O que é remarketing? Entenda finalmente como esse recurso pode alavancar a sua empresa

O tema da vez é fundamental, mas ao mesmo tempo muito esquecido pelos empreendedores: o remarketing.

Na verdade, percebemos que a maioria não usa por não entender direito do que se trata e como utilizar dentro das suas estratégias de Marketing Digital.

Nós não poderíamos deixar isso acontecer, então resolvi escrever sobre isso para explicar o essencial para você começar do jeito certo. “Bora” lá?

O que é remarketing? Entenda como esse recurso pode alavancar a sua empresa
O que é remarketing? Entenda como esse recurso pode alavancar a sua empresa

O que é remarketing?

Remarketing é basicamente o ato de exibir novamente os seus anúncios para pessoas que já acessaram o seu site ou anúncio antes. Ficou confuso? Calma que vou explicar melhor…

Reflita comigo: Ao ler a palavra “remarketing” o que você pensa? Provavelmente vem a sua mente que se trata de fazer marketing novamente, certo? E basicamente é isso mesmo.

O que é remarketing?
O que é remarketing?

Vamos entender com um exemplo? Imagine a seguinte situação:

Você está procurando por um notebook novo e pesquisou no Google, até que entrou numa grande loja virtual e visitou alguns notebooks diferentes nela. Mas você opta por não fazer a compra e deixa a decisão para outro dia.

Aí você começa a navegar em outros sites e começa a reparar que várias páginas (e até mesmo o seu Facebook)  estão com banners levando para os produtos que você visitou naquela loja.

Parece mágica, né? Mas não é, trata-se do remarketing. As marcas fazem isso porque sabem que a maioria das pessoas não compra na primeira visita, ou seja, precisam de uma  forcinha para realizar a compra.

Essa forcinha nada mais é do que aparecer de maneira repetitiva para as pessoas que acessaram o seu site antes. É como se você ganhasse pela insistência mesmo (hahaha).

Mas o que seria retargeting então?

Achei que seria interessante esclarecer aqui que se você ouvir ou ler por aí a palavra “retargeting” fique sabendo que é como se fosse um sinônimo mesmo de remarketing.

Ficou confuso? Calma que eu explico… Acontece que  “retargeting” nada mais é do que um termo que surgiu a partir da palavra inglesa “target” que em português significa “alvo”, “mira”, “objetivo”. Ou seja, “retargeting” seria algo como “mirar de novo”.

Mas o que seria retargeting então?
Mas o que seria retargeting então?

De fato, esse termo passou a ser utilizado para caracterizar o ato de impactar novamente as pessoas que já tiveram um primeiro contato com uma empresa. Porém, o Google escolheu a palavra “remarketing” para chamar a ferramenta de “retargeting” deles. E não é que o nome pegou?

Sabe quando as pessoas conhecem um produto pelo nome que uma marca deu e não mais pelo seu substantivo real? Na escola você estudou isso nas aulas de português, se chama Metonímia (hahaha).

Podemos dizer que foi isso que aconteceu com o termo “remarketing”. Mas como outras ferramentas utilizam o termo “retargeting” é interessante que você saiba que se trata do mesmo recurso, ok?

Por que fazer remarketing?

Se ainda não ficou claro para você a relevância do remarketing, citarei o motivo que acho que todos consideram o mais importante: Uma porcentagem mínima das pessoas compram um produto que se interessam logo na primeira visita.

Por que fazer remarketing?
Por que fazer remarketing?

Isso quer dizer que o remarketing é uma oportunidade para relembrar as pessoas que visitaram determinada página a fecharem o negócio com você. Portanto, o objetivo principal do remarketing é o aumento das conversões – e não só de vendas, como veremos mais adiante.

É por essa razão que os e-commerces investem tanto em remarketing. De fato, gera resultados e não há como negar. Aliás, engana-se quem pensa que apenas para produtos físicos esse recurso é útil, produtos digitais e serviços não só podem como devem se beneficiar disso.

Como fazer o remarketing?

Como fazer o remarketing?
Como fazer o remarketing?

Há várias maneiras de fazer remarketing, as mais conhecidas se dão por meio do Google Adwords e do Facebook Ads. Então, sempre vou me basear nessas duas ferramentas para falar aqui.

Na realidade, não importa o veículo que você usará para fazer o seu anúncio: Qualquer um irá precisar dos dados das pessoas que visitaram determinada página sua ou que foram impactadas por algum anúncio.

Para isso, geralmente as ferramentas de duas fontes. Uma é manual, ou seja, sua lista de contatos. A outra é totalmente automatizada, isto é, o pixel de remarketing. Vamos entender melhor cada uma dessas duas possibilidades?

1. Fazer remarketing a partir da sua lista de leads (e até de clientes)

A primeira forma de fazer remarketing é a mais simples possível: A partir de sua lista de leads.

Fazer remarketing a partir da sua lista de leads (e até de clientes)
Fazer remarketing a partir da sua lista de leads (e até de clientes)

Como? Dentro do Facebook mesmo você pode subir a sua lista com os e-mails dos seus leads e fazer anúncios específicos para essas pessoas. Assim você impacta um público que já demonstrou interesse em algum conteúdo que você utilizou como recompensa digital.

Do mesmo modo, você pode fazer com os e-mails dos clientes que você já possui. Sim, isso caso você queira vender novamente para eles, por exemplo.

Mas há um jeito de fazer “um remarketing mais automatizado”, vamos dizer assim, que é o que vamos aprender a seguir…

2. Fazer remarketing a partir de um Pixel

Basicamente, podemos dizer que o Pixel de remarketing nada mais é do que um trecho de código que o Facebook Ads e o Google Adwords disponibilizam para que os anunciantes instalem em seu sites.

Aí basta ter acesso ao código do seu site para adicioná-lo em todas as suas páginas. Além disso, no geral, você precisará inserir eventos padrão em páginas específicas do seu site (exemplo: página de compra, carrinho de compras, etc).

Fazer remarketing a partir de um Pixel
Fazer remarketing a partir de um Pixel

Quando um internauta acessa um site que possui um Pixel de remarketing, o navegador do usuário é “marcado” por meio de cookies. Com isso, podemos acessar informações valiosas como saber quais páginas aquele determinado visitante acessou.

Para entender mais sobre o Pixel do Google, clique aqui e acesse nosso artigo com tudo sobre o assunto. Já para entender o Pixel do Facebook Ads, eu ainda estou finalizando o artigo sobre o assunto e assim que ele estiver pronto eu coloco aqui.

De qualquer modo, você pode contar com a ajuda de um desenvolvedor de sua confiança para fazer a instalação para você. Mas já adianto que é muito fácil, basta estudar e seguir os passos listados pelo Google e pelo Face. Nada de mistério.

Em que situações eu posso utilizar o remarketing?

As possibilidades dentro do remarketing são inúmeras, porém, muitas pessoas não fazem ideia disso. Por essa razão, irei listar abaixo as situações que o remarketing pode te ajudar.

Vamos conferir?

1. Para tentar vender para quem ainda não comprou

Remarketing - Para tentar vender para quem ainda não comprou
Para tentar vender para quem ainda não comprou

O pensamento mais óbvio para usar o remarketing é tentar novamente conseguir a venda do usuário que foi até a página de um produto ou mesmo até a página de carrinho, mas não deu continuidade na compra.

Isso é mais comum do que você imagina. Como falamos anteriormente, a maioria das vezes as pessoas não compram no primeiro contato. Vai dizer que você nunca pesquisou por um produto algumas – ou muitas – vezes para então comprar? Geralmente as pessoas precisam pensar mais, possuem dúvidas.

Ainda assim, se visitou é bem provável que o interesse em adquirir existia. É aí que o remarketing entra para mostrar de novo o produto visitado por ela ou mesmo destacar os seus pontos fortes ou ainda para oferecer uma oferta para as pessoas fecharem negócio.

É esse “marketing repetitivo” que leva as pessoas a pensarem novamente e se decidirem, algo que não aconteceu no primeiro contato. Interessante, não? Mas essa é a só a situação mais óbvia, o remarketing pode ser usado para outros objetivos, quer ver?

2. Para fortalecer o seu branding

Remarketing - Para fortalecer o seu branding
Para fortalecer o seu branding

O que você acha que acontece quando um usuário que, por algum motivo, visitou as páginas de um produto ou serviço de uma empresa passa a ver aquele produto mais e mais vezes?

Você acertou se pensou que a imagem da marca será reforçada.  Isso, sem dúvidas, fortalece muito qualquer marca.

Por isso, engana-se muito quem pensa que remarketing só é para aumento de conversão. Você já tinha imaginado que o seu branding pode ser beneficiado pelo remarketing? Incrível, né?

3. Para direcionar o público para as outras etapas do Funil de Vendas

O remarketing também pode ser usado para direcionar o seu público para as outras etapas do Funil de Vendas. Sim. Isso mesmo. Vou explicar abaixo para você entender melhor…

Remarketing - Para direcionar o público para as outras etapas do Funil de Vendas
Para direcionar o público para as outras etapas do Funil de Vendas

Se você tem um blog e posta conteúdos relevantes para a sua audiência, é natural que com o tempo leitores comecem a acessá-lo. O Pixel pode te ajudar a fazer com que essas pessoas que hoje estão no Topo do Funil de Vendas passem para o Meio do Funil, por exemplo.

Como? Mostrando para as pessoas que acessaram os seus conteúdos no blog um e-book ou outro material rico criado por você com o objetivo de transformá-los em leads.

É claro que também há a possibilidade de levá-los para o Fundo do Funil, exibindo para esse público anúncios de produtos que tenham relação com os conteúdos lidos por eles. Ou seja, as possibilidades são diversas, basta pensar numa estratégia.

Não sabe o que é Funil de Vendas? Então clique aqui para baixar o nosso e-book que explica tudo sobre o assunto.

4. Para fazer com que os seus clientes comprem outro produto seu

Remarketing - Para fazer com que os seus clientes comprem outro produto seu
Para fazer com que os seus clientes comprem outro produto seu

Nós sempre falamos aqui no blog que você não deve pensar apenas em conseguir mais e mais clientes e sim também fidelizar os que você possui.

Além de ser bem satisfatório ter clientes fidelizados, há outra razão: É mais barato manter um cliente que você possui do que conseguir um novo, sem contar que é bem mais fácil convencer alguém a comprar de você mais uma vez do que conquistar alguém que nunca comprou antes.

Gostou da ideia? Então, leia as próximas e depois comece a colocar todas em prática. Tenho certeza que não vai se arrepender.

5. Para conhecer melhor o seu público-alvo

Remarketing - Para conhecer melhor o seu público-alvo
Para conhecer melhor o seu público-alvo

Imagina só entender mais a fundo como o seu público se comporta no seu site, blog e landing pages. Com o remarketing você consegue e pode finalmente responder perguntas como:

O que o usuário está acessando? Qual o caminho que ele faz? Que tipos de dispositivos ele usa? Quanto tempo ele permanece em cada um dos meus conteúdos?

Informações como essas são bastante valiosas para que você conheça melhor o seu público-alvo de modo a conseguir a melhorar a experiência dele em todo o processo.

Aliás, você pode ir além e direcionar anúncios com pesquisas para conhecer melhor seus leads, clientes e outras pessoas interessadas.

É… Não há mais desculpa para não compreender a sua persona cada vez mais.

6. Para ter mais pontos de contato para atingir seus leads

Remarketing - Para ter mais pontos de contato para atingir seus leads
Para ter mais pontos de contato para atingir seus leads

Mesmo quando temos leads engajados sabemos que é bem difícil conseguir a atenção de todos eles só por meio do e-mail hoje em dia. É aí que entra o remarketing para você conseguir ter mais pontos de contato com esses leads.

Isso é ainda mais interessante quando você vai lançar algo e tem um tempo limitado para atingir o número de pessoas desejado.

É aí que você pode utilizar a sua lista de leads e fazer anúncios para essas pessoas ao invés de ficar apenas contando com a abertura dos e-mails.

7. Para ter uma segmentação melhor

Remarketing - Para ter uma segmentação melhor
Para ter uma segmentação melhor

Como você já deve ter entendido, você consegue levar os usuários certos para as soluções certas.

Se você tem um e-commerce de eletrônicos e eletrodomésticos, existirão pessoas que naquele momento estão interessadas em comprar um celular e outras em um forno elétrico. Você poderá fazer com que cada produto exato seja direcionado para pessoa que visitou e demonstrou interesse por ele.

Resumindo: Você encurta o caminho de retorno do público. Isso é bom para você e bom para das pessoas. Todo mundo sai ganhando.

8. Para diminuir o seu CPC (Custo por Clique)

Remarketing - Para diminuir o seu CPC (Custo por Clique)
Para diminuir o seu CPC (Custo por Clique)

Com tudo que nós falamos até agora, você deve imaginar que realizando campanhas de remarketing o seu CPC (Custo por Clique) irá diminuir.

Isso porque as pessoas que serão impactadas pelos anúncios haviam demonstrado interesse anteriormente, ou seja, estão mais propensos a comprar nesse segundo momento.

Se você não sabe, CPC é o quanto você paga em média por cada clique no seu anúncio. Quando esses cliques geram conversão, o valor do CPC será menor.

Apesar disso, é importante que você fique sempre atento a todas as métricas mais relevantes para o seu negócio. Além do CPC, o CPA (Custo por Aquisição) e o ROI (Retorno sobre o Investimento) devem ser considerados sempre.

Ah e se você não entende nada de métricas, recomendo que você clique aqui para fazer o download do nosso e-book “Um guia sobre as métricas do Marketing Digital”.

Concluindo…

Remarketing - Concluindo...
Concluindo…

Agora que você entendeu o que é remarketing e como esse recurso pode ser significativo para o seu negócio, tenho uma boa notícia para dar: Você está preparado para começar a pensar em maneiras estratégicas para atingir os seus objetivos.

Só deixo claro para tomar cuidado para o seu remarketing não se tornar tedioso para as pessoas. Pense no usuário vendo várias vezes os anúncios da sua marca.

O bom e velho bom senso é sempre a melhor escolha. Conte com a gente no processo 🙂

Compartilhe o post:

Tags: , , , , , ,

Descubra o que é o leadlovers


Quero ficar atualizado sobre as melhores práticas e dicas do blog Automação de Vendas para melhorar o e-mail marketing. Se você não curtiu, basta cancelar. Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Siga-nos: