4 Plataformas de Infoprodutos para Infoprodutores que Procuram a Ideal

As plataformas de infoprodutos possibilitam a comercialização de produtos digitais de maneira fácil e escalável. São portais que fazem a conexão entre produtores, afiliados e consumidores, movimentando a “economia do mercado digital”.

Como esse mercado está em ascensão, as possiblidades só aumentam e aí surgem várias dúvidas sobre o assunto. Uma das mais comuns é: Qual plataforma de infoprodutos devo escolher?

É por isso que decidimos criar um artigo para te ajudar nessa importante escolha. Então, se você é um infoprodutor (ou pretende se tornar um) e quer entender mais sobre essas plataformas, está no lugar certo.

E sim, para essa tarefa separamos algumas das principais plataformas de infoprodutos da atualidade. Nosso objetivo é que, ao final, você decida por si mesmo qual delas tem mais a ver com o seu perfil e objetivo.

Vamos conferir?

O Mercado de Infoprodutos e as Plataformas: Entenda

O Mercado de Infoprodutos e as Plataformas: Entenda

O mercado de infoprodutos é um dos mais promissores do momento. Funciona como uma estrutura virtual para vendas de infoprodutos

Dentro desse cenário, as plataformas de infoprodutos servem como “portais” que gerenciam a divulgação, o pagamento e a distribuição desses produtos digitais.

É importante ressaltar que quando falamos de infoprodutos ou produtos digitais estamos falando de produtos que não são físicos. Tais como: Cursos em vídeo, mentorias, workshops, webinars, áudios, templates, etc.

Logo, se você é especialista em algum assunto (e quer compartilhar o seu conhecimento com o mundo), por exemplo, pode se tornar um infoprodutor.

Ou seja, pode criar um infoproduto – como um curso online – sobre o assunto que domina e vender por meio desses sistemas.

São essas plataformas que viabilizam o trabalho dos infoprodutores (produtores digitais). Além da maioria delas intermediar o trabalho desses infoprodutores com os chamados afiliados.

Os afiliados, basicamente, são profissionais que ganham dinheiro por meio de comissões. Isto é, divulgam um produto criado por um infoprodutor e recebem parte da venda.

Então, é dentro de uma plataforma de infoproduto que você poderá também encontrar pessoas que irão se afiliar ao seu produto digital e ajudar na divulgação dele.

Você, como infoprodutor, decidirá qual comissão irão receber, quais critérios para que a afiliação acontece e o resto é tudo automático… Tudo isso sem se preocupar com as burocracias de trâmites financeiros, estabilidade e segurança da plataforma.

Obviamente que para todo esse trabalho ser realizado, há taxas cobradas por cada aquisição. Contudo, ainda assim é um negócio de alta rentabilidade.

Aliás, as possibilidades são muitas… Como é um sistema escalável, seus rendimentos podem atingir números astronômicos!

Quer ver?

Em números…

Para se ter uma dimensão da lucratividade deste tipo de negócio, em 2019, o gasto com Marketing de Afiliados no Reino Unido foi de £510 milhões, um crescimento de 8,4% em relação a 2018, de acordo com o relatório da IAB/PwC

No relatório de 2020, o display marketing — que abrange outros recortes além dos afiliados — cresceu 0,3%, apesar do cenário negativo, chegando a  £2.84 bilhões.

Estes números são simbólicos, e ilustram a trajetória ascendente deste segmento do mercado digital. Crescendo mesmo entre as adversidades, os infoprodutos se solidificam enquanto solução para vender pela internet.

Infoprodutor x Afiliado

Como mencionamos anteriormente, as plataformas funcionam fazendo a ligação entre infoprodutores e afiliados. E esse intermédio é cobrado através de taxas por venda e por saque.  Porém, o cadastro em todas as plataformas costuma ser gratuito.

Assim, o infoprodutor produz o conteúdo e o disponibiliza na plataforma de sua escolha. Ela, por sua vez, cuidará de todo o resto, como a distribuição, divulgação e contabilidade (cobrança, venda, pagamentos, comissionamentos, etc).

Além disso, afiliados que se interessarem pelo seu material podem pedir para trabalharem na sua divulgação. Assim que aprovados, eles serão representantes de vendas online dos seus infoprodutos, espalhando sua mercadoria pela internet.

Portanto, todo o dificultoso processo de cobrança e publicidade é resolvido por essas plataformas. Ao infoprodutor cabe apenas produzir um conteúdo de alta qualidade, geralmente aproveitando sua especialidade.

Dentro do mercado de infoprodutos, você não apenas pode escolher entre ser afiliado e ser infoprodutor, com pode ainda ser as duas coisas ao mesmo tempo. Não é incrível?

Para saber mais sobre afiliados, recomendo o nosso artigo: “O que é um Afiliado? Tudo que Você precisa Saber para Começar”.

Por que e Como ser um Infoprodutor?

Se você tem algum conhecimento bacana sobre um tema específico, você pode ser um infoprodutor. E não importa a área… Há uma demanda grande de aprendizado nos mais diversos nichos.

Afinal, o que você tem a contribuir com o mundo? A resposta dessa pergunta pode se transformar em um infoproduto de sucesso.

O passo mais importante para ser um infoprodutor é dominar o assunto a qual se atreve a abordar. É imprescindível se aprofunde naquilo que se propõe a ensinar. 

Antigamente, aconselhava-se a escrever um livro para materializar sua expertise ou criar um curso junto a uma instituição. Hoje, porém, a alternativa mais viável pode ser se tornar um infoprodutor.

Com o crescente apelo audiovisual é possível e muito rentável ministrar aulas on-line, prestar monitoria virtual, disponibilizar treinamentos ou qualquer outra forma de disseminação de conhecimento

Por ser escalável, é uma oportunidade promissora que aumenta ganhos e diminui esforços, tornando possível atingir milhares de pessoas com o mesmo material (e de uma só vez).

Para ser um infoprodutor de sucesso, há alguns passos essenciais:

  • sistematize sua proposta de infoproduto;
  • crie e edite o conteúdo;
  • cadastre-se em uma plataforma;
  • disponibilize sua solução para compra.

Obviamente, é indispensável que seja um produto de qualidade. Além disso, invista em um bom nome e proposta de valor. 

Apesar de ser um trabalho extenso e delicado, uma vez pronto, seu infoproduto irá gerar renda e impacto por muito tempo. Por isso, vale a pena dedicar-se para entregar algo realmente excelente.

Ah e se você quiser saber mais a fundo o que precisa se tornar um infoprodutor que venda de verdade, leia o nosso artigo “Como ser um Infoprodutor – Passo a Passo Descomplicado”.

Conheça as 4 das Principais Plataformas de Infoprodutos para Infoprodutores

1 – EDUZZ

1 – EDUZZ

A Eduzz é uma excelente plataforma que gerencia a venda de produtos digitais. A startup está desde 2015 crescendo no cenário nacional e se destaca por priorizar pela qualidade e por taxas menores.

Com uma interface minimalista e fluxo rápido de navegação, a Eduzz garante uma recuperação de vendas eficiente. Além de um rastreamento de link aprimorado, conhecido como “funil infinito”.

A Eduzz cobra uma taxa de 4,9% sobre o valor do produto, mais R$1,00 por transação. Ou seja, se seu infoproduto custa R$100,00, a cada venda será descontado R$5,9.

O valor mínimo para sacar é de R$109,00, com o teto máximo de R$1900,00 para pessoa física. Os valores são liberados 30 dias após a venda, mas com o sistema de antecipação é possível solicitar saques e efetuá-los em até 24 horas.

Para se aprofundar sobre a Eduzz, leia o nosso artigo “Eduzz ou Hotmart: Qual Plataforma de Infoprodutos Escolher?“.

2 – MONETIZZE

2 – MONETIZZE

A Monetizze é uma empresa premiada, presente desde 2015 no mercado brasileiro. Além dos infoprodutos, ela também dá suporte para vender produtos físicos.

A plataforma oferece diversas ferramentas para a gestão das vendas, disponibilizando painéis com relatórios e análises. O rastreamento para atribuir as comissões é chamado de “afiliação global”.

Para sacar seus ganhos, a Monetizze pede o prazo de 3 dias, mas geralmente libera em poucas horas. A taxa é de R$4,80 por saque, mas é isenta se feita pelo Banco do Brasil ou se for um valor acima de R$500,00.

A empresa recolhe dos produtores uma taxa de 9,9% do valor do produto mais R$1,00 a cada venda. Os pagamento são retidos por 30 dias antes de serem depositados na conta.

Se você quer saber mais sobre a Monetizze, leia o nosso artigo “Monetizze ou Hotmart: Qual Plataforma de Infoprodutos Escolher?“.

3 – HOTMART

3 – HOTMART

A Hotmart é a empresa mais tradicional do segmento no Brasil. Está desde 2010 prestando com excelência o serviço de comercialização de infoprodutos. Atualmente conta com mais de 1,3 milhão de usuários e 150 mil produtos cadastrados.

É uma referência sólida na América Latina, oferecendo a maior variedade de produtos e afiliados. É uma alternativa robusta e confiável, com indicadores inteligentes de qualidade que auxiliam na categorização dos infoprodutos.

A taxa cobrada por venda é de 9,9% do valor do produto mais R$1,00. Com o sistema próprio de pagamentos, o Hotpay, é possível sacar em até 24 horas, com uma taxa de R$1,99.

Aliás, se você quiser saber como funciona a Hotmart, nós temos um artigo bem completinho que fala justamente sobre isso, é esse: “Como Funciona a Hotmart: Entenda tudo para começar” .

4 – BRAIP

4 – BRAIP

A Braip é outra empresa mineira fundada em 2018. Em seu pouco tempo, já conquistou uma considerável fatia do mercado, chegando a faturamentos de vários dígitos.

A Braip iniciou comercializando apenas produtos físicos, mas acabou cedendo e passou a abranger também os infoprodutos, em um movimento inverso das concorrentes.

Assim como as outras soluções, a plataforma tem uma navegação intuitiva, interface limpa e relatórios detalhados. Com um avançado sistema de frete configurável, a Braip se destaca por garantir uma logística otimizada.

Em relação às tarifas, a Braip cobra 9.90% do valor de cada transação, mais R$1,00. Também é descontado do pagamento 5,49% ao mês, proporcionais à venda mais recente.

Como escolher a sua Plataforma de Infoprodutos

Como escolher a sua Plataforma de Infoprodutos

Agora que você já conhece algumas das plataformas disponíveis no mercado, está na hora de considerar as variáveis pertinentes para a sua realidade e então tomar uma decisão.

O que é prioridade para um infoprodutor pode não ser para outro. Por isso, é recomendável refletir sobre seus objetivos, traçando metas de curto, médio e longo prazo.

Considere fatores como rentabilidade, escalabilidadetemas principais e variedade de afiliados. Taxas menores podem ser atrativas, mas talvez não compensam se o infoproduto for de um nicho muito específico.

Apostar nas mais antigas e reconhecidas pode trazer segurança e confiabilidade, mas talvez restrinja a inovação e o potencial criativo. Não há somente uma resposta certa e todas as plataformas merecem ser, ao menos, testadas.

Cada plataforma trabalha com diferentes métricas para analisar a performance. A plataforma global Awin, por exemplo, trabalha com o C.A.V.E, que considera: taxa de conversão, porcentagem de aprovação, tempo de validação e ganhos por clique.

A indicação aqui é analisar a performance dos seus infoprodutos em diferentes plataformas… A partir dos dados encontrados, traçar uma estratégia mais assertiva.

Tendências

O mercado de infoprodutores e de afiliados está em constante expansão. Seguindo a tendência de nichos e segmentação de público, é comum se perguntar qual nicho está mais “quente” na atualidade.

Em uma análise com 550 programas de afiliados estadunidenses, Geno Prussakov, CEO da AM Navigator, elencou os 10 nichos mais importantes, que representam 71% da amostra total. Estas categorias são:

  • Moda (vestuário, acessórios, calçados)
  • Esportes e atividades ao ar livre (recreação, roupas esportivas, mercadorias para fãs)
  • Saúde / bem-estar e beleza (suplementos, produtos, perda de peso, cuidados com a pele)
  • Viagens (aéreas, hotéis, aluguel de carros, etc.)
  • Casa e jardim (artigos de decoração, cozinha, jardinagem, reforma da casa)
  • Computadores e eletrônicos (computadores, periféricos, tinta, etc)
  • Educação e treinamento (aluguel de livros, softwares relacionado à educação)
  • Negócios (suprimentos, móveis de escritório, ferramentas de marketing, etc)
  • Finanças e seguros (cheques, serviços relacionados a crédito, empréstimos, seguros, proteção de identidade)
  • Lojas sofisticadas e luxuosas

Esta singela lista é representativa, e aponta para os temas de maior recorrência nos programas de afiliados dos Estados Unidos. Entretanto, com ela é possível desdobrar possibilidades e refletir sobre sua área de atuação.

Outra tendência inegável são os smartphones. Desde o primeiro Iphone em 2007, a tecnologia se espalhou ao redor do mundo. Apesar do mercado ter saturado nos últimos anos, segundo as Nações Unidasmais celulares do que pessoas no mundo.

Portanto, além de se atentar aos nichos em voga, é indispensável pensar na responsividade e na usabilidade dos seus infoprodutos em smartphones, isto é, ser plenamente mobile-friendly.

Conhecendo as plataformas, as tendências vão ficar ainda mais evidentes, uma vez que cada uma tem sua própria maneira de categorizar os infoprodutos. 

Conclusão

Conclusão

E aí, o que você achou das plataformas de infoprodutos que separamos para você? Fizemos uma pequena seleção, eu sei. Isso porque nosso objetivo não é te deixar ainda mais confuso e sim auxiliar para que a sua escolha seja a mais certeira possível.

Isso não significa que esgotamos o assunto nem que existam plataformas melhores ou piores. Quem deverá analisar e optar é você, de acordo com o perfil e as preferências do seu negócio.

Como você pôde notar, todas as plataformas citadas possuem pontos fortes, porém, cada uma delas tem propostas e objetivos diferentes. Isso faz com que a escolha seja totalmente pessoal e envolve diversos pontos.

Conhecemos infoprodutores igualmente gigantes que utilizam plataformas diferentes. A única regra é fazer uma escolha consciente, baseada em estudos e pesquisa.

Lembre-se ainda que há a possibilidade de usar mais de uma e testar. Por que não? Só não fique muito tempo nessa etapa, há muito trabalho a ser feito além dessa decisão.

Sinceramente? O mais importante será sempre a qualidade do seu produto e como você se relaciona com a sua audiência. A plataforma é apenas uma ferramenta. O essencial é você.

 

Jessica Delalana :

O nosso blog utiliza cookies para ajudar a melhorar a sua experiência de utilização. Ao utilizar o blog, confirma que aceita a sua utilização.