Qual a relação entre perfomance orgânica e anúncios pagos?

Não faz muito tempo que os profissionais de marketing enfatizavam que a prática de anúncios pagos, sejam em redes sociais, ou na rede Google, não deveria ser utilizada de maneira intensificada, por exemplo.

Isso pelo fato de que o ROI (retorno sobre o investimento), em boa parte, não se justificava, sobretudo se comparado com o alcance orgânico obtido pelas estratégias de Marketing de Conteúdo.

Mas, como na vida as coisas mudam constantemente, especialmente no fantástico mundo da tecnologia e marketing, atualmente encontramos um cenário, digamos “mais aconchegante” em relação aos anúncios pagos, quando se estabelece uma relação com a performance orgânica.

Mas a realidade é que, os anúncios pagos e a performance orgânica, podem ser parceiros um do outro.

Performance orgânica e performance paga
Performance orgânica e performance paga

Quer entender melhor essa relação entre performance orgânica e anúncios pagos e descobrir como é possível otimizar o alcance o os resultados de suas campanhas em mídia digital?

Então chegue mais e continue comigo na leitura desse artigo!

O que é performance orgânica? O que são anúncios pagos?

Antes de tudo, é sempre válido darmos aquela relembrada básica, típica de uma “revisão” de quando voltávamos de férias escolares, em relação aos conceitos de performance orgânica e anúncios pagos. Vamos lembrar ou conhecer a diferença entre tráfego pago e tráfego orgânico?

  • Tráfego orgânico

Conteúdo Tráfego Orgânico
Conteúdo Tráfego Orgânico

O tráfego orgânico é essencial para todas as estratégias que você adote no que se refere a Marketing Digital e Marketing de Conteúdo de seu negócio.

Se você publica materiais com técnicas de SEO e conteúdo relevante, sabe que o foco no primeiro estágio do funil, ou seja, o de atração, é exatamente captar leads por meio destes conteúdos, de forma orgânica.

Ou seja, você gera interesse no público, ranqueando seu site nos sites de buscas (Google) e sendo encontrado pelas pessoas exatamente por conseguir posicionar-se bem nos buscadores.

Se trata de uma troca natural, onde a pessoa procura alguma reSposta que solucione seus “problemas”, “dores” e necessidades nos buscadores, e o seu conteúdo aparece na busca, com a solução do problema.

Dessa maneira, cria-se uma conexão entre a audiência do seu blog, site, com sua marca, produto e serviço.

O grande diferencial de uma performance orgânica é que esse público se traduz em uma audiência bem qualificada, uma vez que ela procura por algo que você tem a oferecer. Essa audiência é formada  por pessoas que estão em busca de algo que está inserido no segmento de atuação de sua empresa. Com a nutrição desses leads, as possibilidades de gerar mais engajamento com a sua marca são muitas, diferente de alguém que, simplesmente “caia de paraquedas” no seu site, de forma aleatória.

Outro aspecto positivo é que o tráfego orgânico tem um excelente custo X benefício. Ou seja, você investe determinada quantia para produzir o conteúdo agora, e com isso, colhe resultados ao longo do tempo, seja daqui alguns dias, meses, ou até mesmo anos, por exemplo.

  • Tráfego pago

Anúncio Tráfego Pago
Anúncio Tráfego Pago

Quem já anuncia, já sabe do que se trata. O tráfego pago é aquele que chega no seu site, loja, e/ou página de vendas, por meio de anúncios efetuados no Google, Facebook Ads e afins.

Via de regra, foca-se diretamente em um público-alvo, prevendo-se já um retorno. Com as ferramentas disponíveis no mercado atual, é possível fazer anúncios pagos bem segmentados. É o caso por exemplo, do público Lookalike, que eu expliquei no artigo Públicos semelhantes – Lookalike. Como criar públicos que convertem mais?.

O Google possibilita o uso de links patrocinados, aqueles anúncios pagos que adotam a regra Custo Por Clique (CPC). Ou seja, que anuncia seleciona quais as palavras-chave quer patrocinar para o ranqueamento,  e o link surge em destaque na página do buscador. Conforme a quantidade de cliques que o anúncio recebe, efetua-se o pagamento da campanha para o Google.

Dentre as opções em tráfego pago, temos  desde o já mencionado Google Adwords, até os anúncios pagos nas redes sociais Youtube e o também sempre mencionado e importante Facebook Ads.

Há outras possiblidades como o Bing Ads, , Mercado Ads, Uol Clicks, Taboola, Linkedin Ads, etc.

Em vista das duas possibilidades acima, eu trago verdades que irão revolucionar muito provavelmente, a forma com a qual você enxergava tanto a performance organiza quanto a paga.

Curioso (a)? Relaxa, respira, conta até 3 e se joga no tópico seguinte!

Que tal apostar nos dois formatos?

Buscar performance orgânica não exclui adotar também anúncios pagos, certo? Mas, o que você acharia de lançar mão de uma estratégia que implique em selecionar determinado conteúdo que “bombou” no orgânico e anuncia-lo posteriormente no pago?

É exatamente aqui que temos a “jogada de mestre”! Afinal, quando um determinado conteúdo foi bem no orgânico, ele pode ser alavancado para performar ainda mais, quando anunciado no tráfego pago.

Ao atrair tráfego pago para seu conteúdo de blog, por exemplo, que está ranqueando bem no orgânico, com o chamado remarketing é possível expandir ainda mais o alcance e com uma qualidade ainda melhor.

Como dissemos no post As 4 principais fontes de tráfego conversivo para sites e blogs:

“No remarketing, cada vez que alguém clica no seu anúncio, um cookie (metadado informativo) é gravado no computador do usuário e cada vez que este visitar algum site relativo ao tema que estava procurando, o seu anúncio – com a URL do seu site – aparecerá”.

Acredite, utilizar o tráfego orgânico aliado ao tráfego pago acarreta em vantagens significativas como:

  • Alavancar as vendas;
  • Ampliar o alcance, a divulgação de sua marca e a reputação de seu negócio;
  • Atingir maior número de usuários e geração de leads, etc.
Perfomance orgânica e Anúncios pagos
Perfomance orgânica e Anúncios pagos

Vale dizer que todo esse processo de vendas online pode ser automatizado, de forma simples e assertiva com ferramentas e plataformas de automação de marketing digital, como a leadlovers, por exemplo.

Para encerrar, leve essa lição para a vida: o tráfego é a porta de entrada para seu sucesso no mundo digital. Invista sempre em obter tráfego de qualidade e veja como é possível vender mais e melhor!

Dúvidas? Deixe nos comentários, vou amar trocar uma ideia contigo, até a próxima!

 

Powered by Rock Convert

Compartilhe o post:

Tags: , ,

Powered by Rock Convert

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Descubra o que é o leadlovers


Quero ficar atualizado sobre as melhores práticas e dicas do blog Automação de Vendas para melhorar o e-mail marketing. Se você não curtiu, basta cancelar. Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

Siga-nos: