal, não dá para negar: São as relações humanas que movem o mundo.

Tá esperando o que para mover o seu?

 

Compartilhe o post:

Tags: , , , , ,

Saiba Como Automatizar Suas Vendas!

Aprenda a automatizar suas vendas e foque no que realmente importa.


Quero ficar atualizado sobre as melhores práticas e dicas do blog Automação de Vendas para melhorar o e-mail marketing. Se você não curtiu, basta cancelar. Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Siga-nos: