O que é um Copywriter? Preciso dele para Vender Infoprodutos?

Muitos infoprodutores e outros empreendedores ficam na dúvida do que precisam para começar. Uma das perguntas mais comuns que a gente recebe é: O que é um copywriter? Será que preciso contratar esse profissional para vender meus infoprodutos?

Se você está pensando em investir em freelancers (ou mesmo colaboradores) para te ajudar a vender os seus produtos no digital, pode ter chegado no nome “copywriter”.

Isso é muito esperado, já que esse profissional é hoje um dos mais importantes no universo do Marketing Digital.

Mas quais técnicas ele utiliza para criar seus conteúdos e estruturas de texto? Quais são as vantagens de contar com ele no seu empreendimento?

Essas dúvidas estão na sua mente? Se sim, continue a leitura…

Nós vamos explicar o que é um copywriter… Desde de o que esse profissional faz até as técnicas utilizadas para criar textos convincentes e geradores de conversões.

O início

Nós sabemos que nem sempre você pode contar com um time de profissionais, principalmente se você está na jornada do primeiro lançamento de um infoproduto.

Mas acreditamos que vale a pena conhecer algumas opções que podem completar sua equipe. Seja agora ou lá na frente.

Além disso, também vamos explicar o que é a famosa “copywriting”… Uma estratégia de produção de textos do marketing digital que tem o objetivo de envolver o leitor e levá-lo a uma ação.

Só para deixar com um gostinho de quero ler mais:

O profissional que usa essa técnica, – da copywriting-, é o Copywriter, sendo o responsável por persuadir o leitor a comprar seu produto ou serviço.

Então, vamos lá?

Entendendo o Copywriting

O Copywriting é uma estratégia usada no marketing digital para criar textos persuasivos, que façam o leitor tomar uma iniciativa específica.

Através de gatilhos mentais e outras estratégias, as técnicas de Copywriting levam a pessoa por todo o texto até uma Call to Action (CTA). Que tem por objetivo uma ação, como a de baixar um e-book ou cadastrar um e-mail.

O papel do copywriting dentro do marketing digital é tentar conduzir o usuário no processo de Funil de Vendas, gerando as tão sonhadas conversões (cadastro ou vendas).

É claro que para isso ocorrer, antes de tudo é essencial que se entenda a persona. De modo a conhecer a fundo suas necessidades, ficando mais fácil fazer uma narrativa personalizada para o universo do leitor.

Mas não é qualquer um que consegue aplicar essas técnicas de uma maneira adequada e efetiva. Para isso existe um profissional que conhece a fundo essa estratégia que é o Copywriter.

Alguns Passos Básicos de Copywriting

Alguns Passos Básicos de Copywriting
Alguns Passos Básicos de Copywriting

Antes de entender o que é o copywriter, e se você precisa ou não contratar esse profissional, é importante conhecer algumas técnicas do copywriting. 

O Copywriter é um ótimo vendedor, porque entende como funciona a psicologia da compra de um produto ou serviço. E usa esses conhecimentos para criar textos irresistíveis, com alta taxa de conversão e engajamento.

O Copywriter conhece bem o percurso que o cliente faz para fechar uma compra. E assim cria conteúdos específicos para guiar essa pessoa até o final do caminho.

Para isso, esse profissional usa algumas técnicas que permitem persuadir o consumidor de que ele precisa daquele produto ou serviço para suprir uma necessidade sua. 

Como nem sempre você tem a possibilidade de contratar um copywriter, é importante conhecer essas técnicas, para aplicá-las no seu conteúdo.

Então venha conhecer algumas delas com a gente.

1 – Entendendo o público alvo

A chave para o sucesso de um Copywriter é o conhecimento que ele tem do seu público alvo ou persona.

Tendo uma persona definida, com suas características bem claras. É mais fácil criar conteúdos baseados nas suas necessidades, usando de técnicas de persuasão específicas, captando seus desejos e anseios.

Além disso, quando ele conhece o público alvo, fica mais fácil entender qual conteúdo ele mais se interessa.

Isso pode parecer até bobagem, mas imagine só:

Se o seu infoproduto é sobre alimentação para veganos, não faz sentido nenhum criar um conteúdo com receitas com carne, por exemplo.

Entende como conhecer o público alvo é essencial para criar uma copy poderosa?

2 – Uso de gatilhos mentais

Gatilhos mentais são aqueles acionadores automáticos. Mecanismos quase inconscientes, que contornam as objeções do leitor transmitindo confiança e despertando um estímulo para uma conversão.

Existem diversos gatilhos mentais, alguns exemplos são os gatilhos da: urgência, escassez, autoridade, prova social.

Cada um deles promove uma emoção específica no leitor. E tudo isso, resulta na compra de um infoproduto, ou faz ele promover determinada ação.

3 – Storytelling

Uma das formas mais eficientes de chamar a atenção e conseguir engajamento de sua audiência é contando uma história. Estratégia também conhecida como storytelling.

Usando narrativas envolventes, normalmente seguindo a Jornada do Herói, o Copywriter procura criar uma forte conexão com seu público alvo. Despertando algumas emoções para alcançar o seu objetivo.

Essa é uma técnica muito utilizada em livros e filmes, mas também pode ser aplicada nos conteúdos de marketing digital.

Inclusive, muitos infoprodutores de sucesso utilizam esse artifício nos roteiros dos vídeos de lançamento.

Quando você menos percebe, já está envolvido e se identificando com a história dele. E então, se torna impossível não comprar o infoproduto lançado.

4 – Uso de números

O uso de números é uma estratégia comum para o Copywriter. Porque é uma forma de apresentar autoridade sobre algum assunto.

Apresentar estatísticas e números de pesquisas são ótimos para dar mais credibilidade ao texto. Além de demonstrar que o criador do conteúdo está por dentro do assunto.

Essa também é uma forma de mostrar o quanto o conteúdo que está sendo apresentado é eficaz. Afinal, não é você quem está dizendo isso, mas um instituto ou outro órgão de pesquisa.

5 – Prova Social

Esse é um ótimo recurso dentro das técnicas que um copywriting usa.

Neste caso, ele utiliza a credibilidade de outra pessoa, para comprovar o quanto sua solução é eficaz.

Como por exemplo, trazer depoimentos de alunos que já utilizaram seu curso, e conquistaram seu objetivo. Ou então, se a técnica foi utilizada por outras personalidades, pode ser um chamariz para você.

Se o infoproduto é sobre técnicas de produtividade e elas são usadas por grandes empresários, isso pode ser uma informação importante na sua copy.

Vale ressaltar que esse recurso só deve ser utilizado, quando realmente aconteceu. Não dá para falar que fulano usou seu produto e teve resultados, quando isso não é real!

Aliás, esse é um fator muito importante! A copywriting é uma técnica de persuasão de vendas sim, mas não é para criar fatos que não aconteceram.

Quando você está criando uma estratégia de vendas, é sempre essencial trabalhar com a verdade com seu público. Só assim você vai conquistar a confiança de fidelização de cada um deles, a ponto deles indicarem seu infoproduto para outras pessoas.

Onde a Copywriting pode ser usada?

Onde a Copywriting pode ser usada?
Onde a Copywriting pode ser usada?

Já demos uma adiantada nesse assunto nos tópicos anteriores, mas é importante entender em quais formatos as técnicas de copywriting podem ser usadas.

Na verdade, você pode usar essa técnica em qualquer texto que tem como objetivo, vender algo. Então as opções de formatos são muito amplas.

Mas como nosso foco aqui são principalmente os infoprodutores, vamos dar alguns exemplos de formatos de conteúdo que fazem parte do seu dia a dia.

Vale lembrar que essas são algumas sugestões. Isso não quer dizer que você não possa usar as técnicas de copywriting em outro formato. 

Muito pelo contrário, como comentamos, se o objetivo é realizar uma determinada ação, essa técnica é sempre muito bem-vinda.

1 – Anúncios

Toda mensagem publicitária, que promova um produto ou serviço, pode ser considerada um anúncio. E na internet isto já se tornou comum, afinal as empresas querem chamar atenção do público para seu negócio.

Os formatos digitais para se promover algo: como pop-ups, banners, e-mail marketing, mídias sociais, que usam o texto como chamariz do público. Todos são campos de atuação do Copywriter.

Ou seja, aquele anúncio irresistível que você viu no Google, ou aquele patrocinado que apareceu no seu feed, muito provavelmente foi escrito por um copywriter.

2 – Roteiro para vídeos

A criação de vídeos é uma estratégia poderosa dentro do marketing digital. Ela cria conexões, humaniza o conteúdo e ainda gera autoridade para o infoprodutor.

Os criadores de conteúdo usam e abusam dessa ferramenta, que ainda aumenta o engajamento das redes sociais. 

Porém, um vídeo bem feito depende de um roteiro bem preparado, com conteúdo relevante e poderoso. E é aí que entra o Copywriter.

Esse profissional vai criar um roteiro irresistível para o espectador, que vai conferir o conteúdo até o final.

3 – E-mail marketing

O e-mail marketing ainda é uma forte estratégia de marketing digital. E o copywriter é o cara para fazer a diferença no conteúdo apresentado ao cliente.

Se você acredita que o e-mail marketing morreu, nós te convidamos a rever esses conceitos. Enquanto as grandes redes sociais como o Facebook e Instagram, vem diminuindo a taxa de entrega de conteúdos orgânicos. O e-mail segue firme e forte.

Segundo uma pesquisa realizada pela Marketing Profs, site especializado em marketing digital, 74% dos executivos conferem a caixa de e-mail antes mesmo de chegar ao trabalho.

Utilizando uma boa estratégia de copy, o e-mail se torna uma ferramenta eficiente de fidelização de público e conversão de vendas.

4 – Landing pages

Um dos primeiros caminhos para capturar leads, são as landing pages. Aquelas páginas únicas, usadas principalmente para apresentar alguma novidade.

Apesar de conter pouco espaço, ela também é uma importante ferramenta, que merece ter um texto com técnicas de copywriting.

Aliás, você pode utilizar esse espaço com dois conteúdos diferentes, sendo estruturados com técnicas de copywriting.

O texto propriamente dito do corpo da landing page, com um título irresistível, gatilhos mentais e uma CTA impactante. E também um vídeo, com um roteiro bem escrito, utilizando a jornada do herói como fio condutor.

5 – E-books

Sim, também é possível utilizar técnicas de copywriting na estrutura de um ebook.

Apesar de associarmos a copywriting sempre a textos pequenos, ela também é uma forma de deixar o conteúdo do ebook mais atrativo.

Isso porque ela deixa o conteúdo mais simples de ler, mais chamativo, e diminui as chances de uma escrita cansativa.

Então, se você pretende criar um infoproduto no formato de ebook. Pesquise sobre como criar a estrutura do texto utilizando a copywriting.

6 – Peças publicitárias

Apesar de estarmos dando foco para as divulgações realizadas dentro do marketing digital. Também é possível utilizar a técnica de copywriting dentro de formatos tradicionais.

Inclusive, vale destacar que a técnica de copywriting já existia muito antes do marketing digital. Ela já era utilizada em anúncios em revistas, jornais e em cartas de vendas.

Mesmo não sendo o foco do infoprodutor, vale ressaltar que as peças publicitárias ainda são um meio eficiente de chegar ao consumidor. Mesmo na era digital, porque o uso de outdoors e folders têm seus objetivos.

A grande vantagem de utilizar essa técnica, da copywriting, nos conteúdos, é aumentar sua taxa de conversão. Ou seja, criar conteúdos que vendem mais!

E você não precisa aprender a fazer tudo isso sozinho. Afinal, essa é a função do Copywriter. Ele tem a capacidade de criar conteúdos específicos para cada um desses formatos. Conseguindo transmitir a mensagem correta para o público certo.

O que é um Copywriter?

O que é um Copywriter?
O que é um Copywriter?

E finalmente vamos falar sobre o que é um Copywriter!

Ele é aquele profissional que vai usar as técnicas de Copywriting para criar conteúdos persuasivos, usando palavras certas, ou gatilhos mentais. Visando a tomada de decisão do público alvo como, por exemplo, a aquisição de um infoproduto ou serviço.

As técnicas usadas pelo Copywriter podem ser usadas em diversos formatos de textos. Sejam eles direcionados para redes sociais, e-mail marketing ou landing pages, e até mesmo em mídias físicas, como os outdoors.

Este profissional está em alta porque as empresas estão interagindo mais com seu público no meio digital. Elas querem criar conteúdos atraentes e que convençam os leitores a comprarem seus produtos.

A atuação do Copywriter é bem ampla, pois pode criar conteúdos eficientes para diversos formatos de propaganda.

Preciso contratar um Copywriter para vender meus infoprodutos?

Bom, nós sempre indicamos que você tenha ao seu lado profissionais que irão aprimorar seu infoproduto.

Pensando nesse ponto, indicamos sim que você contrate um copywriter. Afinal, ele é um profissional essencial dentro da estratégia de lançamento, produção e divulgação de um infoproduto.

É como lançar um infoproduto sozinho, é possível ser feito. Mas será que você possui todas as expertises necessárias para isso?

É muito importante lembrar que existem vários processos envolvidos na produção de um infoproduto. E no mundo ideal, o infoprodutor deveria focar apenas em criar aulas de valor para seu aluno.

Mais um ponto que vale ressaltar, você não precisa necessariamente contratar um copywriter fixo. Uma opção mais acessível, seria contratar o profissional freelancer.

Ou seja, você pode contratar o copywriter para fazer trabalhos específicos e pagar por eles. Sem necessariamente ter um vínculo empregatício com ele.

Essa é uma opção interessante tanto para o copywriter, que pode atender mais clientes ao mesmo tempo. E para você, que pode conseguir um valor mais acessível fechando pacotes de serviços.

Quando contratar um copywriter?

Quando contratar um copywriter?
Quando contratar um copywriter?

Se você ainda tem dúvidas sobre se deve contratar ou não um copywriter, independente se ele vai ser um colaborador fixo, ou freelancer. Separamos alguns fatores que podem ajudar nessa escolha.

Sabemos que em muitos casos, os infoprodutores não contam com uma verba para montar uma equipe. Mas se você pretende realizar um crescimento de forma sustentável, inevitavelmente vai precisar aumentar sua equipe.

E já ouviu aquela frase: o barato sai caro? Isso também se aplica nessa situação. Por isso, selecionamos algumas perguntas importantes, que você deve se fazer. Para avaliar se o copywriter é necessário no seu time.

1- Você gosta de escrever?

Essa é uma habilidade essencial dentro da copywriting, e em muitos casos justifica a contratação de um copywriter.

Se você não gosta de escrever, ou não tem a mínima habilidade nessa área. Com certeza vai sofrer muito para criar um texto atrativo.

E se conseguir chegar nesse resultado, muitas vezes vai demorar o dobro do tempo que um profissional da área levaria.

2 – Você conhece as técnicas de copywriting?

Os textos de copywriting seguem uma estrutura específica, com técnicas usadas para deixar o conteúdo mais atrativo. Como já comentamos acima.

Como você pode perceber, existem muitos macetes envolvidos nesse processo, que precisam ser estudados.

É possível sim aprender técnicas de copywriting, afinal, existem muitos materiais disponíveis na internet sobre esse assunto. Além de livros que ensinam sobre.

Mas, você vai precisar estudar muito o tema antes de colocar a mão na massa.

3 – Você tem tempo para se dedicar a copywriting?

Assim como qualquer outro processo, a copywriting também precisa de tempo e dedicação.

A verdade é uma só, quanto vale seu tempo? Você está disposto a gastar esse precioso recurso fazendo uma coisa que você não sabe? E que provavelmente não vai sair correta?

Mais uma vez, o barato pode sair caro nessa situação.

4 – Você tem facilidade em ser multitarefas?

Quando você se propõe a escrever seus conteúdos, está escolhendo fazer mais de uma tarefa ao mesmo tempo na criação do seu infoproduto.

Além de ser o especialista, que detém todo o conhecimento sobre o conteúdo das aulas. Você também vai ser responsável por toda a parte de criação dos textos e anúncios.

Se você tem dificuldades em realizar mais de uma tarefa ao mesmo tempo. Provavelmente vai precisar da ajuda de um copywriter.

5 – Você conhece os diferentes formatos de conteúdo?

Como explicamos acima, as técnicas de copywriting podem ser aplicadas em diversos formatos de conteúdo.

Mas cada um deles precisa ser escrito de uma forma específica. Você conhece os requisitos necessários para cada um dos formatos?

Além de atingirem os alunos em momentos diferentes, como por exemplo, o leitor de um anúncio nas redes sociais, está em um momento diferente de um leitor de um e-mail marketing. Os textos também contém especificações técnicas, como números de caracteres entre outras especificidades.

Você conhece todas elas? Ou vai precisar se dedicar e estudar cada uma delas?

Analise cada uma dessas perguntas, e responda cada uma delas com sinceridade. Isso pode ajudar a concluir se o copywriter precisa ser contratado na sua equipe.

Por onde começar a aprender copywriting?

Por onde começar a aprender copywriting?
Por onde começar a aprender copywriting?

 

Se você respondeu as perguntas acima e está disposto a aceitar o desafio de fazer os conteúdos com copywriting sozinho. Temos algumas dicas que podem ajudar nessa empreitada.

1- Leia muito!

Pode parecer clichê, mas quem lê mais, escreve melhor.

A leitura aumenta sua bagagem como escritor, apresenta novas palavras, novos contextos, aumenta a criatividade.

Ler ajuda na inspiração e auxilia muito na criação de uma boa copy.

2- Estude gatilhos mentais

Como nós falamos acima, os gatilhos mentais são muito importantes dentro da estrutura da copy.

Eles incitam determinadas emoções nos leitores, o que pode fazer com que seus textos sejam mais efetivos.

Por isso, é muito importante conhecer os principais gatilhos mentais, e como aplicá-los nos textos.

3- Conheça seu público

Essa dica vale tanto para aprender a copywriting, quanto para estruturar um bom infoproduto.

É essencial conhecer a fundo seu público-alvo. Só assim, você vai criar conteúdos que realmente os interessam.

Aliás, você, como infoprodutor, precisa ser um conhecedor profundo do seu público, para entender e sanar suas principais dores.

4- Pesquise sobre SEO

O Google gosta de textos escaneáveis, ou seja, que possuem técnicas de SEO em sua estrutura.

O SEO deixa o texto mais fácil de ler, mais agradável. Além de melhorar o posicionamento orgânico do texto no Google.

Essa técnica também faz parte do pacote: o que é um copywriter. 

5- Conte histórias

Apesar do foco de um texto com copywriting ser a venda, ele também precisa contar uma história.

Lembre-se, o leitor não quer apenas comprar alguma coisa, ele também precisa ser envolvido no seu conteúdo. E isso, você consegue criando um texto que conte uma história com começo, meio e fim irresistíveis.

Concluindo…

O Copywriter é uma profissão em ascensão, porque o mercado digital está em alta. E as empresas estão em busca de alguém qualificado para gerar conteúdos eficazes e que gerem resultados.

As técnicas de Copywriting usadas por esse profissional para criar conteúdos persuasivos e envolventes realmente funcionam. E levam as pessoas a tomarem a ação de comprar aquele produto ou serviço que estão buscando.

Então, o Copywriter é uma peça estratégica para se ter na sua empresa. Porque seus clientes terão uma abordagem muito mais eficiente e assertiva, através dos textos construídos por este profissional.

Você pode começar nessa jornada sozinho. Mas contando com esse profissional na sua equipe, as chances de sucesso serão ainda maiores!

 

Compartilhe o post:

Tags: , ,


0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Siga-nos: